Menu
2019-04-12T07:52:17-03:00
Estadão Conteúdo
Reforma à vista

Fazer reforma em fases é decisão política, diz Appy

Segundo Appy, é possível fazer a unificação de tributos federais, estaduais e municipais num Imposto de Valor Agregado (IVA) nacional em fases

12 de abril de 2019
7:52
Bernard Appy
Bernard Appy - Imagem: Facebook/ Divulgação

Diretor do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), o ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda Bernard Appy, cuja proposta de reforma tributária embasa as discussões tanto no governo quanto no Congresso, avaliou como "muito boa" a reunião técnica que teve nessa quinta-feira, 11, com técnicos da Secretaria de Receita Federal. Appy não deu detalhes, mas frisou que é política a decisão de fazer a reforma em fases, com a unificação de tributos federais como um primeiro passo, como antecipado pelo secretário Marcos Cintra ao jornal O Estado de S. Paulo.

Tecnicamente, segundo Appy, é possível fazer a unificação de tributos federais, estaduais e municipais num Imposto de Valor Agregado (IVA) nacional em fases. Embora a decisão de fazer em fases ou não seja política, o CCiF defende uma reforma ampla, que inclua tributos estaduais e municipais.

O diretor do CCiF também evitou comentar a proposta de Cintra de retirar encargos previdenciários da folha de salários e trocá-los por um imposto sobre movimentações financeiras ou por uma elevação adicional do imposto único. Segundo Appy, o CCiF tem uma proposta de redução dos encargos na folha. A ideia é mais complexa do que uma simples redução linear das alíquotas, explicou, mas não se posicionou sobre qual seria melhor forma de substituir essa receita.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Benefício com garantia

Paulo Guedes reeditará BEm somente após a aprovação do Orçamento ou da PEC “fura-teto”

“O ministro disse ‘ou um, ou outro, o que sair primeiro a gente faz o BEm'”, afirmou Paulo Solmucci, presidente da Abrasel

PPI

Decreto de Bolsonaro inclui Correios no Programa Nacional de Desestatização

A privatização dos Correios ainda depende da aprovação de um projeto de lei de autoria do Executivo que permite à iniciativa privada prestar serviços

Exile on Wall Street

Bitcoins, IPOs, reestruturações e M&As: coisas para comprar ainda nesta semana

De onde você menos espera é que não vem nada mesmo. É notável a regularidade da incompetência. Ela não surpreende. Está sempre por aí.  Lembro com frequência da famosa frase, já meio clichê, você tem razão, do Kennedy: não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por […]

decolagem interrompida

Apertem os cintos: recuperação da Gol será mais turbulenta que o esperado

Companhia reduz projeções para receita no primeiro trimestre, dizendo que retomada dependerá de ritmo da vacinação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies