Menu
2019-01-31T19:21:12-02:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Tristeza sem fim...

Número de mortos em Brumadinho sobe para 110 e Vale deve ter o maior acidente trabalhista da história do Brasil

Até o momento 67 corpos já foram identificados. O número de desaparecidos é de 238 e o de resgatados é de 192.

31 de janeiro de 2019
18:43 - atualizado às 19:21
Bombeiros em local de resgate em Brumadinho
Bombeiros em local de resgate em Brumadinho - Imagem: Fernando Moreno/Estadão Conteúdo/Futura Press

Após o desabamento de um pavilhão que estava em fase de construção em Minas Gerais, em 1971, a tragédia da Vale deve ser o maior acidente trabalhista da história do Brasil. Em nota divulgada na noite desta quinta-feira, 31, a Defesa Civil de Minas Gerais disse que há 110 mortes, sendo que 67 corpos já foram identificados.

O número de desaparecidos é de 238 e o de resgatados é de 192. Além disso, 394 corpos já foram localizados. No acidente de 1971, 69 pessoas morreram.

Para evitar novos desastres do tipo, a Vale anunciou na última terça-feira (29) que vai eliminar todas as barragens a montante, tecnologia usada nas estruturas de Brumadinho e de Mariana, da Samarco.

O presidente disse que a companhia possuía 19 barragens do tipo e que todas já estavam inativas. Agora, o trabalho vai focar em acelerar a eliminação de rejeitos armazenados, o que levará entre um e três anos. O plano de segurança custará R$ 5 bilhões.

Ontem à noite, a empresa também anunciou que a ex-ministra do STF Ellen Gracie vai liderar comitê para apurar desastre de Brumadinho.

Em nota, a empresa destaca que o comitê "foi criado para apoiar o Conselho de Administração na apuração de causas e eventuais responsabilidades no contexto do rompimento da Barragem I da Mina Córrego de Feijão, em Brumadinho (MG)".

Vale e a bolsa

Os papéis da Vale possuem o maior peso no Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE) com 15,3% da carteira teórica do índice, que reúne 35 ações de 30 companhias. As ações da empresa foram incluídas no índice neste ano. Em tese, ele deveria reunir apenas empresas com práticas mais rigorosas de sustentabilidade.

A empresa também está presente no Ibovespa. Lá, as ações ordinárias da Vale (VALE3) representam cerca de 9% da composição da carteira. Veja neste vídeo como o tombo da companhia arrastou a bolsa junto.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Negócio fechado

Petrobras assina venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco

O campo teve produção média em 2020 de 131 barris de petróleo por dia (bpd).

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Fundo Verde e a tragédia grega do Brasil

Ao despertar a fúria de Zeus por ter entregue o fogo do Olimpo aos mortais, Prometeu foi acorrentado e punido: durante o dia, uma águia devorava seu fígado; durante a noite, o órgão se regenerava — um ciclo de tormento eterno. Tragédias gregas, infelizmente, costumam ser úteis ao falarmos sobre o Brasil. Reformas econômicas demandam […]

FECHAMENTO

Commodities amenizam a queda da bolsa, mas exterior negativo e nova crise em Brasília falam mais alto

As commodities mais uma vez tentaram salvar a bolsa brasileira de um dia no vermelho, mas o exterior negativo e a cautela em Brasília falaram mais alto

Presidente otimista

EUA devem ter retomada econômica mais rápida em quase 40 anos, diz Biden

Segundo o democrata, o foco de seu governo se manterá em criar empregos e combater a pandemia de covid-19

Gestão na crise

Brasil vive uma espécie trágica de dia da marmota, diz Verde Asset

Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar, diz a gestora de Luis Stuhlberger

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies