Menu
2020-11-03T08:32:19-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Lockdowns ficam em segundo plano e otimismo prevalece antes das eleições nos EUA

Além do pleito nos EUA, os agentes do mercado também seguem repercutindo indicadores industrial que mostram o aquecimento das economias chinesas e americanas. No Brasil, a ata do Copom é o grande destaque do dia.

3 de novembro de 2020
8:10 - atualizado às 8:32
Biden Trump eleições 2020 Estados Unidos
Imagem: Shutterstock

A volta do feriado deve ser agitada e cheia de expectativas para os investidores brasileiros. A situação do coronavírus na Europa e a instalação de novos lockdowns ainda preocupam, mas ficam em segundo plano - pelo menos por hoje.

É que o dia da eleição presidencial americana finalmente chegou e o mercado aguarda com ansiedade o resultado. Trump ou Biden? Quem chefiará a maior economia do mundo pelos próximos quatro anos?

Além do pleito nos EUA, os agentes do mercado também seguem repercutindo indicadores industriais que mostram o aquecimento das economias chinesa e americana. No Brasil, a ata do Copom é o grande destaque do dia.

Voltando do feriado

Enquanto a bolsa brasileira estava fechada, em celebração ao feriado do Dia de Finados, as bolsas europeias e americanas tiveram um dia de recuperação.

Na sexta-feira (30), o principal índice da bolsa brasileira teve mais um dia complicado, caindo 2,72%, aos 93.952,40 pontos. No mês que o Ibovespa retomou o patamar dos 100 mil pontos - e o perdeu -, o principal índice brasileiro terminou outubro com queda de 0,7%.

Não se esqueça

Com o fim do horário de verão nos Estados Unidos, a partir de hoje o pregão da B3 terá uma hora a mais de duração.

Dia de decisão

A partir de hoje, diversos países europeus voltam a operar em sistema de lockdown. A medida é uma tentativa dos governos de combater a segunda onda do coronavírus no continente.

Se na semana passada a notícia foi a responsável pela sangria dos mercados, hoje ela fica em segundo plano e os mercados seguem em busca de uma recuperação.

As eleições presidenciais americanas são o grande destaque do dia. O cenário que se desenha é de uma possível vitória do democrata Joe Biden. Caso a previsão se confirme, é possível que tenhamos uma boa dose de drama no horizonte, já que o atual presidente, Donald Trump indicou que pode contestar o resultado. As urnas fecham às 21h e a apuração deve seguir madrugada a dentro. Confira aqui o que está em jogo no pleito americano.

Enquanto aguardam o resultado, os investidores seguem repercutindo indicadores que mostram que a indústria dos Estados Unidos e China estão no caminho da recuperação após superado o pior da crise do coronavírus.

Ontem, o índice de atividade industrial dos EUA subiu de 55,4 em setembro para 59,3 em outubro. O índice de gerentes de compras (PMI) industrial chinês subiu de 53 em setembro para 53,6 em outubro.

Assim, as bolsas asiáticas fecharam em alta durante a madrugada.

Na Europa, as bolsas operam em forte alta nesta manhã, com os novos lockdowns tendo impacto limitado nos negócios.

Nos EUA, a cautela também fica de lado, com os índices futuros em Wall Street subindo mais de 1%.

Agenda

Embora a eleição americana seja o principal evento do dia, a agenda ainda conta com outras divulgações de peso.

Pela manhã, o Banco Central divulga a ata da última reunião do Copom (8h). A expectativa dos investidores é que o documento explique melhor a sua visão para a alta da inflação observada nos últimos meses.

Às 10h, será conhecido o PMI da indústria de outubro, medido pela IHS Markit. Durante a noite, é a vez do PMI Composto da China (22h45).

A temporada de balanços promete uma agenda cheia durante a semana e a bateria de resultados começa nesta terça-feira com os números do Itaú Unibanco, após o fechamento do mercado.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies