IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2019-01-03T19:28:48-02:00
Estadão Conteúdo
Pauta travada no Congresso

Novo ministro de Minas e Energia quer definir cessão onerosa em 100 dias

Bento Albuquerque afirmou que ainda está em discussão o valor e a forma de pagamento dos créditos que a Petrobras tem a receber

3 de janeiro de 2019
19:28
Petrobras
Pauta da cessão onerosa é de grande interesse para a PetrobrasImagem: Shutterstock

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, informou que num prazo de 100 dias a União e a Petrobras deverão concluir a negociação do crédito devido à estatal pela cessão onerosa de áreas no pré-sal em 2010.

Segundo o ministro é certo que a empresa tenha crédito a receber. Mas ainda há discussão sobre valor e como será o pagamento. Inicialmente, afirmou que o leilão de excedente da cessão onerosa poderá acontecer no segundo semestre. Mas, em seguida, disse que o governo ainda estuda a data da concorrência.

O certo é que, após conclusão das negociações entre União e Petrobras sobre o crédito da cessão onerosa, o que deve acontecer em 100 dias, o governo estará apto a promover o leilão.

Angra 3

Bento Albuquerque admitiu nesta quinta-feira, 3, a possibilidade de atração de um investidor externo para o projeto de Angra 3. Segundo ele, a decisão de retomada das obras depende da disponibilidade de recursos, já que, ao todo, o setor de energia precisa de R$ 1,7 trilhão em investimentos.

"Uma decisão sobre Angra 3 depende de termos recursos. Temos de criar condições. O modelo está sendo estudado por Eletrobras e Eletronuclear", disse, em entrevista após a posse do novo presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.

Recursos

Para o novo ministro, o maior desafio do setor é justamente a disponibilidade de recursos para fazer frente a todos os investimentos necessários. Segundo ele, apenas no segmento de petróleo e gás, a demanda de capital é da ordem de R$ 1,4 trilhão.

Albuquerque disse que o Conselho Nacional de Políticas Energéticas (CNPE) está analisando as possibilidades para explorar a "imensa riqueza do pré-sal" e não descartou a possibilidade de mudança no modelo de partilha, que vigora hoje nessas áreas. Garantiu, porém, que os atuais contratos não serão alterados.

"A Petrobras não tem recursos necessários para fazer frente à demanda de R$ 1,4 trilhão em investimento até 2027", reconheceu. "A intenção do governo é acelerar exploração e produção", completou.

O ministro explicou que o cálculo considera a demanda de investimentos em exploração e produção e refino. Questionado sobre a declaração de Castello Branco sobre a quebra do monopólio do refino, Albuquerque declarou que vê a proposta com bons olhos, mas frisou: "Como será feito, será estudado".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

LOTERIAS

Lotofácil tem 4 ganhadores, sendo 2 em uma mesma lotérica (de novo)

31 de janeiro de 2023 - 5:51

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

DIA 30

“Vocês fizeram falta, caro Lula” — a conversa com Olaf Scholz, o ministro alemão, que teve até recado duro para a China

30 de janeiro de 2023 - 20:26

Mercosul, OCDE e guerra na Ucrânia estiveram na pauta do encontro, mas teve um assunto que arrancou aplausos da plateia formada pela delegação da Alemanha: o meio ambiente

NÃO VAI VOLTAR?

Bolsonaro entra com pedido de visto de turista nos EUA — veja quanto tempo ele pode ficar por lá

30 de janeiro de 2023 - 19:05

O pedido foi apresentado na sexta-feira (27), de acordo com o Financial Times. O visto diplomático que ele usou para entrar no país em 30 de dezembro vence hoje.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Agenda cheia prejudica Ibovespa e CVC (CVCB3) tomba mais de 14% — o que derrubou a cotação da empresa de turismo?

30 de janeiro de 2023 - 18:46

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta segunda-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

SEM DEMISSÕES À VISTA

Futuro incerto da Americanas não impactou (ainda) os funcionários da varejista — mas sindicatos estão seguem atentos

30 de janeiro de 2023 - 18:05

A companhia afirmou que, neste momento, a companhia está focada na manutenção das operações e não prevê demissões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies