Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-09-17T16:16:13-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
De olho nas cotações

Preocupações com a alta do petróleo diminuem após declarações de ministro saudita

O ministro de Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, afirmou que a oferta do petróleo voltou ao nível visto antes do ataque

17 de setembro de 2019
15:56 - atualizado às 16:16
shutterstock_543000463
Imagem: Shutterstock

Depois de uma segunda-feira bastante agitada por conta dos ataques a duas instalações petrolíferas da Saudi Aramco, na Arábia Saudita, o mercado tem um dia de maior tranquilidade nesta terça-feira (17).

Se ontem a perspectiva era mais pessimista com possíveis quebras no abastecimento do maior exportador do mundo, hoje a visão é outra.

Isso porque declarações feitas nesta terça-feira pelo ministro da Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, confirmaram que a oferta da commodity voltou ao nível visto antes do ataque.

Salman ainda pontuou que o país vai manter a oferta total de petróleo aos clientes neste mês.

Por volta das 15h34 no horário de Brasília, os preços dos contratos futuros de curto prazo do petróleo (Petróleo WTI e Petróleo Brent) com vencimento em novembro estavam sendo negociados a US$ 58,98 e US$ 64,30, respectivamente.

No mesmo horário, ambos apresentavam queda de 5,82% e 6,77%, respectivamente. O movimento é bastante diferente do visto ontem em que os dois contratos subiram 14% cada um no fechamento da segunda-feira.

Aqui na B3, as ações da Petrobras devolvem parte da alta de ontem com o alívio nas cotações do petróleo no mercado internacional.

Por volta das 15h43, os papéis ordinários (PETR3) da petroleira apresentavam contração de 1,97% e os preferenciais (PETR4) estavam sendo negociados com queda de 2,03%.

Na outra ponta, estão as ações das empresas aéreas, justamente as que mais sofreram no pregão de segunda. Os papéis da Gol subiam 5,46% e os da Azul, 3,70%. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies