Menu
2020-07-31T08:20:54-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Balanços corporativos e indicadores econômicos sustentam tom positivo dos negócios

A retração econômica menor que a esperada em países europeus e a expansão da economia chinesa animam os investidores. Os balanços corporativos das grandes empresas seguem embalando os negócios no Brasil e no exterior.

31 de julho de 2020
8:04 - atualizado às 8:20
balanços
Imagem: Shutterstock

Os mercados começam a sexta-feira operando no campo positivo, puxados pelos resultados das grandes empresas de tecnologia. Dados melhores do que o esperado das economias europeia e chinesa também ajudam os investidores a manterem o otimismo em meio ao crescimento do número de casos de coronavírus pelo mundo.

No Brasil, os investidores repercutem hoje os dados divulgados pela Petrobras na noite de ontem. No câmbio, a disputa técnica da Ptax de julho deve trazer volatilidade ao mercado.

Tombo histórico

Os investidores já esperavam que os resultados do segundo trimestre refletisse com mais intensidade a crise do coronavírus, mas, mesmo assim, os números abaixo do esperado dos balanços corporativos pesaram ontem nas bolsas globais.

Além disso, o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos mostrou a maior retração para o período desde 1947 - 32,9%. A soma dos resultados negativos levou o principal índice da bolsa brasileira a fechar em queda de 0,56%, a 105.008,70 pontos.

A retração da economia americana refletiu em forma de alívio para o dólar. A moeda americana caiu 0,26%, a R$ 5,1592.

Os números que movimentam a bolsa hoje

Hoje, os investidores locais repercutem os números apresentados pela Petrobras na noite de ontem. A estatal reduziu em 94,4% o prejuízo visto no primeiro trimestre e apresentou perdas de R$ 2,713 bilhões.

Além disso, outras empresas também ficam no radar dos agentes financeiros. Confira os últimos resultados divulgados.

  • A Engie, maior geradora privada do setor elétrico brasileiro, registrou lucro líquido de R$ 765,8 milhões, crescimento de 98,7% na comparação anual. 
  • O Grupo Fleury registrou prejuízo de R$ 73,3 milhões no segundo trimestre deste ano, ante R$ 72,6 milhões de lucro líquido no mesmo período do ano passado.

Sentimentos mistos

O tombo histórico do PIB americano durante a pandemia derrubou as bolsas asiáticas, com exceção dos índices chineses. Na segunda maior economia do mundo, os investidores focaram nos dados do índice de gerentes de compras (PMI) do país.

O PMI chinês avançou de 50,9 para 51,1 em julho, o que mostra expansão da economia de forma rápida, animando os investidores.

Indicadores econômicos europeus também embalam os mercados nesta sexta-feira. O PIB da zona do euro sofreu uma contração de 12,1% nos últimos três meses. Na França, a economia recuou 13,8%. Na Itália a queda foi de 12,4%. Embora negativos, ambos os resultados vieram acima do esperado.

Mesmo com o indicativo de forte retração econômica, os investidores reagem de forma moderada, com as principais praças do continente avançando no começo da manhã. O movimento é puxado pelas empresas de tecnologia, que apresentaram bons resultados durante a temporada de balanços.

Os índices futuros em Nova York começam o dia no campo positivo, após os balanços positivos de Amazon, Facebook, Alphabet e Apple. Os mercados também monitoram de perto as novas infecções por coronavírus. Além dos Estados Unidos, os casos na Europa também voltam a acelerar.

Agenda

No Brasil, a agenda conta com a divulgação do déficit do setor público consolidado de junho (9h30).

Os destaques da agenda internacional são: dados de renda pessoal e inflação (9h30), o índice de atividade industrial de julho (10h45) e o índice de sentimento do consumidor nos Estados Unidos (11h). No campo dos balanços corporativos, os destaques internacionais são as petroleiras Exxonmobil e Chevron.

Reforma tributária

A Comissão Mista, formada por deputados e senadores, que analisa a reforma tributária será reinstalada nesta sexta-feira. O ministro da Economia Paulo Guedes deve ser ouvido na próxima quarta-feira.

Fique de olho

  • Cogna confirma preço por ação no IPO da Vasta em US$ 19 na Nasdaq
  • A Vale investirá R$ 17 bilhões em ferrovias, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas
  • A Eletrobras marcou uma assembleia geral extraordinária para o dia 2 de setembro, para decidir sobre a venda de R$ 568,4 milhões em ativos.
  • Magazine Luiza concluiu acordo para a compra da Hubsales, uma plataforma voltada para a indústria.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

follow on

Ânima levanta R$ 918 milhões em oferta restrita de ações

Recursos levantados serão destinados a financiar parte da aquisição dos ativos do grupo americano de educação Laureate no Brasil

na briga

Em meio a IPO da Rede D’Or, Dasa adquire rede de hospitais em SP por R$ 1,77 bi

Com Leforte, companhia passa a ter cinco hospitais na região metropolitana de São Paulo e expande número de leitos de internação para 2,6 mil

Entrevista exclusiva

Meta da Mitre é lançar cerca de R$ 1,5 bi por ano e pagar ‘bastante dividendo’, diz CEO

Com queda de cerca de 20% no preço das ações desde o IPO, a construtora Mitre Realty entregou bons resultados no 3º trimestre e atingiu 75% da meta inicial de lançamentos para o ano; a partir de 2021, objetivo é estabilizar em seu “tamanho ideal” e focar em rentabilidade e dividendos, diz o presidente Fabrício Mitre.

Sextou com o Ruy

Compre ações de empresas que ganham junto com o cliente

A Pagseguro e a Stone são ótimos exemplos dessa mudança. Elas surgiram com o propósito de melhorar a experiência para os clientes insatisfeitos com os serviços da Cielo e da Redecard

prévias operacionais

Na Gol, demanda por voos cai 43,8% em novembro na comparação anual

No acumulado em 11 meses, a demanda tem recuo de 53,6% na comparação com 2019, enquanto a oferta recuou 52,4%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies