Menu
2020-12-29T18:18:16-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Mercados hoje

Ibovespa opera estável após bater recorde e dólar cai mais de 1%

Ações de bancos, Petrobras e Vale pesam no índice; juros futuros caem com inflação do aluguel abaixo das expectativas

29 de dezembro de 2020
10:41 - atualizado às 18:18
Bull bear market
Imagem: Shutterstock

O Ibovespa opera perto da estabilidade nesta terça-feira (29), após ter batido a sua máxima histórica intradiária de 119.593 pontos, recebendo, mais cedo, um "empurrão" proveniente do apetite por risco vindo lá de fora.

Na máxima do dia, o índice avançou 0,6%, para 119.860,91 pontos, renovando o seu topo. Por volta das 17h, no entanto, o principal índice acionário da bolsa brasileira tinha leve variação positiva, de 0,1%, para 119.280 pontos.

O movimento foi guiado por certa realização de lucros, já que, no mês, o Ibovespa subiu 9%, destoando do desempenho dos índices acionários à vista do exterior. As bolsas americanas caem ao menos 0,2% agora, dando uma pausa no rali recente, depois do veto à aprovação rápida de maior auxílio individual aos americanos.

Enquanto isso, na Europa, apenas o DAX, da bolsa de Frankfurt, recuou entre os principais índices acionários à vista.

Entre os destaques corporativos do Ibovespa, as ações de CSN se disparam quase 5%. Siderúrgicas, Usiminas e Gerdau também sobem.

As ações do IRB avançam, mantendo-se entre as principais altas do índice como ontem, na esteira da prévia operacional de outubro, que apontou um prejuízo líquido de R$ 23,8 milhões.

Sem considerar os efeitos que não vão se repetir nos períodos seguintes, contudo, a empresa teria registrado lucro líquido de R$ 110,3 milhões.

Ações de pesos-pesados, como bancos, Petrobras (destoando da alta do petróleo Brent lá fora) e Vale (seguindo a queda do minério de ferro na China), operam em queda neste momento, pesando no índice.

O que chegou a sustentar o bom humor nos mercados acionários hoje pela manhã foi o cenário externo, impulsionado pela perspectiva de um socorro financeiro ainda mais robusto à combalida economia americana.

Após a aprovação do pacote fiscal de US$ 900 bilhões, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou o aumento do auxílio individual dado aos americanos que recebem menos de US$ 75 mil por ano, de US$ 600 para US$ 2 mil, em meio à pressão do presidente americano Donald Trump.

A medida ainda precisava ser aprovada no Senado e, se passasse, elevará o valor total do pacote de ajuda para US$ 1,3 trilhão. No entanto, o Senado americano vetou a aprovação rápida da proposta de ampliação da ajuda individual, o que pesou sobre as bolsas americanas.

Na Europa, os investidores seguiram repercutindo com bom humor o acordo comercial pós-Brexit firmado entre Reino Unido e União Europeia, o que sustentou a maioria das principais bolsas do velho continente no azul.

Juros e dólar também para baixo

No âmbito doméstico, os investidores monitoraram a agenda econômica ao longo do dia, que trouxe dados importantes para detalhar o estado da inflação e da atividade econômica.

Primeiro, foi divulgado o IGP-M, índice conhecido como a inflação do aluguel, que subiu 0,96% em dezembro, fechando o ano com a maior variação anual desde 2002.

Ainda assim, o desempenho mensal desse IGP foi menor do que o esperado pelo mercado, sob o impacto da desaceleração dos preços do atacado e deflação das matérias-primas brutas.

Deste modo, o mercado de juros futuros apontou um alívio em taxas curtas e longas, apesar de alta nas de curtíssimo prazo (janeiro/2021). As quedas mais intensas foram observadas nos juros para contratos de prazo maior.

Confira as taxas de fechamento dos principais vencimentos:

  • Janeiro/2021: de 1,900% para 1,916%
  • Janeiro/2022: de 2,91% para 2,88%
  • Janeiro/2023: de 4,29% para 4,23%
  • Janeiro/2025: de 5,79% para 5,67%

Do lado da atividade econômica, a taxa de desemprego até outubro ficou em 14,3%, abaixo do piso das expectativas dos analistas, o que sugere uma recuperação do mercado de trabalho.

Depois de subir fortemente na sessão de ontem mesmo após intervenção do Banco Central, o dólar cai 1,1% agora, aos R$ 5,1829. Mais cedo, o BC vendeu US$ 800 milhões em operação de swap (venda de dólar no mercado futuro).

O movimento do dólar diante do real brasileiro hoje está em linha com o que se vê em relação a moedas emergentes — a divisa também cai frente ao peso mexicano, rublo russo e o rand sul-africano.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

INVESTIMENTOS

ETF de criptomoedas: conheça o HASH11, a oportunidade de comprar bitcoin e outras 5 criptos na bolsa com um clique

Com esse fundo, é possível ter exposição a criptoativos de maneira simples, segura e regulada. Em entrevista ao podcast RadioCash, executivos da gestora brasileira Hashdex explicam quais os riscos e oportunidades do ETF e desse criptomercado, confira:

Na CCJ da Câmara

Reforma administrativa é bastante moderada e foi fruto de muita conversa, diz Guedes

Depois de muito tempo engavetada, a proposta de reforma administrativa foi enviada ao Congresso no começo de setembro do ano passado e não tem impacto na estabilidade e nos salários dos atuais funcionários públicos

Resultados do trimestre

A guerra dos bancões: qual deles performou melhor?

Comentar resultados de bancos nunca foi tarefa fácil. Seus grandes números exigem uma análise que contemple tudo o que foi divulgado para um resultado verossímil, considerando ainda seu tamanho e receita. Analisar um ano de valores de uma instituição financeira de maneira que eles façam sentido para o mercado exige profundidade. Por isso, hoje a […]

Exile on Wall Street

5 pontos para entender e superar a economia americana na era Biden

Não sei bem a razão. O Dia das Mães sempre me leva a Winnicott e sua prescrição por uma “good enough mother”. As mães, claro, deveriam ser boas aos filhos. Mas apenas suficientemente boas. Se se tornam mães edípicas, excessivamente protetoras e presentes, estragam a prole. A virtude está no meio.   Depois de duas depressões, […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies