Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-31T08:20:54-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Balanços corporativos e indicadores econômicos sustentam tom positivo dos negócios

A retração econômica menor que a esperada em países europeus e a expansão da economia chinesa animam os investidores. Os balanços corporativos das grandes empresas seguem embalando os negócios no Brasil e no exterior.

31 de julho de 2020
8:04 - atualizado às 8:20
Prancheta com relatório de desempenho
Imagem: Shutterstock

Os mercados começam a sexta-feira operando no campo positivo, puxados pelos resultados das grandes empresas de tecnologia. Dados melhores do que o esperado das economias europeia e chinesa também ajudam os investidores a manterem o otimismo em meio ao crescimento do número de casos de coronavírus pelo mundo.

No Brasil, os investidores repercutem hoje os dados divulgados pela Petrobras na noite de ontem. No câmbio, a disputa técnica da Ptax de julho deve trazer volatilidade ao mercado.

Tombo histórico

Os investidores já esperavam que os resultados do segundo trimestre refletisse com mais intensidade a crise do coronavírus, mas, mesmo assim, os números abaixo do esperado dos balanços corporativos pesaram ontem nas bolsas globais.

Além disso, o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos mostrou a maior retração para o período desde 1947 - 32,9%. A soma dos resultados negativos levou o principal índice da bolsa brasileira a fechar em queda de 0,56%, a 105.008,70 pontos.

A retração da economia americana refletiu em forma de alívio para o dólar. A moeda americana caiu 0,26%, a R$ 5,1592.

Os números que movimentam a bolsa hoje

Hoje, os investidores locais repercutem os números apresentados pela Petrobras na noite de ontem. A estatal reduziu em 94,4% o prejuízo visto no primeiro trimestre e apresentou perdas de R$ 2,713 bilhões.

Além disso, outras empresas também ficam no radar dos agentes financeiros. Confira os últimos resultados divulgados.

  • A Engie, maior geradora privada do setor elétrico brasileiro, registrou lucro líquido de R$ 765,8 milhões, crescimento de 98,7% na comparação anual. 
  • O Grupo Fleury registrou prejuízo de R$ 73,3 milhões no segundo trimestre deste ano, ante R$ 72,6 milhões de lucro líquido no mesmo período do ano passado.

Sentimentos mistos

O tombo histórico do PIB americano durante a pandemia derrubou as bolsas asiáticas, com exceção dos índices chineses. Na segunda maior economia do mundo, os investidores focaram nos dados do índice de gerentes de compras (PMI) do país.

O PMI chinês avançou de 50,9 para 51,1 em julho, o que mostra expansão da economia de forma rápida, animando os investidores.

Indicadores econômicos europeus também embalam os mercados nesta sexta-feira. O PIB da zona do euro sofreu uma contração de 12,1% nos últimos três meses. Na França, a economia recuou 13,8%. Na Itália a queda foi de 12,4%. Embora negativos, ambos os resultados vieram acima do esperado.

Mesmo com o indicativo de forte retração econômica, os investidores reagem de forma moderada, com as principais praças do continente avançando no começo da manhã. O movimento é puxado pelas empresas de tecnologia, que apresentaram bons resultados durante a temporada de balanços.

Os índices futuros em Nova York começam o dia no campo positivo, após os balanços positivos de Amazon, Facebook, Alphabet e Apple. Os mercados também monitoram de perto as novas infecções por coronavírus. Além dos Estados Unidos, os casos na Europa também voltam a acelerar.

Agenda

No Brasil, a agenda conta com a divulgação do déficit do setor público consolidado de junho (9h30).

Os destaques da agenda internacional são: dados de renda pessoal e inflação (9h30), o índice de atividade industrial de julho (10h45) e o índice de sentimento do consumidor nos Estados Unidos (11h). No campo dos balanços corporativos, os destaques internacionais são as petroleiras Exxonmobil e Chevron.

Reforma tributária

A Comissão Mista, formada por deputados e senadores, que analisa a reforma tributária será reinstalada nesta sexta-feira. O ministro da Economia Paulo Guedes deve ser ouvido na próxima quarta-feira.

Fique de olho

  • Cogna confirma preço por ação no IPO da Vasta em US$ 19 na Nasdaq
  • A Vale investirá R$ 17 bilhões em ferrovias, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas
  • A Eletrobras marcou uma assembleia geral extraordinária para o dia 2 de setembro, para decidir sobre a venda de R$ 568,4 milhões em ativos.
  • Magazine Luiza concluiu acordo para a compra da Hubsales, uma plataforma voltada para a indústria.
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

efeito pandemia

Sem peças importadas, indústria busca produção local, mas esbarra em custo

Escassez de produtos como máscaras e respiradores, que marcou o início da pandemia, depois se estendeu a semicondutores, insumos e autopeças e se agravou com o aumento dos preços

é possível, sim

O segredo para ser feliz no trabalho, segundo esta especialista

Beverly Jones, autora do “Find Your Happy at Work”, arriscou algumas respostas em entrevista recente e falou sobre desconforto, networking e tédio; veja abaixo

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies