Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T09:54:24-03:00
Estadão Conteúdo
Racha no partido?

Flávio Bolsonaro diz que caso Bebianno é “página virada” e nega crise no PSL

Senador negou possíveis mudanças no partido após as polêmicas envolvendo o presidente da legenda e o ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência

20 de fevereiro de 2019
12:17 - atualizado às 9:54
Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro - Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

O filho mais velho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), afirmou nesta quarta-feira, 20, que a crise gerada em torno do ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência Gustavo Bebianno é "página virada" - e negou possíveis mudanças no partido após as polêmicas.

Flávio afirmou que o deputado Luciano Bivar (PE) seguirá na presidência da legenda, apesar dos rumores de que a família Bolsonaro queria afastá-lo diante das suspeitas de uso de candidaturas "laranjas" na eleição do ano passado em Pernambuco e Minas Gerais.

"Só porque uma pessoa é acusada, não significa que é culpada", declarou. O próprio Flávio é investigado no caso Queiroz, revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo. Em relação a Bebianno, disse que preferia não comentar e que a imprensa "poderia ajudar" ao não tocar mais no assunto, porque disse que é uma questão que "machuca todo mundo", citando o pai e Bebianno.

Bivar também evitou o assunto Bebianno e negou que esteja avaliando deixar o partido. "Não penso em deixar o partido", disse Bivar a jornalistas. Estamos vivendo em um estado de direito onde as instituições partidárias estão funcionando perfeitamente e eu acho que o partido está muito bem, está muito unido", garantiu. Bivar não quis falar sobre a demissão de Bebianno.

Reforma da Previdência

Flávio Bolsonaro e Bivar falaram sobre a reforma da Previdência. O texto foi entregue por Jair Bolsonaro nesta quarta-feira ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O senador disse que "o Congresso está consciente de que ou o País aprova a reforma ou o País quebra".

Bivar disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma pequena explanação sobre o projeto. "Estamos todos imbuídos de atender o Brasil nas reformas necessárias", disse.

Sobre a derrota na votação desta terça-feira, 19, da Câmara, com a derrubada de decreto editado pelo vice-presidente, Hamilton Mourão, Flávio Bolsonaro minimizou e afirmou que "não tem recado" dos deputados ao governo e que a forma de política de Bolsonaro é "diferente", com base no convencimento e não no "toma-lá-dá-cá."

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Movimentando o mercado

Fleury (FLRY3) compra Laboratório Marcelo Magalhães; saiba mais sobre aquisição, a segunda maior na história do grupo

O grupo pagará R$ 384,5 milhões pela empresa, que, com 64 anos de história, é referência em medicina diagnóstica no estado de Pernambuco

DIA DE ESTREIA

Getnet (GETT11) ganha vida própria e estreia na B3 com o pé direito; ações ordinárias e preferenciais disparam mais de 100%

As units (GETT11), papéis com maior liquidez, subiam cerca de 59,45%, cotadas a R$ 7,51. Como parte da cisão de SANB11, integrante do Ibovespa, as ações já integram o principal índice da bolsa brasileira

Venda de ativos

A Oi (OIBR3 e OIBR4) está mais perto da virada com um sinal verde do Cade

As ações da Oi (OIBR3 e OIBR4) sobem nesta manhã, reagindo ao sinal verde dado pelo Cade para a venda de parte da V.tal/InfraCo ao BTG

Exile on Wall Street

Escolhas de mercado, fusões e aquisições são quatro vezes mais importantes do que desempenho de uma empresa — e eu te provo isso aqui

No artigo “The granularity of growth”, elaborado pela firma de consultoria McKinsey em 2007, os autores descrevem um estudo feito no período 1999-2005 com mais de cem grandes empresas norte-americanas de 17 setores, com o intuito de desvendar os fatores de crescimento de uma companhia. De bate-pronto, fica clara a motivação dos pesquisadores, visto que […]

bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin (BTC) tem correção após atingir US$ 62 mil com aprovação de ETF nos EUA

Na corrida para a aprovação do primeiro ETF de criptomoedas dos Estados Unidos, uma surpresa animou os mercados na última sexta-feira (15)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies