Menu
2019-12-17T18:28:53-03:00
Estadão Conteúdo
Em alta

Petróleo fecha em alta com otimismo comercial e segue no maior nível em 3 meses

Petróleo WTI para fevereiro avançou 1,21%, a US$ 60,87 o barril. Já o Brent para fevereiro subiu 1,16%, a US$ 66,10 o barril

17 de dezembro de 2019
18:28
Tanques de petróleo
Imagem: Shutterstock

Os contratos futuros do petróleo avançaram nesta terça-feira e se mantêm nos maiores níveis desde setembro, em meio ao otimismo com o acordo comercial preliminar entre Estados Unidos e China, confirmado pelas partes na semana passada.

O petróleo WTI para fevereiro, que agora é o contrato mais líquido, avançou 1,21%, a US$ 60,87 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex). Já o Brent para fevereiro subiu 1,16%, a US$ 66,10 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

Em entrevista à Fox Business, o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, disse que os chineses concordaram em comprar US$ 50 bilhões em produtos agrícolas americanos. Já a Bloomberg informou, com base em fontes, que Pequim vai conceder isenções tarifárias a compradores desses produtos de forma regular, não mais em etapas.

Eugen Weinberg, analista de metais do Commerzbank, acredita que a força do petróleo também está relacionada, ainda, ao acordo alcançado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) neste mês para aprofundar os cortes na produção.

Analistas de commodities do ING, Warren Patterson e Wenyu Yao lembram que, apesar disso, deve haver excesso de oferta da commodity no ano que vem. "Esperamos que a pressão descendente sobre os preços do petróleo seja retomada à medida que avançamos para o primeiro semestre de 2020", afirmam os especialistas, acrescentando que o nível da pressão "dependerá em grande parte dos detalhes em torno da fase 1 do acordo comercial, juntamente com as ações que a Opep+ tomará no segundo trimestre para combater o excedente durante esse período".

Ontem, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos EUA elevou sua projeção para a produção de petróleo no país em janeiro em 30 mil barris por dia, para 9,135 milhões de barris por dia.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

seu dinheiro na sua noite

E essa Black Friday em ano de crise, vai dar bom?

Estamos prestes a viver uma Black Friday num ano de forte crise, em que as pessoas ficaram confinadas em casa. Definitivamente não é o melhor dos cenários para uma data tão voltada para o consumo. Por outro lado, foi na internet que a Black Friday ganhou força no Brasil, e o e-commerce deu um enorme […]

alta de 32% no ano

Parte da desvalorização maior do real se deve à dívida, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto lembrou que o encerramento do ano é, tradicionalmente, um período de mais remessas de recursos ao exterior

fim do dia

O rali continua: Ibovespa deixa Wall Street de lado e sobe quase 20% em novembro

Ações de CVC e siderúrgicas lideram alta do índice. Dólar cai com fluxo e divulgação do dado das contas externas e juros recuam de olho em fiscal

Em pleno calendário eleitoral

Senado aprova mudanças na Lei de Falências

O projeto amplia o financiamento a empresas em recuperação judicial, permite o parcelamento e o desconto para pagamento de dívidas tributárias e possibilita aos credores apresentar plano de recuperação da empresa

Olha o Gol

Boeing 737-8 Max é autorizado a retornar operações no Brasil pela Anac

A informação é vista com bons olhos pela Gol, que é a única credenciada a operar o modelo no Brasil.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies