Independência do Banco Central vai acabar? Entenda melhor aqui

Cotações por TradingView
2019-02-28T11:41:32-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Impacto na Oi

Subsidiária da Oi ganha disputa contra sócios da maior operadora de telecomunicações de Angola

Na prática, para uma empresa que está em recuperação judicial, a vitória pode ser bem positiva para a Oi, já que a subsidiária deve receber mais de US$ 650 milhões da Unitel

28 de fevereiro de 2019
11:35 - atualizado às 11:41
Loja da Oi
Imagem: WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Oi divulgou hoje (28) um fato relevante que diz que a sua subsidiária indireta PT Ventures recebeu decisão favorável contra outros acionistas da Unitel, a principal companhia de telecomunicações de Angola. Na decisão, o Tribunal Arbitral decidiu que a subsidiária, que detém 25% de participação no capital social da companhia angolana, receba mais de US$ 650 milhões da mesma.

No entendimento do tribunal, outros acionistas da Unitel violaram diversas previsões do Acordo de Acionistas ao negar o direito da PT Ventures de nomear a maioria dos membros do Conselho de Administração da Unitel desde junho de 2006, além de terem realizado transações em benefício próprio e deixado de assegurar que a Unitel mantivesse a PT Ventures informada sobre as principais questões e transações corporativas. Outro ponto é que eles pretenderam de maneira injustificada suspender os direitos da PT Ventures como acionista.

O tribunal considerou que as reiteradas violações ao Acordo de Acionistas por parte dos outros acionistas da Unitel acarretaram uma redução significativa do valor da participação da PT Ventures na Unitel. Diante disso, a decisão diz que os outros acionistas da empresa de telecomunicações angolana paguem à PT Ventures, de forma conjunta e solidária, o valor de US$ 339,4 milhões, correspondente à perda do valor da participação da PT Ventures na Unitel, acrescido de juros a partir de 20 de fevereiro de 2019 até a data do pagamento integral, à taxa LIBOR dólar Americano (USD) 12 meses + 2%, com capitalização anual.

Na prática, para uma empresa que está em recuperação judicial, o ganho de uma disputa com a principal empresa de telecomunicações de Angola pode ter um impacto positivo para a Oi.

E no quesito dividendos?

No documento, o tribunal também disse que os outros acionistas da Unitel deixaram de assegurar, depois de novembro de 2012, que a PT Ventures recebesse o mesmo montante de dividendos em moeda estrangeira que o outro acionista
estrangeiro da Unitel.

Sendo assim, o tribunal determinou que os outros acionistas da companhia angolana paguem à PT Ventures, de forma conjunta e solidária, o valor de US$ 314,8 milhões, correspondente aos danos resultantes, acrescido de juros simples a partir das diferentes datas em que a subsidiária deveria ter recebido tais dividendos, a uma taxa anual de 7%. E ainda que eles paguem uma parcela substancial dos honorários e custos legais incorridos por ela, correspondendo a um pagamento líquido à PT Ventures em valor superior a US$ 12 milhões, bem como 80% das taxas e despesas administrativas e dos árbitros, correspondendo a um pagamento líquido à PT Ventures em valor superior a US$ 1 milhão.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DIA 39

Cabo de guerra: Lula ganha reforço nas críticas ao BC — e deixa Rui Costa e Haddad do outro lado da corda

8 de fevereiro de 2023 - 20:40

Insatisfeito com o Banco Central, que na semana passada manteve a Selic em 13,75%, Lula tem protagonizado uma ofensiva sobre o presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto — também pelo fato de ver nele um bolsonarista no governo que não pode ser demitido

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Padilha afaga relação de Lula e RCN, Itaú (ITUB4) embolsa o mercado e a primeira semana do Tesouro Renda+; confira os destaques do dia

8 de fevereiro de 2023 - 19:35

Mudam-se os governos, mas o roteiro das gestões de crise segue o mesmo — depois de um incêndio, é quase certeza que um bombeiro será escolhido dentro do panteão de ministros do primeiro escalão para tentar aplacar os ânimos.  Depois de dias de críticas pesadas feitas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à forma […]

ENTREVISTA COM CEO

Log (LOGG3) quebra recordes em 2022 e aposta na venda de galpões para seguir no ‘guinness book’ da logística neste ano

8 de fevereiro de 2023 - 19:24

Meta de entregas batidas, vendas recordes de ativos e o resultado financeiro em um patamar nunca antes registrado marcaram o ano da empresa de galpões logísticos

Petróleo à vontade

Petrobras (PETR4) bate recorde de produção em 2022 e cumpre as metas operacionais para o ano; veja os destaques

8 de fevereiro de 2023 - 19:06

A Petrobras (PETR4) atingiu um novo patamar de produção operada no ano; no refino e vendas, a gasolina e o querosene de aviação foram destaque

FICA TUDO COMO TAVA

Tarcísio barrou: redução de imposto sobre doações e heranças, o ITCMD, é vetado em SP

8 de fevereiro de 2023 - 18:00

Se o projeto de lei tivesse sido sancionado, a tributação cairia de 4% para 1% sobre heranças e para 0,5% nas doações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies