IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2019-04-05T10:20:01-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Berkshire Hathaway

Até ele perde! Empresa de Warren Buffett tem prejuízo no 4º tri, e tombo da Kraft Heinz deu uma bela mãozinha

Prejuízo da empresa de alimentos, controlada por Buffett junto com a turma de Jorge Paulo Lemann, pesou nos resultados da Berkshire Hathaway

23 de fevereiro de 2019
18:59 - atualizado às 10:20
O bilionário Warren Buffett
O megainvestidor e bilionário Warren Buffett - Imagem: Wikimedia Commons

Os maus resultados da Kraft Heinz no quarto trimestre, seguido de uma queda de 28% nas ações da companhia, pesaram para a Berkshire Hathaway, empresa do megainvestidor Warren Buffett.

A companhia reportou, neste sábado (23), um prejuízo de US$ 25,4 bilhões no quarto trimestre de 2018. No mesmo período de 2017, a empresa havia registrado lucro de US$ 32,5 bilhões.

Com o tombo do quarto trimestre, a companhia de Buffett conseguiu lucrar apenas US$ 4 bilhões em 2018, bem menos que os quase US$ 45 bilhões de 2017.

O lucro operacional da Berkshire no quarto trimestre, no entanto, cresceu 71,5% frente ao mesmo período do ano anterior, para US$ 5,72 bilhões, devido a vários outros investimentos, como nos ramos de seguros e transporte ferroviário.

A Berkshire controla a Kraft Heinz junto com o fundo 3G Capital, dos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira. No fim 2018, a empresa de Buffett detinha 325 milhões de ações da companhia alimentícia, o equivalente a uma fatia de 26,7%.

Tombo da Kraft Heinz

Na última quinta-feira (21), a fabricante dos ketchups e mostardas Heinz divulgou resultados abaixo do esperado por analistas para o quarto trimestre de 2018.

Como consequência, suas ações desabaram quase 28% na sexta (22), levando a Bershire Hathaway a perder mais de US$ 4 bilhões em valor de mercado.

A Kraft Heinz teve um prejuízo de US$ 12,6 bilhões de dólares, em razão da necessidade, não programada, de reduzir o valor de algumas das suas maiores marcas. Isso levou a uma baixa contábil de US$ 15,4 bilhões.

Em seus resultados, a Berkshire divulgou uma baixa contábil de US$ 3,02 bilhões para ativos intangíveis, atribuída quase inteiramente à Kraft Heinz.

Para complicar, a empresa de alimentos ainda revelou ser alvo de investigação da SEC (Securities and Exchange Commission), a CVM americana, que está analisando suas práticas contábeis. A companhia também reduziu a previsão de pagamento de dividendos.

De acordo com o diretor financeiro da Kraft Heinz, David Knopf, os maus resultados devem se estender ao longo de 2019. O executivo disse, no entanto, prever um “crescimento consistente” do lucro a partir de 2020.

Empresa de Buffett tem resultados voláteis

O prejuízo da Berkshire Hathaway se deveu também à queda de dois dígitos de muitas das suas ações, incluindo um recuo de 30% dos papéis da Apple.

As regras de contabilidade exigem que a empresa de Warren Buffett reporte ganhos e perdas não realizados com ações nos seus resultados, o que os torna muito voláteis.

Em outras palavras, a companhia reporta a desvalorização dos papéis como prejuízo mesmo que não os tenha vendido.

Buffett alerta os investidores a não utilizarem esses números como medida para a a performance da Berkshire, uma vez que as ações podem voltar a subir.

*Com agências de notícias

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BOLSOS CHEIOS

Dividendos e JCP: Itaú (ITUB4) anuncia pagamento de proventos; confira valores e prazos

28 de novembro de 2022 - 20:34

A distribuição será realizada até 28 de abril de 2023; provento considera a incidência de 15% de imposto de renda retido na fonte

EXILE ON WALL STREET

O raio não cai duas vezes no mesmo lugar: das big techs à PEC da Transição

28 de novembro de 2022 - 19:50

Do lado das big techs, é difícil reconhecer o próximo bull market. Do lado da PEC da Transição, estamos emperrados no valor a ser considerado fora do teto e o prazo.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

PEC da Transição é protocolada no Senado, os protestos na China e projeções para 2023; confira os destaques do dia

28 de novembro de 2022 - 19:25

Sem grandes divulgações econômicas marcadas para esta segunda-feira (28) e com um jogo da seleção brasileira no início da tarde, o dia foi morno para a B3.  Assim como no jogo de estreia do time do técnico Tite, as negociações não foram interrompidas enquanto a bola rolava, mas a falta de novidades no cenário político […]

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras (PETR4) evita queda maior, mas Ibovespa recua antes de apresentação da PEC da Transição; dólar e juros também caem

28 de novembro de 2022 - 19:09

Com o volume de negociações menor no Ibovespa, o índice ficou próximo do zero a zero, aguardando detalhes sobre a PEC protocolada apenas no fim da tarde

TEMORES CONFIRMADOS?

Lula vai barrar venda de ativos da Petrobras (PETR4)? Primeira reunião da estatal com equipe de transição indica que sim, mas apenas em casos especiais; veja quais

28 de novembro de 2022 - 19:05

A equipe enviará um ofício ao Ministério de Minas e Energia para adiar os desinvestimentos até que o presidente eleito tome posse

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies