Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-07-03T19:42:40-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

O primeiro mandamento

3 de julho de 2019
19:42
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Se eu pudesse escrever na tábua os dez mandamentos para você começar a ganhar dinheiro com investimentos, o primeiro seria: não perca dinheiro com investimentos.

Eu não me refiro aqui a possíveis prejuízos que você pode ter, por exemplo, investindo na bolsa. Para quem está disposto a correr mais riscos em busca de uma rentabilidade maior, faz parte do jogo ganhar ou perder.

O problema é que tem muita gente deixando dinheiro na mesa quando o assunto é renda fixa, principalmente nos produtos voltados aos pequenos investidores.

Um levantamento da fintech de investimentos Magnetis mostra que o retorno médio dos fundos de renda fixa com valor de investimento mínimo até R$ 1 mil foi de 62% do CDI - a taxa de referência das aplicações de renda fixa e que acompanha a Selic.

Trata-se de uma rentabilidade tão ruim que perde da caderneta de poupança, que rende 70% da Selic e é isenta de imposto de renda, e não foi sequer suficiente para compensar a inflação dos últimos 12 meses.

Boa parte da culpa, como você já deve desconfiar, é das altas taxas de administração cobradas pela maior parte desses fundos, muitos deles ligados aos bancões.

A boa notícia é que você pode fugir das taxas e obter um retorno melhor para a parcela da sua carteira aplicada em renda fixa, e não importa se você tem 1 real ou 1 milhão disponíveis. Quer saber como? Então eu recomendo a leitura da matéria da Julia Wiltgen.

O recorde é logo ali

A neblina que se formou ontem em torno da tramitação da reforma da Previdência e fez a bolsa fechar em queda aparentemente se dissipou. Pelo menos é o que se conclui diante da alta expressiva do Ibovespa e da queda do dólar hoje. A expectativa de votação do relatório do deputado Samuel Moreira ainda hoje pela comissão especial animou os investidores, assim como a nova alta das bolsas lá fora. Os três principais índices acionários de Nova York bateram recorde e por aqui o Ibovespa por muito pouco não atingiu uma nova máxima histórica. Quem traz todos os detalhes dos mercados é o Victor Aguiar.

O caminho dos dólares

De todos os indicadores econômicos que saíram hoje mundo afora, sem dúvida o que mais chamou a nossa atenção aqui no Seu Dinheiro foi o fluxo cambial. O Banco Central liberou mais cedo os números no acumulado em 12 meses, e os resultados mostraram a maior saída de dólares em 20 anos. Mas o que está acontecendo para que tanto dinheiro estrangeiro saia do país? Quem resolveu investigar esse tema foi o Eduardo Campos. Ele conta nesta matéria tudo o que descobriu e por que isso não é tão ruim quanto parece.

Expandindo os tentáculos

Quem surpreendeu o mercado hoje foi a Raízen, a segunda maior distribuidora de combustíveis do Brasil. O Estadão apurou que a empresa pretende sondar a compra de refinarias da Petrobras que foram colocadas à venda no mês passado. O movimento é considerado um marco, já que a joint venture entre os grupos Cosan e Shell ainda não atua no refino nacional. Os detalhes dessa história você confere no Seu Dinheiro.

Essa é pra comprar

Quer uma ação para casar, quer dizer, para comprar? O Bank of America Merrill Lynch recomenda os papéis de uma gigante brasileira listada na B3 e que também é negociada na bolsa americana. A empresa combina forte crescimento, ativos de qualidade, elevado fluxo de caixa e um endividamento controlado. E o melhor: tem um potencial de valorização de 38%, nas contas do BofA. Saiba nesta matéria de que empresa os analistas estão falando.

Emprego pra que te quero

Com tanto foco na reforma da Previdência, uma medida editada pelo governo recentemente acabou chamando menos atenção do que deveria. Estou falando da chamada MP da Liberdade Econômica. O projeto tem como objetivo claro destravar a economia e gerar empregos. E o time de Paulo Guedes está colocando as estimativas lá para o alto quando o assunto é número de vagas abertas nos próximos anos, como você confere nesta matéria.

Quem ri por último

Normalmente o nome da fabricante de carros elétricos Tesla aparece nos jornais ao lado de alguma excentricidade de seu presidente-celebridade Elon Musk ou de críticas sobre o seu fraco desempenho. Mas dessa vez a história é outra. A companhia chamou a atenção com novos recordes de produção e entregas de veículos no segundo trimestre do ano. O mercado gostou da notícia e as ações da empresa dispararam, atingindo as maiores cotações em quase dois meses. Será que o futuro chegou? Vale a pena dar uma olhada nos números animadores da Tesla.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

depois do fundo do poço

Na bolsa, Gol, Azul e CVC recuperam parte das perdas com pandemia

Avanço das vacinas empolgou o mercado todo, mas não basta para explicar o desempenho dos papéis ligadas ao setor de aviação

após atrasos

Petrobras vai concluir venda de oito refinarias em 2021, diz CEO

De acordo com o diretor de Comercialização e Logística, estatal poderá aumentar as exportações de petróleo bruto, mas a tendência é de que os novos donos das unidades adquiram a commodity no mercado interno

volta ao normal?

Aneel aprova retomada do sistema de bandeiras tarifárias a partir desta terça

Mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano

seu dinheiro na sua noite

O doce novembro da bolsa

O que você considera uma boa rentabilidade mensal para os seus investimentos? Um retorno equivalente a oito vezes o que a renda fixa paga em um ano inteiro está de bom tamanho? Pois foi esse o ganho de quem investiu em novembro na bolsa — imaginando aqui a compra do BOVV11, um dos fundos que […]

Balanço do mês

Após disparada, bolsa é um dos melhores investimentos de novembro; dólar foi o pior

Bitcoin lidera o ranking, seguido do Ibovespa, que subiu mais de 15%; piores desempenhos ficaram por conta do dólar e do ouro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies