Menu
2019-04-10T18:40:47-03:00
Ufa, passou!

Acordo para cessão onerosa veio em linha com expectativa do mercado

União fechou na noite da última terça-feira um acordo com a petroleira e pagará US$ 9,058 bilhões na revisão do contrato

10 de abril de 2019
18:40
Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro
Imagem: Shutterstock

O anúncio feito pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, na noite de terça-feira, 9, do estabelecimento de um acordo entre o governo e a Petrobras acerca da cessão onerosa veio próximo do que o mercado e analistas já esperavam. A União fechou acordo e pagará US$ 9,058 bilhões na revisão do contrato.

Sob condição de anonimato, um participante que acompanha de perto a empresa disse que, depois de um período turbulento, “finalmente uma agenda positiva está acontecendo”.

Recentemente, a empresa recebeu uma proposta bem avaliada pelo mercado para a TAG, principal item na lista de desinvestimentos da Petrobras, cujo montante ofertado, de US$ 8,6 bi, cobre um terço do plano de desinvestimentos da estatal até 2020 de uma só tacada. “O resultado do acordo ajuda a dar mais sustentação às ações”, acrescentou.

O presidente da estatal, Roberto Castello Branco, já afirmou que o maior interesse da empresa é usar o recurso da cessão onerosa para ampliar sua exploração nas áreas.

Segundo o analista, tais fundos que a companhia ganhou nesse equilibro de contrato vai elevar suas reservas.

“É um barril que entra imediatamente. Todo mundo sabe que tem petróleo ali e ela já está produzindo. Este ativo é melhor do que um leilão exploratório. Ele é mais rápido, mais previsível para ela reaver o dinheiro investido”, apontou o analista.

O valor anunciado, de US$ 9,058 bilhões, veio bem próximo do que já esperavam analistas das principais casas.

Em relatório recente, o Itaú BBA disse que seus cálculos apontavam para um acordo favorável para a estatal em US$ 10 bilhões. Na mesma linha, o banco UBS afirmou, em relatório, que sua projeção estava na casa dos US$ 12,5 bilhões.

Nas últimas semanas, integrantes do governo já sinalizavam a possível conclusão do acordo. Na imprensa, algumas fontes projetaram um valor próximo dos US$ 10 bilhões.

Conforme já noticiou o Broadcast/Estadão, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-CE), estimava que as negociações entre União e a Petrobras na revisão do contrato de cessão onerosa deveriam ter um saldo de US$ 9 bilhões em favor da companhia.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Exclusivo SD Premium

Por que a nova “febre do ouro” ainda está longe do fim

Acredito que o mercado vai agora acumular ao redor de US$ 2.000, antes de retomar a subida. Embora estejamos falando de ouro virtual, não é nenhum exagero dizer que estamos em nova corrida do ouro, com todas as suas alegrias e decepções

Otimismo cauteloso

Lucro da Movida tomba 94% no segundo trimestre, mas CFO espera recuperação: ‘Carro sai mais forte’

Companhia está “cautelosamente otimista”, diz Edmar Lopes Neto, que prevê crescimento da frota e atesta recuperação da demanda

listagem no novo mercado

Caixa Seguridade protocola retomada de IPO na CVM e listagem na B3

Caixa Seguridade informou que a controladora protocolou perante ao órgão e à B3 o pedido de retomada do registro de IPO de ações ON

números da pandemia

Covid-19: Brasil tem 104 mil mortes e 3,16 milhões de casos acumulados

Ontem o painel trazia 103.026. Ainda há 3.454 óbitos em investigação

seu dinheiro na sua noite

O Ibovespa entre o Céu e o Inferno

Desde que ultrapassou novamente os 100 mil pontos, em meados de julho, o Ibovespa tem ficado meio… de lado. Essa é a expressão usada no mercado quando um índice ou ativo fica nesse “chove não molha”: sobe um pouquinho, cai um pouquinho, mas sempre rondando o mesmo patamar. E não é que o noticiário esteja […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements