A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-09-25T18:26:44-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
queda livre

Ação da Oi desaba com volta de temor sobre possível intervenção do governo

Investidores reagiram à notícia de que a Oi pode ser fatiada e, com isso, ficar nas mãos de três teles diferentes: TIM, Vivo e Claro

25 de setembro de 2019
12:29 - atualizado às 18:26
oi
Notícia do fatiamento da Oi representa um revés para a empresa que, no último dia 12, foi beneficiada pelo marco das teles aprovado no Senado. Imagem: Shutterstock

Menos de duas semanas depois da aprovação do marco das teles, que beneficia a Oi, a operadora volta a conviver com os temores de uma possível intervenção na companhia pelo governo. Como resultado, as ações ON da tele (OIBR3) caíram 5,77%, a R$ 0,98, enquanto os ativos PN (OIBR4) recuaram 4,52%, a R$ 1,48.

  • Veja agora: Pela primeira vez em 42 anos, um dos maiores grafistas do Brasil vai revelar seus segredos para ganhar no mercado de criptomoedas. Leia mais aqui.

Os investidores reagem a notícia publicada hoje, pela Coluna do Broadcast, de que a Oi pode ser fatiada e, com isso, ficar nas mãos de três teles diferentes (TIM, Vivo e Claro). A divisão seria entre suas operações de telefonia fixa, móvel e de infraestrutura.

A ideia teria consenso dentro da Anatel e o mais provável seria que tal desdobramento ocorresse em 2020 - quando a Oi pode estar sem caixa. A hipótese, diz a publicação, cresce à medida que os maiores acionistas não têm dado sinais de que podem injetar mais dinheiro na tele.

No ano, os papeis da Oi, que está em recuperação judicial desde 2016, acumulam queda de 24,80%. Veja nossa cobertura de mercados desta quarta-feira.

Revés para a Oi

A notícia do fatiamento da Oi representa um revés para a empresa que, no último dia 12, foi beneficiada pelo marco das teles aprovado no Senado. O projeto de lei complementar que mudou o marco regulatório do setor de telecomunicações e assim liberou a Oi para vender imóveis que não são usados pela companhia.

Segundo analistas do Itaú BBA, a Oi poderia obter R$ 2 bilhões com a venda de 30 imóveis, sendo que os 20 ativos com maior liquidez podem ser vendidos por aproximadamente R$ 1,2 bilhão.

Já os demais benefícios para a operadora, como a mudança para o regime de autorização no negócio de telefonia fixa, só devem acontecer após a regulamentação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o que deve levar pelo menos um ano, de acordo com os analistas do Itaú BBA.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEMANA EM CRIPTO

Ethereum (ETH) rouba a cena e dispara 14%, mas bitcoin (BTC) encerra semana acima dos US$ 24 mil; saiba o que esperar das criptomoedas

12 de agosto de 2022 - 17:56

O otimismo com a atualização do éter, as sanções ao Tornado Cash e o real digital são alguns dos destaque da semana

FEBRABAN TECH 2022

Setor financeiro melhora planos para o metaverso e já fala em criptomoedas como ‘espinha dorsal’ do processo — mas isso vai levar algum tempo; entenda

12 de agosto de 2022 - 17:40

O Febraban Tech 2022 foi realizado entre os dias 9 e 11 de agosto, em São Paulo; confira alguns destaques

COM PASSAGENS DE SAÍDA

Cinco empresas chinesas vão retirar seus ADRs da Bolsa de Nova York — saiba por quê

12 de agosto de 2022 - 17:02

As estatais anunciaram planos de retirada voluntária de seus ADRs ainda neste mês; a decisão acontece em meio à desacordo entre os órgãos reguladores da China e dos EUA

O MELHOR E O PIOR DOS BALANÇOS

Varejo apresenta números fracos, mas Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) dão sinais de melhora e sobem quase 20% — enquanto Americanas (AMER3) fica no vermelho

12 de agosto de 2022 - 16:42

Apesar dos números fracos, as ações descontadas de VIIA3 e MGLU3 sobem forte após as empresas mostrarem melhora na geração de caixa e rentabilidade

ELEIÇÕES 2022

Candidatos ao governo de São Paulo declaram R$ 13,6 milhões em bens; saiba quem tem a maior fatia desse bolo

12 de agosto de 2022 - 15:47

Vale ressalvar que os dados de patrimônio apresentados à Justiça Eleitoral podem estar com valor defasado, visto que alguns candidatos optam por informar o valor da compra de um bem na época, sem fazer a correção da inflação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies