Menu
2019-08-12T17:01:12-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Privatizações no radar

“Estamos caminhando na privatização das subsidiárias da Cemig”, destaca Zema

O governador de Minas Gerais reiterou que a privatização da Cemig é fundamental, ainda que exista uma dificuldade maior porque precisa do crivo da Assembleia legislativa

12 de agosto de 2019
14:32 - atualizado às 17:01
Governador de MG, Romeu Zema
Romeu Zema, governador de Minas Gerais. - Imagem: Raul Junior/BTG

Com bastante bom humor e fazendo brincadeiras com o fato de que pode sair muito mais barato investir em Minas Gerais do que em São Paulo, o governador de Minas, Romeu Zema, conversou hoje (12) com investidores em evento promovido pelo Santander.

Em sua fala, o governador voltou a destacar que "está caminhando na privatização das subsidiárias da Cemig como Taesa, Santo Antônio, Belo Monte e Renova. Todas são empresas problemáticas, mas que terão a situação resolvida no governo".

Ainda que não tenha dado detalhes sobre datas para que o processo se encerre, a ideia de vender as participações que a Cemig possui nas companhias é porque a privatização da própria estatal precisa do crivo da Assembleia Legislativa mineira, o que pode demorar. Ainda assim, Zema destacou que é fundamental privatizá-la.

"É uma questão matemática: ou privatiza ou ela continuará sem ter dinheiro para investir. A Cemig, por exemplo, precisará investir R$ 21 bilhões de reais, mas só terá como investir R$ 6 bilhões. Logo, quem vai colocar os R$ 15 bilhões", questionou o governador.

Segundo ele, a nomeação de pessoas mais técnicas e do mercado na gestão da Cemig fez com que ela dobrasse seu valor de mercado desde o começo do ano.
E não foi só ela quem melhorou. O governador destacou que a Copasa também aumentou o seu valor de mercado, que passou de R$ 5 bilhões para R$ 8 bilhões.

Zema ainda disse que vai continuar a linha de austeridade em seu governo e que pretende continuar a simplificar as legilações sanitárias e ambientais. Ele ainda comentou que cada vez mais "Minas será um Estado amigo para se empreender".

Concessões

O governador ainda reiterou que vai trabalhar com a concessão de sete trechos da malha rodoviária mineira e que, ao todo, a concessão deve abranger 2.500 quilômetros.
O lote de menor tamanho será de 50 km e de maior deve corresponder a um trecho de 500 quilômetros. Os trechos devem ir desde o Triângulo mineiro, Sul de Minas e Central do Estado.

De acordo com Zema, a expectativa é que 150 municípios sejam impactados e que a concessão das rodovias gere um investimento de R$ 7 bilhões em um horizonte de 25 anos.

De olho na Previdência

Ao falar sobre o tema da Previdência, o governador do Estado mineiro disse que vai lutar para que Estados e municípios sejam incluídos na reforma. Para ele, a inclusão é "fundamental".

A expectativa do governo é que a inclusão dos Estados e municípios ocorra por meio de uma PEC pararela, segundo o que foi veiculado recentemente.
A PEC que foi encaminhada ao Senado retirou partes consideradas importantes pelo governo como a inclusão de Estados e municípios e o regime de capitalização.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Fenômeno da internet

O ataque dos memes: Conheça 5 ações de empresas “quebradas” que mexem com Wall Street

O caso mais famoso foi o da GameStop, mas outras empresas que não contam com fundamentos sólidos vêm passando por movimentos de valorização estimulados por fóruns de internet

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies