Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-10T13:29:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
tempestade perfeita

Minério de ferro pode chegar a maior nível desde 2014

Perspectiva é sustentada por desafios da Vale, após o rompimento da barragem em Brumadinho (MG), e os efeitos climáticos em áreas importantes para outras gigantes

10 de abril de 2019
13:29
Terminal da Vale
Terminal da Vale - Imagem: Reprodução/Vale

O preço do minério de ferro pode bater nos US$ 100 por tonelada neste ano, maior patamar desde meados de 2014, de acordo com analistas.

A perspectiva é sustentada por uma "tempestade perfeita" — que englobou os desafios da Vale após o rompimento de sua barragem em Brumadinho (MG) e os efeitos climáticos em áreas importantes para outras gigantes como a BHP e Rio Tinto.

Um dia antes do rompimento da barragem da Vale, em 24 de janeiro, a cotação do minério no porto de Qingdao, na China, estava nos US$ 74,71/t. Em 25 de fevereiro, a commodity já havia atingido os US$ 86,65.

No fechamento desta terça-feira (9), chegou em US$ 94,85. A alta foi de 27% na comparação com o período antes do rompimento.

Os analistas Thiago Lofiego, Arthur Suelotto e Isabella Vasconcelos, do Bradesco BBI, avaliam que a curva do preço do minério deve aumentar principalmente por conta dos maiores custos operacionais e investimentos, para que a indústria possa crescer.

"Agora, prevemos um déficit de oferta de 45 milhões de toneladas no mercado em 2019, o que deve ser suficiente para manter os preços dentro da faixa de US$ 80 a US$ 100/t", escrevem em relatório.

O Bradesco BBI elevou de US$ 80 para US$ 90/t o preço médio para a commodity em 2019. Disse ainda que players como China e Índia devem ter participação aquém do necessário, em resposta a queda na oferta.

China e EUA

Outra expectativa para a cotação do minério é a possibilidade de um acordo comercial entre Estados Unidos e China. Quem explica é o analista da Terra Investimentos, Regis Régis Chinchila: "Nas próximas semanas teremos anúncios e definições, por isso o preço do minério deve se sustentar no patamar atual".

A analista da Coinvalores, Sabrina Cassiano, acrescentou que a demanda da China continua sólida e que mesmo assim o patamar de US$ 100 deverá ser um teto.

A última vez que o minério chegou a níveis parecidos foi em 16 de maio de 2014, aos US$ 100,7/tonelada no porto de Qingdao. "O cenário econômico global era diferente. Foi uma época em que a China estava bombando. O patamar do minério deve continuar positivo, mas se bater no US$ 100, ele não se sustenta", avalia Cassiano.

Preocupação

Em reunião com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, na semana passada, o setor da siderurgia nacional sinalizou o que poderá ser uma retomada antecipada de parte da oferta da Vale.

Os executivos pleitearam, entre outras demandas, a retomada das operações em Brucutu e do processo de pelotização em Vargem Grande.

O presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes, ajuda a dar dimensão da importância da Vale para o setor: 46% de todo o minério usado na produção de aço nacional tem origem na empresa, contra 47% com origem na produção das próprias siderúrgicas e 7% de outras fontes.

Normalização

Analistas esperam que o mercado comece a se recuperar já em 2020, com estabilização na oferta de players importantes. Segundo estimativas da equipe do Bradesco, p preço pode ficar na casa dos US$75/t no ano que vem.

Na mesma linha segue o vice-presidente do Bank of America Merrill Lynch (BofA), Antonio Heluany, ao dizer que que, para o ano que vem, os preços devem recuar para a casa dos US$ 64 por tonelada.

"Teremos em parte uma normalização da oferta da Vale, assim como da BHP e Rio Tinto", disse num evento recente. "A China também deve elevar sua produção e sobrará um pouco mais de minério no ano que vem."

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Ora, pois

Bradesco deve abrir base em Portugal para ‘seguir’ milionários brasileiros

Movimento de migração de famílias clientes do segmento private do banco após a pandemia levou à retomada dos estudos para entrar no mercado lusitano

De volta aos dois dígitos

Mercado já vê juros de até 11% em 2022

Drible no teto de gastos gerou movimento generalizado nas instituições financeiras para revisar para cima suas projeções para a taxa de juros

Óleo e gás

3R Petroleum (RRRP3) certifica reservas provadas de 185,1 milhões de barris

Companhia divulgou resultado da certificação de reservas do Campo de Papa-Terra, na Bacia de Campos, cuja participação foi adquirida da Petrobras

Valor intangível

As 10 marcas mais valiosas do mundo em 2021 – a líder vale US$ 408,2 bilhões

Apple lidera ranking da Interbrand, seguida de outras big techs; com alta de 184%, Tesla foi a marca com maior salto no seu valor no último ano

Contrata-se

Fintechs fazem mercado de vagas crescer 466%, com foco em tecnologia

Startups de tecnologia para o mercado financeiro procuram talentos sobretudo na área de TI, e alguns processos seletivos são exclusivos para mulheres

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies