Menu
2020-01-07T18:48:17-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Altas e baixas

Azul, Cemig e Petrobras: os destaques do Ibovespa nesta terça-feira

As ações PN da Azul aparecem entre as maiores altas do Ibovespa após a companhia reportar dados operacionais mais fortes em dezembro; Cemig e Petrobras também estão em foco nesta terça-feira

7 de janeiro de 2020
16:04 - atualizado às 18:48
Azul
Imagem: Divulgação

As ações da companhia aérea Azul fecharam em alta nesta terça-feira (7) e despontaram entre as maiores altas do Ibovespa, assim como a estatal mineira Cemig. Na ponta negativa, destaque para as baixas vistas nos papéis da Petrobras, que devolveram os ganhos da véspera.

Azul PN (AZUL4) subiu 3,31%, com o mercado reagindo positivamente aos dados operacionais da empresa em dezembro. Ao todo, a demanda de passageiros no último mês do ano subiu 27,2% na base anual, enquanto a oferta de assentos aumentou 26,5%.

Assim, a taxa de ocupação das aeronaves da Azul teve alta de 0,5 ponto em dezembro, chegando a 83,5% — números que agradaram os investidores.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Vale lembrar, ainda, que a queda nas cotações do petróleo nesta terça-feira deu força extra aos papéis da companhia, uma vez que a baixa da commodity implica em gastos menores com combustível de aviação. Esse fator também impulsionou para Gol PN (GOLL4), que subiu 0,58%.

Por fim, as baixas expressivas registradas nos papéis de ambas as companhias aéreas no pregão de segunda-feira (6) abriu espaço para um movimento de recuperação das ações.

Venda de participação

Outra ação que apresentou desempenho positivo foi Cemig PN (CMIG4), em alta de 3,66%. De acordo com o jornal Valor Econômico, a estatal mineira já teria contratado o Bank of America para estruturar a venda de sua fatia de 21,68% na Taesa.

Nesta tarde, a Cemig foi evasiva ao comentar a matéria do Valor. Em comunicado ao mercado, a empresa disse apenas que constantemente avalia sua carteira de ativos, mas que, até agora, ainda não foi tomada nenhuma decisão envolvendo vendas de participação.

Também integrantes do Ibovespa, as units da Taesa (TAEE11) caíram 0,84%.

Petrobras em queda

Ainda na ponta negativa do índice, Petrobras PN (PETR4) caiu 0,39% e Petrobras ON (PETR3) recuou 1,36%, devolvendo parte dos ganhos acumulados no pregão anterior. O mercado continuou acompanhando de perto as tensões no Oriente Médio e as possíveis implicações para a empresa.

Com as recentes turbulências entre Estados Unidos e Irã, o mercado teme que conflitos militares sejam deflagrados na região, uma das principais produtoras de petróleo do mundo. Assim, as cotações da commodity deram um salto nos últimos dias, o que pode mexer com o preço dos combustíveis no mundo.

Nesse contexto, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse não ter sido pressionado pelo governo para mexer na política de preços da estatal, de modo a compensar eventuais pressões vindas do lado do petróleo — declarações que trouxeram alívio momentâneo aos mercados.

Assim, os papéis da Petrobras apenas caíram em linha com o comportamento do petróleo hoje, sem um movimento de pânico por parte dos investidores.

Top 5

Confira abaixo os cinco papéis de melhor desempenho do Ibovespa nesta terça-feira:

  • Cemig PN (CMIG4): +3,66%
  • Azul PN (AZUL4): +3,31%
  • B3 ON (B3SA3): +3,23%
  • Marfrig ON (MRFG3): +3,07%
  • Eletrobras ON (ELET3): +2,57%

Veja também as cinco maiores quedas do índice:

  • Cia Hering ON (HGTX3): -4,00%
  • NotreDame Intermédica ON (GNDI3): -3,41%
  • Cielo ON (CIEL3): -2,91%
  • Hapvida ON (HAPV3): -2,75%
  • Braskem PNA (BRKM5): -2,60%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras à beira da privatização

Caro leitor, São grandes as expectativas do mercado em torno das vendas de ativos estatais para o setor privado durante o governo Jair Bolsonaro. Recentemente, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, disse que a meta do governo federal é levantar R$ 150 bilhões em privatizações apenas em 2020. Mas Bolsonaro já […]

De volta aos 118 mil pontos

Noticiário corporativo dá as cartas e Ibovespa sobe mais de 1%; dólar cai a R$ 4,17

Num dia de calmaria no exterior, o Ibovespa fechou em alta firme, impulsionado pelo bom desempenho das ações das siderúrgicas, da Eletrobras e do setor de papel e celulose.

PETRÓLEO

Campo de Lula permanece em 2019 como o maior produtor de petróleo do Brasil

Primeiro campo supergigante brasileiro, Lula foi descoberto em 2006, representando hoje 34,2% da produção do País

PETRÓLEO

Produção de petróleo no Brasil cresce 7,78% em 2019, diz ANP

A maior alta foi registrada pela produção de petróleo na região do pré-sal, de 21,56%, para 633,9 milhões de barris, segundo agência

MAIS ESCLARECIMENTOS

Contrato para abrir ‘caixa-preta’ é da gestão Temer, diz presidente do BNDES

“Não foi esta diretoria que contratou a auditoria. Chegamos em julho no banco e 90% do relatório estava pronto”, afirmou Montezano

OLHO NO VAREJO

XP diz que ações de varejistas não estão caras e coloca Lojas Renner, Via Varejo e Vivara entre as apostas para setor

Para o analista, a alta nos múltiplos é reflexo do aumento das expectativas dos investidores com a melhora do consumo e expansão das varejistas. Mas ponderou que, ao mesmo tempo, tal fato diminui a margem de erro por parte das empresas

Altas e baixas

Eletrobras, siderúrgicas, Marfrig, JBS e Klabin: os destaques do Ibovespa nesta quarta-feira

As ações da Eletrobras reagiram positivamente à recomendação de compra pelo Itaú BBA. Siderúrgicas e Klabin também subiram, enquanto Marfrig e JBS caíram

em compasso de espera

Gol nega revés após Boeing adiar novamente retorno do 737 MAX

Modelo foi suspenso por autoridades em todo o mundo após dois acidentes deixarem centenas de mortos no fim de 2018 e início de 2019

de olho na avaliação

Aprovação de Bolsonaro cai para 47,8% em um ano, diz CNT/MDA

O chefe do Planalto, no entanto, se recuperou quando a comparação ocorre entre a última pesquisa, em agosto, e agora

Bolada no Caixa

BNDES vai repassar R$ 15 bilhões em dividendos para a União

Receita de dividendos do BNDES em 2019 “salvou” o governo num momento em que o Orçamento estava bloqueado e alguns órgãos da Esplanada dos Ministérios operando numa situação de quase paralisação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements