🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
RESPOSTA DO TESOURO NACIONAL

Outro lado: O spread no Tesouro Direto protege os investidores e o próprio Tesouro

Colunista criticou cobrança do Tesouro nas operações de venda antecipadas de títulos públicos

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
10 de janeiro de 2019
5:50 - atualizado às 15:18

O Tesouro Nacional enviou um comunicado ao Seu Dinheiro para explicar o motivo da cobrança de um spread na operação de venda antecipada de títulos públicos no Tesouro Direto. O valor cobrado foi criticado pelo colunista Luiz Rogé neste artigo.

Segundo o Tesouro, o mecanismo é necessário para proteger a instituição e os próprios investidores. Se a taxa fosse menor, haveria mais interrupções na plataforma de negociações. Leia a seguir a resposta do Tesouro:

"Os preços dos títulos negociados no Tesouro Direto (TD) são atualizados, regularmente, três vezes ao dia. A definição das taxas do TD busca dar maior previsibilidade e estabilidade aos investidores, ao mesmo tempo em que mantém relação com os preços e oscilações do mercado secundário. Desse modo, os parâmetros de negociação são definidos para minimizar o número de interrupções de negociação durante o dia e proteger os investidores e o Tesouro Nacional de negociações com preços significativamente diferentes dos praticados no secundário.

Para que essas condições sejam mantidas, ao final de 2016 foram implementadas mudanças nas diferenças das taxas de compra e venda dos títulos. Isso permitiu, para níveis semelhantes de oscilações de mercado, redução significativa das suspensões do TD. Ressalta-se também que as diferenças das taxas de compra e venda são compatíveis com as taxas praticadas em mercado e similares para todos os títulos com parcela da rentabilidade prefixada (Tesouro IPCA+ e Tesouro Prefixado – com ou sem juros semestrais) visando não influir na escolha do investidor.

O objetivo do spread não é proporcionar ganho ao Tesouro, mas sim dar estabilidade ao programa. Se não houvesse o spread, ou se ele fosse muito baixo, haveria mais interrupções. Ou, caso não houvesse as interrupções necessárias, o preço dos títulos no mercado secundário poderia se alterar de maneira desfavorável e gerar prejuízo ao Tesouro. Em suma, o mecanismo de spread protege os investidores e o próprio Tesouro. Na prática, caso haja uma situação de ganho para o Tesouro, a diferença entre os preços de compra e venda se traduz em redução da dívida pública.

O Tesouro Nacional, de todo modo, está atento a essa questão e avalia permanentemente as condições para reduzir o spread."

Compartilhe

Ajuste na carteira

De olho no fim da alta dos juros, Itaú BBA recomenda menos prefixados curtos e mais Tesouro IPCA+ 2035 no Tesouro Direto

11 de agosto de 2022 - 13:25

Após rali recente dos prefixados, banco sugere venda para realizar ganhos e compra de papéis mais longos

Eles estão indo bem!

Tesouro Direto: títulos preferidos de analistas e gestores têm alta no ano e vivem rali – e ainda há espaço para mais

8 de agosto de 2022 - 6:30

Para além do Tesouro Selic, prefixados e Tesouro IPCA+ de prazos curtos estão se saindo bem de forma talvez até meio surpreendente – mas tem explicação!

Taxas gordas

Com risco fiscal, retorno de 6% + IPCA volta a ser comum entre títulos Tesouro IPCA+ de longo prazo

6 de julho de 2022 - 16:51

Todos os vencimentos de títulos públicos Tesouro IPCA+ a partir de 2035 já voltaram a pagar a rentabilidade “mágica” desse tipo de ativo

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022 - 6:30

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvar, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

2 de julho de 2022 - 13:25

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

'Número mágico'

O campeão voltou? Tesouro IPCA+ volta a pagar 6% acima da inflação pela primeira vez desde a crise de 2014-16

28 de junho de 2022 - 17:17

Retorno de 6% + IPCA em títulos públicos atrelados à inflação é historicamente elevado e considerado um bom ponto de entrada nesses papéis

Agora vai?

Selic vai mesmo parar de subir? Saiba se é finalmente hora de comprar títulos prefixados no Tesouro Direto

15 de junho de 2022 - 7:00

Com fim da alta dos juros, prefixados parariam de se desvalorizar, passando a subir quando a Selic finalmente começasse a cair. Mas já está na hora de assumir essa posição?

Juros dispararam

Tesouro Direto retoma negociações após passar parte da tarde suspenso nesta terça (14)

14 de junho de 2022 - 16:11

Paralisação é de praxe quando volatilidade no mercado de juros é muito alta; prefixados atingem remuneração de 13% ao ano em qualquer prazo

Segurança em 1º lugar

A inflação está ‘comendo solta’: descubra investimentos que podem te proteger de ficar mais pobre

2 de maio de 2022 - 15:23

Com IPCA-15 dos últimos 12 meses acumulado em mais de 12%, Tesouro Direto torna-se atrativo, mas há outras alternativas pagando bem acima da inflação

ARTHUR GANHOU!

Quanto rende o prêmio do BBB22? Confira como o vencedor pode investir R$ 1,5 milhão

26 de abril de 2022 - 19:40

Após 100 dias de reality, o ator Arthur Aguiar confirmou o favoritismo e levou o prêmio de R$ 1,5 milhão

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar