Menu
2019-07-09T17:24:15-03:00
DADOS MILITARES

Amazon e Microsoft disputam contratação bilionária do Pentágono

Empresas disputam contrato de US$ 10 bilhões para construir para as forças militares dos Estados Unidos o seu primeiro sistema de computação em nuvem.

9 de julho de 2019
17:24
Vista aérea do Pentágono
Vista aérea do Pentágono - Imagem: Shutterstock

A Amazon e a Microsoft estão batalhando por uma oportunidade de US$ 10 bilhões para construir para as forças militares dos Estados Unidos o seu primeiro sistema de computação em nuvem. Mas as esperanças da Amazon de uma vitória rápida podem estar se esvaindo.

Chamado formalmente de plano de Infraestrutura do Departamento de Empreendimento Conjunto (JEDI, na sigla em inglês), o projeto de computação militar armazenaria e processaria vasto volume de dados classificados, permitindo ao Pentágono usar inteligência artificial para acelerar o seu planejamento de guerra e capacidades de combate.

O Departamento de Defesa (DOD) espera anunciar a empresa contratada em agosto. Oracle e IBM foram eliminados em uma rodada anterior da licitação.

Mas o processo só chegará a essa ponto se o projeto não for abortado antes. Ele enfrenta um desafio jurídico pela Oracle e preocupações crescentes do Congresso americano com alegações de um favoritismo do Pentágono pela Amazon. Oficiais militares esperam dar logo início ao que será uma parceria de negócios com uma década de duração que eles descrevem como vital à segurança nacional.

"Essa não é a internet do seu avô", disse Daniel Goure, vice-presidente do Instituto Lexington, um think tank dedicado a questões de defesa. "Estamos falando de uma nuvem em que você possa ir do Pentágono literalmente até o soldado no campo de batalha carregando informação confidencial."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

executivo de carreira

Vice-presidente do BB, Walter Malieni, morre aos 50 anos

Executivo de carreira do BB, com mais de 35 anos de casa, Malieni completaria 51 anos em novembro

números da covid

Covid-19: Brasil tem 2,96 milhões de casos e 99,5 mil mortes

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.079 óbitos, segundo o balanço diário do Ministério da Saúde divulgado hoje (7)

Reserva de R$ 1,3 bi para gastos

Iguatemi vai recomprar até 1,3 milhão de ações

Quantidade representa 1,5% dos papéis em circulação da companhia. Ações acumulam queda de mais de 30% no acumulado de 2020

seu dinheiro na sua noite

Uma conversa sobre investimentos para o meu pai

O primeiro salário que recebi na vida foi em julho de 1994, mês inaugural do Plano Real. Foi com esse dinheiro que saí pelas lojas do bairro do Gonzaga, em Santos, em busca de um presente para dar no Dia dos Pais. Desde então, esse sempre foi um problema para mim, porque meu pai não […]

Preferência

Oi fecha acordo de exclusividade com Vivo, Claro e Tim para venda de operação móvel, diz jornal

Após fim da exclusividade da Highline, que desistiu de fazer nova oferta, teles brasileiras passam à frente, com oferta de R$ 16,5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements