A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-10-07T10:26:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
revisando as expectativas

Mercado baixa estimativa para a inflação em 2019 para 3,42%

Boletim Focus divulgado na semana passada estimava que o IPCA – o índice oficial de preços – em 3,43%; expectativa para Selic, PIB e Câmbio foram mantidas as mesmas nesta semana

7 de outubro de 2019
8:56 - atualizado às 10:26
Inflação medida pelo IPCA-15 vem acima do esperado
Os preços subiram mais fortemente em setembro e já acumulam alta de 10% nos últimos 12 meses - Imagem: Shutterstock

O boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 7, estima que o IPCA - o índice oficial de preços - para este ano fique em 3,42%, ante 3,43% esperado na semana passada. A projeção para o índice em 2020 passou de 3,79% para 3,78%.

O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2021, que seguiu em 3,75%. No caso de 2022, a expectativa permaneceu em 3,50%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,75% e 3,50%, respectivamente.

Já a previsão do Focus para a cotação do dólar ao fim deste ano permaneceu em R$ 4,00. Para 2020, permaneceu passou de R$ 3,91 para R$ 3,95.

Ainda segundo os economistas do mercado financeiro no Boletim Focus, a Selic deve ficar em 4,75% no final de 2019 - mesma estimativa da semana passada. Para 2020 e os dois anos seguinte as estimativas foram mantidas em 5%, 6,5% e 7%.

Crescimento da economia

A expectativa de crescimento da economia em 2019 seguiu em 0,87%, conforme o Relatório de Mercado Focus. Há quatro semanas, a estimativa de alta era a mesma.

Para 2020, o mercado financeiro manteve a previsão de alta do Produto Interno Bruto (PIB), em 2,00%. Quatro semanas atrás, estava em 2,07%.

No fim de agosto, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB do segundo trimestre de 2019 subiu 0,4% em relação ao primeiro trimestre.

Em setembro, o BC atualizou, por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), sua projeção para o PIB em 2019, de alta de 0,8% para elevação de 0,9%.

No Focus agora divulgado, a projeção para a produção industrial de 2019 passou de baixa de 0,54% para retração de 0,65%. Há um mês, estava em baixa de 0,29%. No caso de 2020, a estimativa de crescimento da produção industrial foi de 2,10% para 2,29%, ante 2,75% de quatro semanas antes.

A pesquisa Focus mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2019 foi de 56,30% para 56,10%. Há um mês, estava em 56,57%. Para 2020, a expectativa passou de 58,15% para 58,30%, ante 58,55% de um mês atrás.

Resultado primário

O Focus trouxe também manutenção na projeção para o resultado primário do governo em 2019. A relação entre o déficit primário e o PIB este ano seguiu em 1,40%. No caso de 2020, passou de 1,13% para 1,16%. Há um mês, os porcentuais estavam em 1,37% e 1,00%, respectivamente.

Já a relação entre déficit nominal e PIB em 2019 foi de 6,40% para 6,30%, conforme as projeções dos economistas do mercado financeiro. Para 2020, permaneceu em 5,90%. Há quatro semanas, estas relações estavam em 6,30% e 5,99%, nesta ordem.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Balança comercial

Os economistas do mercado financeiro alteraram a projeção para a balança comercial em 2019 na pesquisa Focus, de superávit comercial de US$ 51,71 bilhões para US$ 50,55 bilhões. Um mês atrás, a previsão era de US$ 52,00 bilhões. Para 2020, a estimativa de superávit passou de US$ 48,20 bilhões para US$ 47,50 bilhões. Há um mês, estava em US$ 49,00 bilhões.

Na estimativa mais recente do BC, o saldo positivo de 2019 ficara em US$ 43,0 bilhões. Esta projeção foi atualizada no Relatório Trimestral de Inflação de setembro.

No caso da conta corrente, a previsão contida no Focus para 2019 foi de déficit de US$ 26,00 bilhões para US$ 26,50 bilhões, ante US$ 22,00 bilhões de um mês antes. Para 2020, a projeção de rombo seguiu em US$ 33,00 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado era de US$ 31,33 bilhões.

O BC projeta déficit em conta de US$ 36,3 bilhões em 2019.

Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será mais do que suficiente para cobrir o resultado deficitário nos próximos anos. A mediana das previsões para o IDP em 2019 foi de US$ 83,40 bilhões para US$ 83,00 bilhões. Há um mês, estava em US$ 85,00 bilhões. Para 2020, a expectativa foi de US$ 83,20 bilhões para US$ 84,00 bilhões, ante US$ 84,68 bilhões de um mês antes.

O BC projeta IDP de US$ 75,0 bilhões em 2019.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

SEMANA EM CRIPTO

Ethereum (ETH) rouba a cena e dispara 14%, mas bitcoin (BTC) encerra semana acima dos US$ 24 mil; saiba o que esperar das criptomoedas

12 de agosto de 2022 - 17:56

O otimismo com a atualização do éter, as sanções ao Tornado Cash e o real digital são alguns dos destaque da semana

FEBRABAN TECH 2022

Setor financeiro melhora planos para o metaverso e já fala em criptomoedas como ‘espinha dorsal’ do processo — mas isso vai levar algum tempo; entenda

12 de agosto de 2022 - 17:40

O Febraban Tech 2022 foi realizado entre os dias 9 e 11 de agosto, em São Paulo; confira alguns destaques

COM PASSAGENS DE SAÍDA

Cinco empresas chinesas vão retirar seus ADRs da Bolsa de Nova York — saiba por quê

12 de agosto de 2022 - 17:02

As estatais anunciaram planos de retirada voluntária de seus ADRs ainda neste mês; a decisão acontece em meio à desacordo entre os órgãos reguladores da China e dos EUA

O MELHOR E O PIOR DOS BALANÇOS

Varejo apresenta números fracos, mas Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) dão sinais de melhora e sobem quase 20% — enquanto Americanas (AMER3) fica no vermelho

12 de agosto de 2022 - 16:42

Apesar dos números fracos, as ações descontadas de VIIA3 e MGLU3 sobem forte após as empresas mostrarem melhora na geração de caixa e rentabilidade

ELEIÇÕES 2022

Candidatos ao governo de São Paulo declaram R$ 13,6 milhões em bens; saiba quem tem a maior fatia desse bolo

12 de agosto de 2022 - 15:47

Vale ressalvar que os dados de patrimônio apresentados à Justiça Eleitoral podem estar com valor defasado, visto que alguns candidatos optam por informar o valor da compra de um bem na época, sem fazer a correção da inflação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies