Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-06-24T09:12:57-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

EUA estudam impor tarifas sobre produtos da UE e tensão azeda os mercados internacionais

scritório do Representante de Comércio dos EUA (USTR) informou que o governo estuda impor novas tarifas a US$ 3,1 bilhões em exportações da União Europeia e do Reino Unido. No Brasil, destaque é a votação do marco do saneamento

24 de junho de 2020
8:15 - atualizado às 9:12
Estados Unidos e UE
Imagem: Shutterstock

As disputas comerciais aparecem mais um dia no centro das atenções dos investidores. Dessa vez, a notícia de que os Estados Unidos podem taxar US$ 3,1 bilhões em produtos da União Europeia e Reino Unido aumenta a aversão ao risco nos mercados. Os investidores também observam de perto o aumento dos casos de covid-19 nos Estados Unidos e Alemanha - duas das maiores economias do mundo.

Em contraste com o pessimismo observado no exterior, no Brasil o destaque é positivo. O mercado aguarda com grandes expectativas a aprovação do marco legal do saneamento no Senado.

Sem fôlego

O Ibovespa não conseguiu manter o fôlego exibido no começo do pregão de ontem e fechou o dia com alta de 0,67%, a 95.975,16 pontos, um avanço mais modesto do que os observados na bolsa americana. Durante a manhã, o principal índice da bolsa chegou a romper o patamar dos 97 mil pontos.

O dólar teve um dia de forte alívio e caiu 2,26%, para R$ 5,15.

Marco do saneamento

No Brasil, o grande destaque do dia é a provável aprovação do novo marco regulatório do saneamento básico.

O projeto permite que a iniciativa privada atue no setor. A estimativa é de que mais de 1 milhão de empregos sejam gerados, o que coloca o marco como uma alternativa para a recuperação do país pós-covid. Empresas como Copasa, Sabesp e Sanepar acumulam altas expressivas nas vésperas da apreciação da matéria.

Novas ações do BC

Os investidores também reagem aos novos pacotes de estímulo ao crédito anunciados ontem pelo Banco Central.

As ações podem injetar até R$ 272 bilhões na área de crédito e autoriza o Banco Central comprar ativos de empresas no mercado secundário. Com essa iniciativa, caem as apostas de um novo corte maior da Selic na próxima reunião do Copom.

Arquivado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) arquivou uma nova ação que investigava a chapa de Jair Bolsonaro durante as eleições presidenciais de 2018. O inquérito investigava a veiculação de 179 outdoors durante a campanha.

Mais disputa comercial

Os mercados se voltam mais uma vez para os números de novos infectados com covid-19. Nos Estados Unidos, principalmente no Texas, Flórida e Arizona, o número de casos voltou a crescer desde que os Estados começaram a relaxar as medidas de isolamento. A Alemanha também tem relatado novos surtos locais de coronavírus. Mesmo com novos dados positivos que indicam a recuperação da economia europeia, a aversão ao risco predomina nos mercados globais.

As bolsas asiáticas fecharam sem uma direção única durante a madrugada.

Além do coronavírus, as relações comerciais voltam ao palco, mas dessa vez o foco não é a China. Nesta manhã, o Escritório do Representante de Comércio dos EUA (USTR) informou que o governo estuda impor novas tarifas a US$ 3,1 bilhões em exportações da União Europeia e do Reino Unido. A sobretaxa é uma resposta a longa disputa travada entre os Estados Unidos e a UE na Organização Mundial do Comércio (OMC), tendo como gatilho os subsídios concedidos pela UE a fabricante de aviões.

A notícia derrubou as bolsas europeias, que caem forte no começo da manhã. As principais praças - Alemanha, Reino Unido e França - exibem quedas superiores a 1,5%.

A relação com a China também segue prejudicada, mesmo após o presidente Donald Trump ter afirmado que o acordo comercial firmado em janeiro continua valendo. O jornal chinês Global Times disse que o dano causado pela fala de Peter Navarro - que afirmou que o acordo teria chegado ao fim -, não pode ser desfeito.

Nos Estados Unidos, os índices futuros também presentam queda firme.

Agenda

Dentre as divulgações de hoje estão: sondagem do consumidor de junho (8h), resultados da conta corrente e do IDP de maio (9h30) e o relatório da dívida pública federal de maio (14h30).

Nos Estados Unidos, o FMI realiza videoconferência com atualizações sobre o panorama econômico mundial. O Departamento de Energia também divulga o relatório semanal sobre estoques de petróleos e derivados.

Fique de olho

  • Weg pagará juros sobre capital próprio no valor de R$ 0,038 por ação, totalizando R$ 64,764 milhões
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Novo guardião do cofre

Ministério da Economia indica Paulo Valle para Secretaria do Tesouro Nacional

Novo titular é servidor de carreira do Tesouro Nacional e hoje é subsecretário de Previdência Complementar do Ministério do Trabalho e Previdência

PODCAST MESA PRA QUATRO

Mario Sergio Cortella dá lições filosóficas de como lidar com o dinheiro

O filósofo e professor foi convidado do podcast Mesa Pra Quatro e contou sobre a sua trajetória, relação com o dinheiro e investimentos

IVAN SANT'ANNA

Ganância, dinheiro e poder – ou por que hoje só invisto em petróleo na hora de encher o tanque do carro

Deixei de operar petróleo e jamais comprarei novamente papéis da Petrobras ou qualquer outra ação sobre a qual o governo tenha influência

O FISCAL ENLOUQUECEU

Com furo no teto, XP e BTG já esperam que a Selic suba 1,5 ponto percentual na próxima semana

A corretora também reviu suas projeções para o câmbio, inflação e PIB deste e do próximo ano

E-commerce de pneus

Cantu Store não se assusta com a farra fiscal e registra pedido de IPO na CVM

A companhia paranaense conta com 26 filiais em 17 unidades federativas e quatro centros de distribuição, além de duas marcas próprias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies