Menu
2019-01-26T16:08:05-02:00
Minas Gerais

Responsáveis pelo acidente terão uma punição exemplar, diz Zema

O governador de Minas também disse que a legislação terá que ser revista para evitar novas tragédias como da de Brumadinho

26 de janeiro de 2019
14:39 - atualizado às 16:08
Romeu_Zema
O Governador de Minas Gerais, Romeu Zema - Imagem: Wikimedia Commons

Em coletiva após se reunir com o Presidente da República Jair Bolsonaro no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou que os responsáveis pelo acidente na Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, que pode ter deixado centenas de mortos, terão uma punição exemplar.

“Quero frisar que os envolvidos nessa tragédia serão punidos exemplarmente. Todas as medidas judiciais já foram tomadas e recursos na casa dos bilhões bloqueados, de forma que a punição seja a mais rigorosa possível”, destacou Zema. “Aquilo que a lei prevê, será feito”, acrescentou.

Zema também disse que a legislação terá que ser revista para evitar novas tragédias. “Essa barragem que rompeu estava inativa há anos que não recebia mais nenhum tipo de material. Então nós estamos vendo que aqui em Minas os mortos estão ressuscitando, o que é muito preocupante. Vai ser necessário rever protocolos por que não podemos ficar sujeitos que esse tipo de coisa ocorra novamente”, ironizou o governador Mineiro.

Por fim, Zema afirmou que tanto os critérios federais como os estaduais serão revistos para que isso não aconteça mais. Mas ele garantiu que, apesar disso, a legislação atual já é bem dura.

“A legislação ambiental de Minas, assim como a nacional, é uma das mais rigorosas. É prematuro fazer qualquer diagnóstico da tragédia de ontem, mas a princípio todos os alvarás e licenças estavam em dia, mas uma mina desativada há quatro anos se rompeu”, concluiu.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Caos na bolsa

Pressionado pelo coronavírus, Ibovespa cai 7% e tem o pior pregão desde o Joesley Day

O Ibovespa perdeu quase oito mil pontos nesta quarta-feira, impactado por um forte movimento de correção por causa da disparada de casos do coronavírus fora da China — todas as ações do índice fecharam em queda. Já o dólar à vista subiu a R$ 4,44, cravando mais um recorde nominal de encerramento

Mais uma polêmica

Vídeo de Eduardo Bolsonaro defendendo Orçamento impositivo circula pelo WhasApp

Vídeo mostra a fala do parlamentar no plenário da Câmara, no dia 26 de março do ano passado

Surto mundial

Por coronavírus, Costa Cruzeiros amplia medida de segurança em seus navios; Nestlé aconselha funcionários a não viajarem

Entre as providências está a proibição da entrada de pessoas que tenham viajado para países e regiões afetadas pela doença

FORA DO AR

Investidores da XP relatam problemas para acessar home broker nesta quarta-feira

Ao ser procurada, a assessoria de imprensa informou que “a plataforma apresentou lentidão para alguns clientes no início da tarde desta quarta-feira”

Medida do BC

Moody’s: diminuição de compulsório para depósitos a prazo é positiva

Para a agência, os gigantes do mercado são os mais beneficiados, por deterem 72% de todos os depósitos a prazo no Brasil

CDS no radar

Risco-país do Brasil tem novo dia de alta e vai a 106 pontos

Desde o começo de fevereiro o CDS vinha sendo negociado abaixo dos 100 pontos

CRIPTOMOEDAS

Criptomoedas ainda mantêm um papel limitado como forma de proteção, para analistas do JPMorgan

Apesar da baixa correlação das criptomoedas com ativos tradicionais, analistas do banco acreditam que elas ainda não podem servir como hedge da carteira

Gastos no exterior

Compras com cartão no exterior serão cobradas conforme a taxa de câmbio do dia

Opção estará disponível a consumidores a partir de 1º de março e já estava autorizada pelo BC desde 2016; atualmente, valor a ser pago na fatura é definido dez dias antes do fechamento

Ministro minimiza

Bolsonaro ‘não seria maluco’ de atacar o Congresso, afirma Ramos

Ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos minimizou o envio, pelo presidente Jair Bolsonaro, de vídeo convocando para manifestações que criticam Congresso

Alerta para a mineradora

Navio carregado de minério de ferro da Vale corre risco de naufrágio no MA

Volume de carga transportado não foi divulgado pela mineradora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements