Menu
2019-05-27T16:12:10-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Investimentos

Tesouro Direto ganha 55 mil novos investidores por mês em 2019 e já bate total de 2018

Em quatro meses 220 mil novos investidores negociaram títulos públicos. Marca de 1 milhão de investidores ativos foi quebrada em abril e total de cadastrados passa dos 4 milhões

27 de maio de 2019
11:22 - atualizado às 16:12
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

O Tesouro Direto, sistema que permite a negociação de títulos públicos pela internet, segue captando novos investidores em ritmo acelerado agora em 2019. A média entre janeiro e abril foi de 55 mil novos investidores com algum tipo de operação, contra 8,7 mil em igual período do ano passado.

Assim, nos quatro primeiros meses do ano, o número de investidores ativos soma 220.229, contra o total de 220.560 registrado em todo o ano de 2018. Já o número de investidores cadastrados no Tesouro Direto passou de 4 milhões.

A marca simbólica de 1 milhão de investidores ativos foi atingida em abril e anunciada no fim daquele mês pelo secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, que listou três fatores que ajudam a explicar o crescimento do programa: a melhora do sistema desde 2014, o aumento da divulgação junto a formadores de opinião e a redução das taxas pelos bancos para aplicações pelo programa.

Agora em maio ocorreu o maior vencimento da história do programa com R$ 9 bilhões entregues para as pessoas físicas, referentes ao vencimento do Tesouro IPCA 2019 (NTN-B Principal). Como vimos aqui, parte desse dinheiro já estava “voltando para casa”, ou seja, com os investidores reinvestindo o dinheiro recebido.

De volta ao balanço de abril, as vendas do Tesouro Direto atingiram R$ 2,6 bilhões, enquanto os resgates totalizaram R$ 1,4 bilhão. Com isso, houve vendas líquidas de R$ 1,2 bilhão.

O papel mais demandado no mês foi aquele atrelado à Selic, com 49,8% de participação nas vendas.

Segundo o Tesouro Nacional foram realizadas 490.453 operações de venda de títulos a investidores. A utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo considerável número de vendas até R$ 5 mil, que correspondeu a 85,2% das vendas ocorridas no mês. O valor médio por operação, neste mês, foi de R$ 5.321,08.

Já o estoque do Tesouro Direto alcançou R$ 59,3 bilhões, aumento de 2,95% em relação ao mês anterior (R$ 57,6 bilhões) e aumento de 23,95% sobre abril de 2018 (R$ 47,8 bilhões).

Ainda não investe no Tesouro Direto? Fica aqui um guia que explica tudo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Fechou bem o ano

Petrobras tem lucro de quase R$ 60 bi no 4º trimestre e anuncia R$ 10 bi em dividendos

Alta extraordinária de 635% no lucro teve influência de itens não recorrentes de peso, mas mesmo o lucro recorrente totalizou R$ 28 bilhões, alta de 120% na comparação anual; em 2020, estatal lucrou R$ 7,1 bilhões, queda de 82% em relação a 2019

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Quanto vale a Eletrobras privatizada

Ontem à noite, o governo federal entregou ao Congresso a Medida Provisória que possibilita a privatização da Eletrobras e de quase todas as suas subsidiárias. O procedimento será feito por meio de uma capitalização que vai diluir a participação da União, que apenas manterá uma ação com poderes especiais de veto, a chamada golden share. […]

FECHAMENTO

Eletrobras dá susto na reta final, mas Ibovespa segue se recuperando do tombo recente; dólar recua

Estatais seguem se recuperando do tombo recente e a bolsa brasileira também conta com uma ajudinha do exterior

De volta ao topo

País volta a ser maior mercado de caminhão da Mercedes, que reafirma investimento

O volume supera os 24,5 mil caminhões vendidos na Alemanha, que caiu para a segunda posição no ranking de mercados globais da montadora.

Retomada

Faturamento da indústria de máquinas sobe 38,5% em janeiro em comparação anual

A expectativa é de que as vendas internas continuem positivas.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies