Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-09T17:24:15-03:00
Estadão Conteúdo
DADOS MILITARES

Amazon e Microsoft disputam contratação bilionária do Pentágono

Empresas disputam contrato de US$ 10 bilhões para construir para as forças militares dos Estados Unidos o seu primeiro sistema de computação em nuvem.

9 de julho de 2019
17:24
Vista aérea do Pentágono
Vista aérea do Pentágono - Imagem: Shutterstock

A Amazon e a Microsoft estão batalhando por uma oportunidade de US$ 10 bilhões para construir para as forças militares dos Estados Unidos o seu primeiro sistema de computação em nuvem. Mas as esperanças da Amazon de uma vitória rápida podem estar se esvaindo.

Chamado formalmente de plano de Infraestrutura do Departamento de Empreendimento Conjunto (JEDI, na sigla em inglês), o projeto de computação militar armazenaria e processaria vasto volume de dados classificados, permitindo ao Pentágono usar inteligência artificial para acelerar o seu planejamento de guerra e capacidades de combate.

O Departamento de Defesa (DOD) espera anunciar a empresa contratada em agosto. Oracle e IBM foram eliminados em uma rodada anterior da licitação.

Mas o processo só chegará a essa ponto se o projeto não for abortado antes. Ele enfrenta um desafio jurídico pela Oracle e preocupações crescentes do Congresso americano com alegações de um favoritismo do Pentágono pela Amazon. Oficiais militares esperam dar logo início ao que será uma parceria de negócios com uma década de duração que eles descrevem como vital à segurança nacional.

"Essa não é a internet do seu avô", disse Daniel Goure, vice-presidente do Instituto Lexington, um think tank dedicado a questões de defesa. "Estamos falando de uma nuvem em que você possa ir do Pentágono literalmente até o soldado no campo de batalha carregando informação confidencial."

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies