Menu
2019-06-21T19:03:24-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Contrato assinado!

Valid anuncia que vai imprimir as provas do Enem 2019

Empresa ficará responsável pela diagramação, manuseio, embalagem, rotulagem e entrega aos Correios do caderno de provas

21 de maio de 2019
19:44 - atualizado às 19:03
Pessoa resolve questões do Enem
Enem - Imagem: Shutterstock

Parece que (enfim) o governo chegou a uma solução para a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 - e ela está na bolsa!

A Valid Soluções (VLID3), empresa aberta e que mantém ações na bolsa, anunciou nesta terça-feira, 21, que fechou um acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para fazer a impressão segura das provas a serem aplicadas no fim do ano.

O acordo ocorre depois de várias polêmicas envolvendo o Inep, que teve quatro presidentes desde a posse de Jair Bolsonaro. Com a falência da Gráfica RR Donnelley, responsável pelas impressões, o governo passou a correr contra o tempo para encontrar um novo consórcio e evitar que o exame deixasse de ser aplicado.

Em comunicado divulgado ao mercado, a Valid informou que ficará responsável "pela diagramação, manuseio, embalagem, rotulagem e entrega aos Correios dos cadernos de provas e instrumentos de aplicação do Enem".

O valor máximo do negócio pode chegar a R$ 151 milhões, dependendo da quantidade de cadernos e instrumentos impressos.

O contrato com o Inep prevê também que a Valid cumpra as mesmas condições oferecidas que vigoravam no contrato com a RR Donnelley.

Carta marcada

A escolha da Valid não era necessariamente uma surpresa para o mercado. A própria empresa já havia comunicado sua posição de preferência frente ao Inep por ter sido a companhia seguinte na ordem de classificação na licitação realizada em 2016.

Fundada 1957, a Valid possui representação em 17 estados brasileiros e no Distrito Federal. A empresa está listada na bolsa faz algum tempo, mas sustenta o título de "eterna small-cap".

E por falar em ações, os papéis da companhia fecharam em alta de 3,24% nesta terça-feira na B3, cotadas a R$ 14,36. Mas no acumulado do ano, as ações amargam uma queda da ordem de 20%.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Ninguém escapa

Cenário turbulento afeta até mesmo os IPOs da saúde, um dos setores preferidos dos investidores

Empresas com ofertas ambiciosas tiveram de reduzir suas estimativas de preços ou adiar datas para seguir com as operações

Disparada

No embalo do recorde do bitcoin, ações da Coinbase disparam mais de 70% na estreia na Nasdaq

O CEO da empresa, Brian Armstrong, comentou mais cedo sobre a abertura de capital da Coinbase ao portal CNBC

Fura-teto?

Criticado, governo vai rever PEC que livra obras do teto

O texto não caiu bem entre economistas, parlamentares e membros do próprio governo federal

Relembre a história

Crime e castigo: Bernie Madoff, responsável pela maior pirâmide financeira da história, morre na cadeia

Condenado a 150 anos de prisão, financista que fraudou US$ 20 bilhões e enganou milhares de investidores morreu em desgraça aos 82 anos. Conheça sua história e relembre seus crimes.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies