Menu
2019-04-04T14:43:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mais de 40 milhões de ações

Leilão de ações da Via Varejo pelo GPA surpreende e papéis da companhia sobem forte na bolsa

B3 informou que foram vendidas 43.404.600 ações ordinárias da empresa ao preço unitário de R$ 5

25 de fevereiro de 2019
18:07 - atualizado às 14:43
Via Varejo
Por volta das 17 horas, os papéis ordinários da empresa subiam 4,87%, negociados a R$ 4,95 - Imagem: Divulgação

O mercado, de fato, estava de olho nas ações da Via Varejo! O leilão de venda dos papéis da companhia pelo Grupo Pão de Açúcar, além de movimentar mais do que o previsto, fechou com preços maiores do que o estabelecido inicialmente pelo grupo varejista.

De acordo com informações da B3, foram vendidas 43.404.600 ações ordinárias da Via Varejo ao preço unitário de R$ 5. A movimentação financeira foi de R$ 217 milhões. Na expectativa original, o GPA projetava vender 40 milhões de ações ao preço de R$ 4,74.

Tal surpresa não poderia ter outro resultado senão a alta das ações da Via Varejo no Ibovespa. No fechamento do pregão, os papéis ordinários da empresa subiram 5,30%.

Tempo fechado

O leilão de ações veio bem a calhar para a Via Varejo na bolsa. Os papéis da empresa amargavam um desempenho ruim em fevereiro, principalmente após a divulgação do seu balanço anual referente a 2018. Se compararmos os números da Via Varejo com o resultado da sua concorrente Magazine Luiza, fica claro o abismo em termos de resultados e estratégia que passam as duas companhias. Enquanto a primeira registrou uma expansão de impressionantes 27,3% na receita líquida no quarto trimestre na comparação anual e de 16,1% de vendas no conceito mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês), a segunda praticamente andou de lado, com alta de 1% no faturamento e zero em SSS. Na última linha do balanço, as diferenças se tornam ainda mais evidentes: Magazine Luiza teve lucro, de outubro a dezembro, de R$ 189,6 milhões e a Via Varejo, prejuízo de R$ 279 milhões.

Parte da discrepância dos resultados se explica por uma série de erros cometidos pela Via Varejo no final do ano passado, que concentra o principal período de vendas do setor varejista, com o Natal e a Black Friday. Todos os sites da empresa (Casas Bahia, Ponto Frio e Extra.com), por exemplo, registraram algum tipo de problema durante a Black Friday, chegando a ficar quase metade do tempo “intermitentes ou fora do ar”.

*Com Estadão Conteúdo.

 

 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

gestão segue independente

Holding do BTG Pactual compra consultoria de energia PSR

Um dos principais objetivos da parceria é propiciar a expansão da companhia no mercado global de energia

recursos contra a doença

Câmara aprova liberação de R$ 1,9 bilhão para compra de vacinas contra Covid-19

Dinheiro vai custear contrato entre a Fiocruz, vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca; recursos virão da emissão de títulos públicos

permissão especial

Anvisa divulga regras para autorização emergencial de vacina contra covid-19

Modo simplificado terá menos exigências do que os registros de outros medicamentos e tratamentos, mas a agência declarou que serão garantidos requisitos de segurança

seu dinheiro na sua noite

Uma previsão (conservadora) para a bolsa em 2021

Depois de tudo que passamos em 2020 (e o ano ainda não acabou), eu admiro a coragem de quem se arrisca a fazer previsões para o desempenho dos investimentos. As estimativas podem parecer mero chute — e às vezes são mesmo — mas no geral têm fundamento. Com algum trabalho, é possível calcular o fluxo […]

emissão de dívida em dólar

Tesouro capta US$ 2,5 bilhões no exterior com títulos de 5, 10 e 30 anos

Houve forte demanda pelos títulos de dívida externa, que superou a oferta em mais de 3 vezes, diz instituição; volume emitido com bônus de 10 anos foi o maior, de US$ 1,25 bi

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies