2020-01-13T18:39:12-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Altas e baixas

Vale, siderúrgicas, Sabesp e Petrobras: os destaques do Ibovespa nesta segunda-feira

As ações ligadas ao setor de commodities, como Vale, CSN e Suzano, operam em alta forte nesta segunda-feira. Sabesp ON também desponta entre os maiores ganhos do índice

13 de janeiro de 2020
15:35 - atualizado às 18:39
Imagem: Shutterstock

As ações da Vale, das siderúrgicas e do setor de papel e celulose fecharam em alta firme nesta segunda-feira (13), dando força ao Ibovespa como um todo. Os papéis da Petrobras e da Sabesp também apresentaram movimentações relevantes, reagindo ao noticiário corporativo referente às empresas.

As companhias exportadoras de commodities tiveram uma sessão bastante positiva, impulsionadas pelo otimismo em relação às negociações comerciais entre EUA e China — está previsto para a próxima quarta (15) a assinatura da primeira fase do acordo comercial entre os países.

Por mais que a formalização do acerto não ponha um fim à guerra comercial, trata-se de um passo importante para acalmar os ânimos no mercado nesse front no curto prazo. Há a leitura de que, com a assinatura, a desaceleração da economia da China será interrompida.

O desempenho do gigante asiático é especialmente importante para o setor de commodities, uma vez que a China é a grande consumidora global de minério de ferro, produtos siderúrgicos e celulose. Assim, a aceleração da economia do país implica num crescimento da demanda por esses produtos.

E, de fato, o mercado já reagiu positivamente à perspectiva de conclusão do acordo: o minério de ferro negociado no porto chinês de Qingdao fechou em alta de 2,14% nesta segunda-feira.

Como resultado, Vale ON (VALE3) avançou 3,64%, CSN ON (CSNA3) teve ganho de 6,05%, Gerdau PN (GGBR4) valorizou 4,30% e Usiminas PNA (USIM5) fechou em alta de 4,38%. Bradespar PN (BRAP4) subiu 4,20% — a empresa possui participação relevante na Vale.

No setor de papel e celulose, Suzano ON (SUZB3) e as units da Klabin (KLBN11) tiveram ganhos de ,69% e 4,76%, respectivamente.

Petrobras dividida

Os papéis da Petrobras, por outro lado, ficaram perto da estabilidade, contrastando com o tom amplamente positivo do Ibovespa nesta segunda-feira. As ações ON (PETR3) caíram 0,03%, enquanto as PNs (PETR4) subiram 0,20%.

No exterior, o petróleo seguiu em trajetória de baixa, reagindo à despressurização das tensões geopolíticas no Oriente Médio: o WTI caiu 1,63% e o Brent recuou 1,20%.

Além disso, o mercado também digere a informação de que a estatal reduzirá em 3% o preço da gasolina e do diesel a partir desta terça-fera (14), em resposta à desvalorização do petróleo lá fora.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Sabesp reage

Outra ação que se destacou na ponta positiva do índice foi Sabesp ON (SBSP3), com ganhos de 4,35%. No último fim de semana, o jornal O Estado de S. Paulo revelou que o grupo China Railway Construction está em conversas para comprar uma fatia relevante da estatal paulista.

Top 5

Veja os cinco papéis de melhor desempenho do Ibovespa nesta segunda-feira:

  • Via Varejo ON (VVAR3): +8,55%
  • CSN ON (CSNA3): +6,05%
  • Metalúrgica Gerdau PN (GOAU4): +5,26%
  • Klabin units (KLBN11): +4,76%
  • Magazine Luiza ON (MGLU3): +4,69%

Confira também as maiores baixas do índice hoje:

  • SulAmérica units (SULA11): -2,27%
  • Braskem PNA (BRKM5): -1,31%
  • GPA PN (PCAR4): -1,09%
  • CVC ON (CVCB3): -1,05%
  • Carrefour Brasil ON (CRFB3): -0,89%
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O SOL HÁ DE BRILHAR MAIS UMA VEZ

Cemig (CMIG4) amplia presença em energia solar em negócio milionário; confira os detalhes do negócio

A transação envolve três usinas fotovoltaicas e reforça a estratégia da companhia de crescimento sustentável no mercado de geração distribuída

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Nova aquisição

Ambipar (AMBP3) volta às compras e adquire a Bioenv, que desenvolve projetos de monitoramento do meio ambiente

Como a compra foi feita por meio da controlada Ambipar Response ES S.A., não precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa mãe

FECHAMENTO DO DIA

Temor de recessão segue forte e Ibovespa volta a perder os 100 mil pontos; dólar cai com PEC melhor que o esperado

O Ibovespa chegou a amanhecer no azul, mas os temores que rondam o mercado falaram mais alto

CONTROLE DE DANOS

Pedro Guimarães entrega carta de demissão a Jair Bolsonaro e rebate acusações de assédio; veja quem o sucederá na presidência da Caixa

Guimarães deixa o cargo em meio a uma investigação do Ministério Público Federal por múltiplas denúncias de assédio sexual