Menu
2020-04-03T15:46:44-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Carta aos cotistas

Gestora Legacy está comprada em ouro e vem aumentando posição em ações americanas

Em carta, gestora diz que acredita que economia americana é a mais apta a se recuperar da crise com rapidez; ouro é alternativa em meio a deterioração fiscal e monetária das moedas

3 de abril de 2020
15:46
vista da nyse em wall street
Vista para o prédio da Nyse, em Wall Street, nos EUA - Imagem: Shutterstock

Em carta aos cotistas divulgada ontem (2), a gestora de multimercados Legacy disse estar apostando na queda de juros no Brasil e no México no curto prazo, além de estar comprada em ouro e, "de forma paciente e cuidadosa", estar aumentando progressivamente a posição comprada em ações americanas.

"Por suas características de adaptabilidade, robustez e dinâmica, enxergamos a economia dos EUA como sendo a mais apta a recuperar-se com rapidez após este episódio", justifica a gestora.

A Legacy projeta que o PIB brasileiro deve cair 4% em 2020, e que a inflação deve chegar a 1% no fim do ano, havendo ainda espaço para novos cortes de juros por parte do Banco Central.

"Existe ainda muita incerteza com respeito à duração do choque e, especialmente, quanto à velocidade de recuperação que veremos à frente."

- carta mensal de março da gestora Legacy.

Com isso, a casa projeta que, diante da recessão prevista, os juros reais cairão ainda mais no mundo, e que mesmo países emergentes derrubarão suas taxas nominais para perto de zero, além de adotarem a prática de comprar ativos dos bancos centrais dos países desenvolvidos (o que nada mais é do que jogar mais dinheiro na economia).

Como consequência, o endividamento público dos países subirá muito, e no Brasil a situação ficará particularmente preocupante, com a dívida pública subindo de 76% para 90% do PIB.

Assim, embora a gestora elogie as medidas anunciadas pelo governo brasileiro para combate à crise, ela também frisa a importância de o Congresso deixar claro que os estímulos são temporários, e que sinalize que retomará a agenda de reformas assim que possível.

Além disso, a gestora diz que a crise é, no curto prazo, desinflacionária e até mesmo deflacionária (ou seja, pode reduzir a inflação ou até mesmo ocasionar a queda de preços).

Porém os efeitos sobre a inflação no médio prazo tornam-se incertos se consideradas as consequências da crise sobre certas cadeias de produção (como a do petróleo), alguns setores que estão sofrendo mais e até se levarmos em conta a eventual falência de empresas.

A deterioração fiscal e monetária para todas as moedas do mundo neste cenário justifica, portanto, a opção da Legacy pela posição em ouro.

O fundo Legacy Capital B FIC FIM teve queda de 3,97% em março, devido à desvalorização generalizada dos ativos no mês. Os maiores impactos ocorreram nas posições do fundo em renda fixa no Brasil e nos EUA, bem como na carteira de ações brasileira. Ganhos com moedas e derivativos de proteção seguraram um pouco as perdas da carteira.

Em 2020, o fundo recua 4,76%. Desde o início, em julho de 2018, o fundo rendeu 16,13%, ou 155% do CDI.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Rankings

Os fundos imobiliários mais rentáveis dos últimos cinco anos

Saiba quais foram os FII com maiores retornos de dividendos e com as maiores valorizações na bolsa no longo prazo

fique de olho

Petrobras reajusta gasolina em 7,6%; aumento vale a partir da terça-feira, dia 19

Esse é o primeiro aumento do ano; empresa tem sido criticada por um grupo de concorrentes, acusada de praticar valores abaixo da paridade internacional

indo às compras

XP vê setor de supermercados melhor que antes da pandemia e escolhe ação favorita

Analistas avaliam que segmento apresenta dinâmica de resultados favorável e papéis baratos em termos históricos

na b3

Bemobi, clube de assinatura de aplicativos, pode levantar R$ 1 bi em IPO

Empresa precifica os papéis no dia 8 de fevereiro; companhia, que faz parte de grupo norueguês, vende assinaturas de apps, soluções de “micro finanças”, entre outros

OUÇA DE GRAÇA

Do zero ao R$ 1 bilhão: como a Empiricus usa tecnologia para vender produtos digitais

Na edição dessa semana do Tela Azul, recebemos o Rodrigo Gianotto head de e-commerce da Empiricus.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies