Menu
2019-11-05T19:07:40-03:00
Enquanto isso, no exterior...

Petróleo fecha em alta, com foco em produção da Opep e comércio entre EUA e China

WTI para dezembro fechou em alta de 1,22%, a US$ 57,23 o barril, e o Brent para janeiro teve alta de 1,33%, a US$ 62,96 o barril

5 de novembro de 2019
19:07
Tanques de petróleo
Imagem: Shutterstock

Os contratos futuros de petróleo fecharam em território positivo nesta terça-feira pelo terceiro pregão consecutivo, em meio ao otimismo com as negociações comerciais sino-americanas e expectativas de queda na oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O petróleo WTI para dezembro fechou em alta de 1,22%, a US$ 57,23 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para janeiro teve alta de 1,33%, a US$ 62,96 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

No início da tarde, o jornal South China Morning Postinformou que Pequim quer compromissos "mais sólidos" de Washington sobre remoção de tarifas antes de fechar um acordo comercial e que, sem isso, a visita do líder chinês, Xi Jinping, aos EUA seria "politicamente difícil". A notícia, porém, não afetou os contratos futuros de petróleo, que continuaram operando com foco no otimismo comercial.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Antes, a Dow Jones Newswires havia noticiado que EUA e China consideram suspender algumas tarifas de importação para garantir a assinatura do acordo comercial de "fase 1", que está em negociação. Além disso, o Financial Times havia informado que os americanos poderão retirar tarifas que incidem sobre US$ 112 bilhões em importações chinesas.

O apetite por ativos de risco também foi apoiado hoje pelo índice de atividade de serviços dos EUA medido pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM), que subiu a 54,7 em outubro, superando a expectativa de alta a 53,5.

No caso do petróleo, contribuiu também a declaração da Opep de que sua oferta da commodity diminuirá continuamente nos próximos cinco anos, o que tende a elevar os preços. A Opep e aliados, incluindo a Rússia, vão debater se mantêm ou aprofundam os cortes na produção combinada, atualmente em 1,2 milhão de barris por dia (bpd), durante reunião marcada para 5 de dezembro.

Na opinião do analista da DTN Dominick Chirichella, o mercado do petróleo está começando a se tornar um pouco mais otimista, "com uma combinação de condições econômicas melhores, diminuição da contagem de plataformas de perfuração nos EUA e rumores de que a Opep aprofundará seu corte de produção na reunião de dezembro".

Para os analistas do ING Warren Patterson e Wenyu Yao, no entanto, a alta nos preços do petróleo "deve durar pouco", devido ao tamanho do superávit que é esperado para a produção da commodity energética no primeiro semestre de 2020. "O risco para essa visão é se a Opep+ surpreender o mercado em dezembro anunciando cortes ainda mais profundos do que o esperado para 2020", ponderam os especialistas.

Amanhã, os investidores acompanharão a divulgação de dados do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) sobre estoques de petróleo nos EUA na semana encerrada em 1º de novembro. Logo mais, às 18h30, são divulgadas as estimativas do American Petroleum Institute (API).

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Seu Dinheiro Premium

Os segredos da bolsa: Ações para acompanhar de perto numa semana agitada no exterior

O exterior volta a dar as cartas ao mercado nesta semana. E, em meio à turbulência, saiba quais ações podem ser destaque nos próximos dias

DE OLHO NA BOEING

FAA diz a áreas americanas que 737 MAX talvez possa retornar antes do meio do ano

De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, Dickson teria dito ainda que a previsão da Boeing e que espera que o retorno das aeronaves ocorra apenas no meio do ano é “muito conservadora”

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Bolsonaro diz que pode transferir embaixada em Israel para Jerusalém em 2021

O presidente disse que tem conversado com líderes árabes sobre o assunto e que, até o momento, não houve nenhuma oposição à proposta

AGRICULTURA

Na Índia, Tereza Cristina diz que agricultura brasileira não é vilã

A ministra admite que existe de fato uma preocupação grande com mudanças climáticas ao redor do mundo e que “ninguém tem pretensão de negar isso”, mas ressalta que os agricultores são os principais interessados no clima e em ter chuvas com regularidade

INDÚSTRIA

Indústria com mais tecnologia tem o menor peso na exportação em 24 anos

De acordo com o economista do Iedi, Rafael Cagnin, a queda nas exportações desses produtos, que somaram US$ 40,2 bilhões no ano passado, coloca a engrenagem do crescimento do País para girar no sentido oposto

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

MAIS DESINVESTIMENTOS?

Oi contrata Bank of America para acelerar venda de telefonia móvel, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, a companhia espera obter R$ 15 bilhões com o negócio

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements