Menu
2020-02-12T08:34:00-03:00
mineradora divulgou relatório

Com Brumadinho, produção de minério da Vale cai 21,5%

Empresa manteve a estimativa de produção entre 340 milhões e 355 milhões de toneladas para 2020, apesar dos possíveis impactos do coronavírus

12 de fevereiro de 2020
8:33 - atualizado às 8:34
Fernando Moreno/Estadão Conteúdo/Futura Press
Bombeiro realiza resgate em Brumadinho, MG -

Afetada pela paralisação de operações em decorrência do desastre com sua barragem em Brumadinho, Minas Gerais, a Vale viu sua produção de minério de ferro encolher 21,5% em 2019, para 301,97 milhões de toneladas. No quarto trimestre, a mineradora produziu 78,344 milhões de toneladas, queda de 22,4% em relação ao reportado um ano antes.

Em relatório divulgado nesta terça-feira, 11, a Vale manteve a estimativa de produção entre 340 milhões e 355 milhões de toneladas para 2020, apesar dos possíveis impactos do coronavírus sobre a economia da China e das fortes chuvas em Minas Gerais no desempenho do primeiro trimestre.

A mineradora reconhece que os temporais de janeiro e fevereiro levaram a uma perda de cerca de 1 milhão de toneladas, devido a interrupções temporárias de produção e transporte nos Sistemas Sul e Sudeste.

As estimativas não consideram efeitos de segunda ordem da epidemia de coronavírus, diz a Vale. A companhia avalia que, no momento, os impactos do vírus "parecem ser acomodados apenas por meio de alterações de preço" e afirma que pretende reestabelecer seus estoques em 2020, mesmo com risco de menor demanda chinesa.

Em relatório, o Citi acredita que os desafios serão grandes para a companhia entregar a sua meta de produção. "Os investidores esperam que a produção da Vale esteja no limite mais baixo do guidance (projeção), por conta dos dados de embarque", diz a análise enviada ao mercado. Anualizando a produção do quarto trimestre, a instituição financeira destaca que o volume ficaria abaixo de 320 milhões de toneladas.

Os planos da Vale antes do rompimento da barragem que vitimou 270 pessoas era atingir a marca de 400 milhões de toneladas anuais no ano passado. Com a tragédia, a mineradora teve de adiar a meta para pelo menos 2022, conforme projeções já divulgadas ao mercado.

A companhia afirma que está em conversas com a Agência Nacional de Mineração (ANM), o Ministério Público de Minas e auditorias externas em relação ao plano de retomada de capacidade produtiva de 40 milhões de toneladas de minério com as operações de Timbopeba, Fábrica e Complexo Vargem Grande. A Vale espera receber as autorizações necessárias para retomar todas essas operações até o terceiro trimestre.

O Sistema Norte segue ganhando importância no desempenho da companhia. Em 2019, a região, que engloba Carajás e S11D, respondeu por 62,5% da produção de minério de ferro da Vale. A expectativa é que o S11D, maior investimento da história da Vale, contribua com a capacidade plena de 90 milhões de toneladas de minério de alta qualidade para o volume total de produção de 2020.

Barragens

A Vale atualizou o seu plano de descaracterização de barragens e informou que serão necessárias provisões adicionais, o que provocará um efeito líquido de US$ 671 milhões em seu balanço do quarto trimestre, a ser divulgado em 20 de fevereiro. Esse "colchão" de recursos será necessário sobretudo porque mais duas barragens e outras três estruturas serão descaracterizadas.

A descaracterização é o processo pelo qual a estrutura de uma barragem é reincorporada ao relevo original e ao meio ambiente, ou seja, tal estrutura deixa de ter características ou de exercer função de barragem.

Com os novos planos de descaracterização, as provisões relacionadas com a tragédia de Brumadinho sobem para US$ 6,7 bilhões, ressalta o JPMorgan. Em relatório, o banco destaca que os investidores já tinham a preocupação de que os gastos com a tragédia poderiam subir e, agora, com esse anúncio, a cautela será ainda maior.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

ranking da forbes

Varejo invade lista de mais ricos do Brasil; saiba mais sobre os bilionários

Luiza Trajano, Ilson Mateus e Luciano Hang chegam entre os 10 mais ricos do país, em um ano marcado por mudanças no setor varejista, alta das ações e IPOs

Seu Mentor de Investimentos

Como proteger seus investimentos diante do risco de sanções comerciais por causa das queimadas

País tornou-se um pária no mundo por conta do que acontece no Pantanal e na Amazônia, diz colunista Ivan Sant’Anna; ele aponta uma série de tipos de ativos que podem estar imunes a uma eventual protesto da comunidade internacional

caso de fevereiro

Guedes ‘excedeu barbaramente’ limites ao comparar servidor a parasita, diz juíza

Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara Federal Cível da Bahia, afirmou que o ministro da Economia ‘insultou’ os servidores públicos

em recuperação judicial

Justiça dos EUA libera empréstimo de US$ 2,4 bi da Latam

Nova proposta retirou cláusula questionada por minoritários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements