Menu
2019-12-12T16:42:19-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
RECOMENDAÇÃO

UBS eleva ações da Localiza para compra e inicia cobertura de Unidas e Movida como neutra

O UBS também aumentou o preço-alvo dos papéis ordinários da empresa para R$ 56, ante R$ 47,80, o que representaria uma alta de quase 23% em relação ao fechamento do pregão da última terça-feira

12 de dezembro de 2019
16:42
Bandeiras das empresas Movida, Localiza e Unidas em carros de fórmula um
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Não é de hoje que as ações do setor de locação de carros vêm chamando a atenção dos investidores. E há muito mais por vir. Só que na opinião dos analistas Rogerio Araujo, Alberto Valerio e Andressa Varotto do banco UBS, o grande destaque vai para os papéis da Localiza (RENT3).

Em relatório enviado ontem (11), os especialistas elevaram as ações da Localiza para compra. Anteriormente, a recomendação era neutra. O UBS também aumentou o preço-alvo dos papéis ordinários da empresa para R$ 56, ante R$ 47,80, o que representaria uma alta de quase 23% em relação ao fechamento do pregão da última terça-feira.

Os analistas também iniciaram a cobertura do papéis da Movida (MOVI3) e Unidas (LCAM3), mas com recomendação neutra ou manutenção. No caso do Movida, o preço-alvo em 12 meses foi de R$ 19,20, enquanto que os papéis da Unidas ficaram com preço-alvo de R$ 20,80.

Segundo Araujo, Valerio e Varotto, o aumento do preço-alvo da ação é reflexo do crescimento elevado e superior da Localiza em relação às concorrentes.

"Nós acreditamos que as locadoras listadas vão continuar a se expandir significativamente em volume nos próximos anos - especialmente por conta do crescimento do setor de locação de carros e aumento da concentração do mercado de aluguel. Nós acreditamos que a Localiza é o melhor veículo para surfar esse movimento", destacam os três.

Em sua justificativa, eles ainda pontuaram que o crescimento maior mesmo em um cenário mais comprimido em termos de indústria faria com que o spread do retorno sobre o capital investido (Roic) caísse para 6,5%, sendo que a média histórica é de 8,4%.

Porém, o spread da Localiza continuaria maior que o dos concorrentes. Segundo os analistas, o spread (diferença entre os preços de compra e venda dos veículos) da Movida e Unidas ficaria em torno de 5%.

Mesmo sem detalhar muito o motivo da recomendação neutra para as ações de Unidas e Movida, os três destacaram que construíram um modelo focado em analisar diversos indicadores das duas companhias e que devem melhorá-lo continuamente.

Por volta das 16h34, os papéis ordinários da Localiza apresentavam alta de 1,89%, cotados em R$ 46,47. Os papéis da Unidas e da Movida, por sua vez, também seguiam a tendência de alta com expansão de 3,97%, cotados em R$ 19,39 e 0,59%, cotados em R$ 17,02, respectivamente.

No ano, as ações que apresentam maior valorização são os papéis da Localiza, com alta de 100,35%. Em seguida, estão as ações da Unidas, com expansão de 57,37% e Localiza, com crescimento de 57,35%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies