Menu
2019-05-27T16:12:10-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Investimentos

Tesouro Direto ganha 55 mil novos investidores por mês em 2019 e já bate total de 2018

Em quatro meses 220 mil novos investidores negociaram títulos públicos. Marca de 1 milhão de investidores ativos foi quebrada em abril e total de cadastrados passa dos 4 milhões

27 de maio de 2019
11:22 - atualizado às 16:12
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

O Tesouro Direto, sistema que permite a negociação de títulos públicos pela internet, segue captando novos investidores em ritmo acelerado agora em 2019. A média entre janeiro e abril foi de 55 mil novos investidores com algum tipo de operação, contra 8,7 mil em igual período do ano passado.

Assim, nos quatro primeiros meses do ano, o número de investidores ativos soma 220.229, contra o total de 220.560 registrado em todo o ano de 2018. Já o número de investidores cadastrados no Tesouro Direto passou de 4 milhões.

A marca simbólica de 1 milhão de investidores ativos foi atingida em abril e anunciada no fim daquele mês pelo secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, que listou três fatores que ajudam a explicar o crescimento do programa: a melhora do sistema desde 2014, o aumento da divulgação junto a formadores de opinião e a redução das taxas pelos bancos para aplicações pelo programa.

Agora em maio ocorreu o maior vencimento da história do programa com R$ 9 bilhões entregues para as pessoas físicas, referentes ao vencimento do Tesouro IPCA 2019 (NTN-B Principal). Como vimos aqui, parte desse dinheiro já estava “voltando para casa”, ou seja, com os investidores reinvestindo o dinheiro recebido.

De volta ao balanço de abril, as vendas do Tesouro Direto atingiram R$ 2,6 bilhões, enquanto os resgates totalizaram R$ 1,4 bilhão. Com isso, houve vendas líquidas de R$ 1,2 bilhão.

O papel mais demandado no mês foi aquele atrelado à Selic, com 49,8% de participação nas vendas.

Segundo o Tesouro Nacional foram realizadas 490.453 operações de venda de títulos a investidores. A utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo considerável número de vendas até R$ 5 mil, que correspondeu a 85,2% das vendas ocorridas no mês. O valor médio por operação, neste mês, foi de R$ 5.321,08.

Já o estoque do Tesouro Direto alcançou R$ 59,3 bilhões, aumento de 2,95% em relação ao mês anterior (R$ 57,6 bilhões) e aumento de 23,95% sobre abril de 2018 (R$ 47,8 bilhões).

Ainda não investe no Tesouro Direto? Fica aqui um guia que explica tudo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Ao vivo

Eletrobras é destaque de alta na B3 com MP da privatização em análise na Câmara; acompanhe a votação

O governo corre contra o tempo para aprovar a proposta, que perderá a validade às 24h da próxima terça-feira

É para quando?

Ainda vai levar “algum tempo” para início da redução de estímulos econômicos, defende dirigente do Fed

James Bullard enfatizou que a retirada começará apenas quando a instituição tiver registrado um avanço “substancial” em direção a suas “métricas”.

Embarque imediato

Depois de incorporação, acionistas da Smiles aprovam saída do Novo Mercado

Além disso, assembleia votou a destituição do conselho de administração e a eleição de novos membros, inclusive do presidente

Procuram-se semicondutores

Falta de chips adia recuperação da indústria automobilística

O setor deve perder a chance de recuperar mercado no segundo semestre, período em que tradicionalmente se vendem mais carros

Mais uma na bolsa

Investindo no banco de investimentos: BR Partners sobe forte na estreia na bolsa

A BR Partners, banco de investimentos independente, concluiu seu IPO e estreou na bolsa nesta segunda — e a recepção do mercado foi boa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies