Menu
2019-04-05T10:20:01-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Berkshire Hathaway

Até ele perde! Empresa de Warren Buffett tem prejuízo no 4º tri, e tombo da Kraft Heinz deu uma bela mãozinha

Prejuízo da empresa de alimentos, controlada por Buffett junto com a turma de Jorge Paulo Lemann, pesou nos resultados da Berkshire Hathaway

23 de fevereiro de 2019
18:59 - atualizado às 10:20
Warren Buffett
O megainvestidor e bilionário Warren Buffett - Imagem: Wikimedia Commons

Os maus resultados da Kraft Heinz no quarto trimestre, seguido de uma queda de 28% nas ações da companhia, pesaram para a Berkshire Hathaway, empresa do megainvestidor Warren Buffett.

A companhia reportou, neste sábado (23), um prejuízo de US$ 25,4 bilhões no quarto trimestre de 2018. No mesmo período de 2017, a empresa havia registrado lucro de US$ 32,5 bilhões.

Com o tombo do quarto trimestre, a companhia de Buffett conseguiu lucrar apenas US$ 4 bilhões em 2018, bem menos que os quase US$ 45 bilhões de 2017.

O lucro operacional da Berkshire no quarto trimestre, no entanto, cresceu 71,5% frente ao mesmo período do ano anterior, para US$ 5,72 bilhões, devido a vários outros investimentos, como nos ramos de seguros e transporte ferroviário.

A Berkshire controla a Kraft Heinz junto com o fundo 3G Capital, dos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira. No fim 2018, a empresa de Buffett detinha 325 milhões de ações da companhia alimentícia, o equivalente a uma fatia de 26,7%.

Tombo da Kraft Heinz

Na última quinta-feira (21), a fabricante dos ketchups e mostardas Heinz divulgou resultados abaixo do esperado por analistas para o quarto trimestre de 2018.

Como consequência, suas ações desabaram quase 28% na sexta (22), levando a Bershire Hathaway a perder mais de US$ 4 bilhões em valor de mercado.

A Kraft Heinz teve um prejuízo de US$ 12,6 bilhões de dólares, em razão da necessidade, não programada, de reduzir o valor de algumas das suas maiores marcas. Isso levou a uma baixa contábil de US$ 15,4 bilhões.

Em seus resultados, a Berkshire divulgou uma baixa contábil de US$ 3,02 bilhões para ativos intangíveis, atribuída quase inteiramente à Kraft Heinz.

Para complicar, a empresa de alimentos ainda revelou ser alvo de investigação da SEC (Securities and Exchange Commission), a CVM americana, que está analisando suas práticas contábeis. A companhia também reduziu a previsão de pagamento de dividendos.

De acordo com o diretor financeiro da Kraft Heinz, David Knopf, os maus resultados devem se estender ao longo de 2019. O executivo disse, no entanto, prever um “crescimento consistente” do lucro a partir de 2020.

Empresa de Buffett tem resultados voláteis

O prejuízo da Berkshire Hathaway se deveu também à queda de dois dígitos de muitas das suas ações, incluindo um recuo de 30% dos papéis da Apple.

As regras de contabilidade exigem que a empresa de Warren Buffett reporte ganhos e perdas não realizados com ações nos seus resultados, o que os torna muito voláteis.

Em outras palavras, a companhia reporta a desvalorização dos papéis como prejuízo mesmo que não os tenha vendido.

Buffett alerta os investidores a não utilizarem esses números como medida para a a performance da Berkshire, uma vez que as ações podem voltar a subir.

*Com agências de notícias

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

PESSIMISMO

Risco fiscal impede Brasil de aproveitar bom momento dos mercados globais

Rogério Xavier, da SPX Capital, e Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos, criticam duramente falta de interesse em controlar contas públicas

Substituição barrada

Investidores de debêntures da Rodovias do Tietê rejeitam venda da empresa para Latache

Venda para fundo foi rejeitada pelos debenturistas da concessionária, que possui pelo menos R$ 1,5 bilhão em dívidas, a maior parte na mão de pequenos investidores

Termômetro da crise

Pedidos de auxílio-desemprego sobem 30 mil na semana nos EUA, a 778 mil

O total de pedidos da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 742 mil para 748 mil.

Número se manteve

PIB dos EUA sobe à taxa anualizada de 33,1% na 2ª leitura do 3º tri

A próxima leitura do BEA sobre o PIB americano será divulgada em 22 de dezembro, às 10h30 (de Brasília).

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies