Menu
2020-04-15T00:59:03-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Diminuindo fatia

JP Morgan vende 2,76 milhões de ações da CVC e reduz posição para 3,19%

Anteriormente, o JP Morgan detinha 5,05% do capital da CVC, o equivalente a 7,54 milhões de ações ordinárias

13 de abril de 2020
21:05 - atualizado às 0:59
CVC
Imagem: Divulgação

A agência de viagens CVC informou que o JP Morgan reduziu a posição no capital social da companhia para 3,19% do total das ações ordinárias, segundo comunicado ao mercado enviado à Comissão de Valores Mobiliários nesta segunda-feira (13).

A operação ocorreu em 8 de abril e, depois dela, o JP Morgan passou a deter 4,77 milhões de ações ordinárias da empresa.

Anteriormente, o JP Morgan detinha 5,05% do capital da CVC, o equivalente a 7,54 milhões de ações ordinárias, segundo informações no site oficial da companhia.

De acordo com o documento, o JP Morgan declarou que tem por objetivo com a operação "a mera realização de investimento" e a participação acionária não almeja "alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa" da CVC.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Virando a chavinha

Agibank traça estratégia para abandonar imagem de ‘financeira’

Banco gaúcho quer alcançar marca de 35 milhões de clientes em 6 anos

O melhor do Seu Dinheiro

O dragão à solta, Elon Musk, bitcoin e outras notícias que mexeram com seus investimentos

O temor com o retorno da inflação nos EUA, as falas de Elon Musk sobre o bitcoin, as ações de empresas em recuperação judicial e outros destaques da semana

Como vai ser?

Decisão sobre ICMS vai destravar ações, dizem especialistas

Cobrança continuará até que Receita seja autorizada a alterar sistema

Efeitos da reestruturação

CEO da Cogna afirma que ajustes feitos em 2020 já mostram primeiros resultados

Rodrigo Galindo cita margem Ebitda recorrente e prazo médio de recebimento de alunos pagantes como efeitos positivos

Back in Black

Eldorado Brasil reverte prejuízo e tem lucro de R$ 15 milhões no 1º trimestre

Ebitda atingiu R$ 692 milhões no período, registrando um salto de 95% em relação ao mesmo trimestre de 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies