Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-21T11:55:49-03:00
Estadão Conteúdo
sobe

Monitor do PIB aponta alta 0,3% em setembro ante agosto, diz FGV

Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais

21 de novembro de 2019
11:55
Três pilhas de moedas com blocos de madeira formando a sigla PIB
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,3% na passagem de agosto para setembro, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). No terceiro trimestre, a atividade teve ligeira alta de 0,1% em relação ao segundo trimestre do ano. Na comparação com setembro do ano passado, a economia cresceu 2,1% em setembro deste ano.

Em relação ao terceiro trimestre de 2018, houve expansão de 0,9% no terceiro trimestre de 2019.

Sob a ótica da demanda, o consumo das famílias cresceu 1,9% no terceiro trimestre em comparação ao mesmo trimestre de 2018. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB) aumentou 2,5%. As exportações recuaram 4,7%, enquanto as importações avançaram 2,1%.

"O crescimento da economia no terceiro trimestre, pelo lado da oferta, é resultado do bom desempenho registrado na agropecuária, indústria (exceto transformação) e serviços (exceto transportes e intermediação financeira). Pelo lado da demanda destaca-se a formação bruta de capital fixo com todos seus componentes positivos inclusive a construção. Enquanto a indústria de transformação estagnou no terceiro trimestre, a exportação apresentou a terceira queda consecutiva. O desempenho da exportação é explicado, de forma geral, pela desaceleração da economia mundial e, de maneira específica pela retração da economia argentina, importante parceira comercial do Brasil", justificou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial.

O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

Os resultados do terceiro trimestre são calculados de maneira diferente das demais divulgações do indicador, devido à divulgação, em novembro, do Sistema de Contas Nacionais de 2017, com o desempenho definitivo do PIB daquele ano. A próxima divulgação do PIB trimestral pelo IBGE, em 3 de dezembro, incorporará o resultado anual atualizado recém-divulgados do PIB de 2017, o que deve motivar revisões no crescimento de 2018 e nos resultados trimestrais a partir de então, lembrou a FGV.

"Na busca de antecipar essas alterações, a despeito das limitações deste exercício, o Monitor do PIB-FGV estima que a taxa de crescimento do PIB de 2018 será revista para cima (de 1,1% para 1,4%), e estima também novos resultados trimestrais para 2018 e 2019", observou o Ibre/FGV, em nota.

O Monitor do PIB revisou para cima o crescimento da economia em todos os trimestres nos últimos dois anos e meio, a partir da incorporação do resultado definitivo de 2017. Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, a taxa de crescimento do PIB passou a 0,7% no primeiro trimestre deste ano (ante uma alta divulgada de 0,5%) e 1,3% no segundo trimestre (ante aumento divulgado de 1,0%).

Em termos monetários, o PIB alcançou aproximadamente R$ 5,395 trilhões, em valores correntes, no acumulado de janeiro a setembro de 2019.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

IPO adiado

Bluefit: nem desconto de 20% garante estreia da rede de academias na bolsa

Inicialmente estimado em R$ 600 milhões, IPO da rede de academias de baixo custo agora deverá ter o valor reduzido e envolver apenas investidores institucionais, como fundos e fundações

Tensão EUA-China

Executiva da Huawei detida no Canadá em 2018 volta à China após acordo com os EUA

Confinada à cidade de Vancouver há quase três anos, onde havia sido presa sob acusação de fraude, CFO da Huawei, Meng Wangzhou, protagonizou incidente diplomático entre Canadá, EUA e China

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: O destino da Evergrande, uma análise da Vale e seis ações indicadas por analistas

A semana que termina nos mercados foi marcada pela incerteza quanto ao futuro da incorporadora chinesa Evergrande e seus desdobramentos sobre a economia global. A crise na empresa, que tem um passivo oscilando à beira da insolvência, é consequência do aperto monetário e regulatório sobre o setor promovido pelo governo chinês desde o final do […]

Estimativas

Carrefour (CRFB3) divulga projeção para Atacadão e estima R$ 100 bi em vendas em 2024

A projeção de vendas brutas da rede no exercício social que se encerrará em 31 de dezembro de 2021 é de R$ 60 bilhões

PODCAST MESA PRA QUATRO

Da Conga até o Tik Tok: Gretchen conta de sua carreira artística e como administra seu dinheiro

Aos 60 anos, Gretchen relata sobre sua independência financeira e histórias de família e de carreira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies