Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-02T10:13:34-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Será hoje?

Se não tiver acordo, parecer da reforma da Previdência pode ir à votação sem Estados e municípios

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tenta fechar acordo com governadores e sessão da comissão especial deve acontecer só no fim do dia

2 de julho de 2019
10:13
Samuel Moreira, relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara
Samuel Moreira, relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara - Imagem: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Os relatórios de bancos e corretoras e colocam a terça-feira como dia decisivo na Câmara dos Deputados para o andamento da reforma da Previdência. As negociações seguem em torno da inclusão ou não de Estados e municípios e há atrito dentro do próprio PSL sobre regras mais frouxas de aposentadorias para atender policiais.

Por ora, o que se pretende é que o processo de votação do texto do relator Samuel Moreira (PSDB-SP) comece ainda hoje na Comissão Especial.

Se o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, não lograr acordo com governadores, o texto vai à votação sem os entes federados, que poderiam ser reincluídos no plenário da Câmara. Se a reforma não atingir Estados e municípios podemos considerar uma "derrota de todos", pois quando eles "quebram" a conta é dividida por todos, já que o Tesouro tem de prover ajuda.

O presidente da Comissão, deputado Marcelo Ramos (PR-AM) ainda não convocou sessão para hoje, mas a previsão é de que o colegiado se reúna apenas no fim da tarde. Antes de ir à votação de fato, os deputados precisam apreciar os requerimentos feitos para retirar a matéria de pauta.

A corrida contra o tempo, pois se pretende levar a matéria a plenário antes do recesso, também encontra obstáculos dentro do próprio PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

Deputados do partido querem a inclusão de regras diferenciadas de aposentadoria para servidores da segurança pública, como policiais legislativos, Policiais Federais e outros.

Assim, abre-se duas frentes de negociação. Uma incontornável, com a própria oposição que deve obstruir os trabalhos, e outra com o que seria ou deveria ser a base de apoio do governo.

No mercado há ao menos duas posições sobre o tema. Temos aqueles que acreditam que mais algumas semanas de atraso não geram problema. O que importa é a direção e ela é pela aprovação da reforma.

Outro grupo se mostra um pouco mais reticente, temendo que o tema “esfrie” depois do recesso parlamentar que começa no meio do mês, e que o governo tenha de fazer mais concessões em termos de esforço fiscal para aprovar o texto.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

Ibovespa recupera mais um degrau – e outros destaques do dia

Os monstros que assombravam o mercado financeiro no começo da semana foram ficando mais dóceis e domesticados com o passar dos dias. E isso graças à atuação dos bancos centrais ao redor do mundo. O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) segue injetando bilhões de dólares na economia para minimizar os impactos […]

RH do governo

Reforma administrativa deslanchou? Confira destaques do texto-base aprovado em comissão da Câmara

A proposta traz alguns pontos polêmicos, como a possibilidade de parcerias entre governo e iniciativa privada para a execução de serviços públicos

fique de olho

Dividendos: Equatorial Pará (EQPA3) define data e Marfrig (MRFG3) altera valor

Além disso, Equatorial Maranhão definiu data do pagamento dos proventos e Banco Modal definiu valores para juros sobre capital próprio; confira

Eletrobras, Correios e mais

Ativos na mesa: nova proposta para precatórios pode incluir ações de estatais em acordos de pagamento

Além das estatais, na lista de ativos que poderiam entrar na negociação estão imóveis, barris de petróleo do pré-sal e concessões de rodovias e ferrovias, por exemplo

fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies