Menu
2019-03-20T16:18:29-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Alô, alô Petro

Petrobras espera receber mais de US$18 bilhões como pagamento por reservas de petróleo

Segundo fontes da Bloomberg, a ideia é que a questão, que se arrasta desde 2013, chegue finalmente a um desfecho

20 de março de 2019
8:42 - atualizado às 16:18
Petrobras
Imagem: shutterstock

A Petrobras pode receber uma notícia positiva em breve. Isso porque a petroleira espera receber mais de US$ 18 bilhões do governo e da iniciativa privada como forma de pagamento pelas reservas de petróleo. Segundo fontes, a ideia é que a questão, que se arrasta desde 2013, chegue finalmente a um desfecho. As informações são da Bloomberg.

Do lado público, o governo brasileiro pretende chegar a um acordo até o fim deste mês sobre a compensação que irá pagar à petroleira. Na reclamação, a Petrobras diz que o governo deve dinheiro à ela quando a estatal comprou do governo o direito de produzir bilhões de barris de petróleo.

O ponto é que, durante o processo de exploração, foi feita a descoberta de uma quantidade maior de petróleo. Isso fez com que o governo saísse com mais vantagens e a Petrobras ficasse apenas como a única companhia autorizada a explorar o campo. Por causa disso, a estatal e o governo devem entrar em acordo até o final do mês, antes de que ocorra leilão de parte dos 15 milhões de barris estimados.

O governo brasileiro antecipou também que há companhias que estão de olho em participar de projetos de exploração profunda e que essas empresas estariam dispostas a pagar mais de US$ 9 bilhões à Petrobras para fazer parte da iniciativa. Segundo as fontes, isso acrescentaria cerca de US$ 9 bilhões ao valor que o Estado estaria disposto a pagar à petroleira.

Leilões à vista

Para resolver a questão, o governo planeja realizar um leilão em 28 de outubro com grandes companhias como a Exxon Mobil e a Royal Dutch Shell Plc, que são duas das maiores petrolíferas dos Estados Unidos e do Reino Unido, respectivamente.

Ambas já manifestaram interesse em fazer uma licitação e parceria com a Petrobras, segundo informações já ditas pelo ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, e o presidente da própria Petrobras, Roberto Castello Branco.

Olha o dinheiro

O pagamento que a empresa espera receber de terceiros vai compensar especialmente os investimentos que a Petrobras já fez. No caso do campo de Búzios, um dos maiores e que pode ir a leilão, a companhia gastou mais do que US$ 10 bilhões com a produção de dois sistemas. Hoje, a petroleira possui 3 bilhões de barris de reservas de petróleo, mas o governo estima que haja ao menos mais 3 bilhões a mais que possam ser explorados.

De acordo com a Bloomberg, a ideia de trazer parceiros internacionais para explorar campos ajuda a Petrobras a chegar a um acordo mais próximo com o governo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

retomada

Campos Neto defende vacinação em massa para economia retomar curso

Medida também poderia evitar um aumento drástico de gastos para bancar uma nova rodada de auxílio emergencial

plano em prática

BNDES firma acordos com seis Estados para privatizar 26 parques de conservação

Banco mapeou, ainda em 2020, em torno de 100 unidades de conservação, entre federais e estaduais, com potencial de serem concedidas

Alimentação

Mesmo sem auxílio emergencial, BRF, JBS e Burger King permanecem otimistas para 2021

CEOs de companhias de alimentação reforçam otimismo destacando investimentos em suas respectivas atividades, e consideram ganho de produtividade crucial para enfrentar aumento de custos

mudança

Petrobras sobe preço da gasolina pela 2ª vez este ano

Estatal disse também que o preço médio de diesel passará a ser de R$ 2,12 por litro, refletindo uma aumento médio de R$ 0,09 por litro

novata na bolsa

HBR Realty estreia em alta na B3, mas termina o dia em queda

Empresa, que atua no segmento de desenvolvimento e administração de propriedades, optou por formato diferente de IPO

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies