Menu
2019-07-03T18:32:52+00:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Elon Musk respira aliviado

Ações da Tesla disparam após a empresa quebrar o recorde de entrega de carros elétricos

A fabricante de veículos elétricos superou as expectativas do mercado em relação ao número de entrega de carros no segundo trimestre do ano. Com isso, as ações da Tesla sobem forte nos EUA

3 de julho de 2019
13:19 - atualizado às 18:32
Carro elétrico da Tesla
As ações da Tesla sobem forte nos Estados Unidos, na esteira dos resultados fortes de entregas no trimestre - Imagem: Shutterstock

A Tesla estava encurralada. A fabricante de carros elétricos reportou uma série de resultados desanimadores no primeiro trimestre e, como consequência, era alvo constante de críticas do mercado — e as metas ambiciosas traçadas por Elon Musk, o presidente-celebridade da empresa, começavam a ser vistas com ceticismo.

Mas, com as costas na parede, a Tesla reagiu em grande estilo. A companhia registrou novos recordes de produção e entregas de veículos no segundo trimestre deste ano — o que fez as ações da empresa dispararem e atingirem as maiores cotações em quase dois meses.

Ao todo, a Tesla entregou 95.200 novos carros elétricos entre abril e junho deste ano — deste total, são 17.650 unidades dos Modelos S e X, e outros 77.500 veículos do Modelo 3. A produção de automóveis chegou a 87.048 unidades.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A companhia ainda informou que as encomendas por novos veículos superaram as entregas, mas sem revelar qual seria esse número. "Assim, estamos entrando no terceiro trimestre com um aumento em nossa carteira de pedidos. Acreditamos estar bem posicionados para continuar aumentando a produção e as entregas".

O mercado foi pego de surpresa pelos recordes registrados pela Tesla, já que, no primeiro trimestre, as entregas somaram apenas 63 mil veículos. E, em reação ao resultado inesperado, as ações da fabricante de automóveis elétricos fecharam em alta de 4,61%, a US$ 234,90.

Trata-se do maior nível de encerramento para os papéis da companhia desde 10 de maio, quando valiam US$ 239,52. No melhor momento do pregão desta quarta-feira, as ações da Tesla chegaram a ser negociadas a US$ 241,57 — uma alta de 7,57%.

Em relatório, o analista Daniel Ives, da Wedbush, afirma que os números divulgados pela Tesla ficaram bastante acima do esperado pelo mercado — as projeções para entregas estavam na faixa de 90.700 unidades. "O dado mais importante foi o total de unidades do Modelo 3, que é a espinha dorsal para a tese de crescimento da empresa nos próximos anos".

Ives acredita que os dados operacionais da Tesla no segundo trimestre ajudarão a recuperar a credibilidade da empresa junto ao mercado o curto prazo. "Musk sempre falou grosso, mas finalmente fez acontecer nesse trimestre", diz o analista.

Projeções agressivas

No início do ano, a Tesla estabeleceu como meta a entrega de 360 mil a 400 mil novos veículos em 2019. Somando os resultados dos dois primeiros trimestres, a companhia já entregou pouco mais de 158 mil unidades — assim, considerando o limite inferior da projeção, ainda restam mais de 200 mil automóveis a serem entregues na segunda metade de 2019.

Nesse contexto, Wedbush pondera que a informação referente à carteira de encomendas é particularmente importante, já que as metas definidas pela Tesla são bastante agressivas.

De qualquer maneira, Musk mostrou-se bastante satisfeito com o resultado obtido no segundo trimestre e usou o Twitter para comemorar:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Ele nunca ganhou tanto dinheiro…

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

IPCA-15

Queda nos preços dos combustíveis pressiona e prévia da inflação sobe 0,09% em julho, diz IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), a prévia da inflação, já acumula uma alta de 2,42% no ano. Em 12 meses, o índice chega a 3,27%. 

Mudança no comando

Boris Johnson é eleito chefe do partido Conservador e substituirá Theresa May como premiê britânico

Johnson terá como principal tarefa a conclusão do ‘Brexit’, a separação oficial do Reino Unido da União Europeia, uma dificuldade enfrentada por sua antecessora que foi derrotada três vezes no Parlamento britânico

aporte de peso

Microsoft vai investir US$ 1 bi em projeto de inteligência artificial de Elon Musk

Empresas planejam estender os recursos do serviço de nuvem corporativo Microsoft Azure em sistemas de IA em larga escala

Balanço

Santander tem lucro de R$ 3,635 bilhões no segundo trimestre e rentabilidade bate em 21,3%

Tanto o lucro líquido, que aumentou 20,2% em relação ao segundo trimestre do ano passado e ficou mais uma vez acima das projeções, como a rentabilidade representam o maior patamar histórico para o Santander

Operação lava Jato

Juiz condena delator e valida acordos de R$ 700 mi da Lava Jato

Para fraudar a competitividade de procedimentos licitatórios da Petrobras, um cartel composto pelas maiores empreiteiras do Brasil, incluindo a Construtora Camargo Corrêa, pagava propina para Paulo Roberto Costa, diretor de Abastecimento da estatal.

a bula do mercado

O inevitável afrouxamento monetário se aproxima

Dados do IPCA-15 serão decisivos para calibrar expectativas sobre corte de juro

Ah, poxa vida!

Em nova proposta, governo agora quer limitar saques do FGTS a R$ 500 em 2019

O público-alvo da medida são 100 milhões de contas do fundo (um trabalhador pode ter mais de uma conta)

O Seu Dinheiro na sua noite

Atrás do trio elétrico

Questionado certa vez sobre quem seria o “novo Caetano Veloso”, o cantor e compositor baiano respondeu: “o novo Caetano Veloso sou eu.” Na época, a música popular brasileira apresentava uma renovação com nomes como Lenine, Zeca Baleiro e, principalmente, Chico César. O paraibano era apontado como o principal candidato a herdar o trono do baiano, […]

Vish!

CVM suspende atuação irregular de empresa que tem Ronaldinho Gaúcho como garoto-propaganda

A empresa oferece produtos por meio de site, de eventos presenciais e de redes sociais como Facebook e Twitter

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements