Menu
2019-05-23T16:15:14-03:00
GIGANTE DE COSMÉTICOS

Natura e Avon: Veja 9 curiosidades sobre as empresas (agora ‘juntas e shallow now’)

Com a união de Natura e Avon, as empresas formarão 4º maior grupo de beleza do mundo. Confira 9 curiosidades sobre as companhias

23 de maio de 2019
12:32 - atualizado às 16:15
avon-natura
Imagem: Shutterstock / Montagem SD

A Natura e Avon, duas gigantes do universo da beleza, anunciaram nesta quarta-feira (22) a sua união, em uma transação muito esperada pelo mercado.  Juntas (e shallow now?) elas formarão o 4º maior grupo de beleza pure play do mundo.

Assim que todos os trâmites burocrático forem encerrados, a empresa brasileira passará a deter  76% da nova companhia que nasce da união de ambas, sob o nome de Natura & Co.  O grupo também conta com as marcas The Body Shop e Aesop, adquiridas pela Natura em 2017.

Mas o caminho até aqui foi longo e as companhias têm muita história para contar. Separei 9 curiosidades interessantes das empresas e seus melhores momentos. Confira.

1 - História centenária

Com cara de moderninha, a Avon tem uma história que já cruza três séculos, sendo fundada em 1886 como The California Perfume Company por David H. McConnell, um vendedor de livro que distribuía amostras grátis de perfumes junto com os seus produtos. No fim das contas, McConnell percebeu que suas amostras faziam mais sucesso que os livros e abandonou o setor editorial para fundar a empresa, apostando desde cedo no poder da venda direta.

2 - Carinho do dono

Luiz Seabra, fundador da Natura, atendia pessoalmente os clientes que passavam pela primeira loja da empresa. Localizada na Rua Oscar Freire, a loja nasceu em 1970, mas não ficou muito tempo aberta. Em 1974, apostando na força das relações pessoais, a loja é fechada e a empresa passa a atuar no ramo da venda direta, que viraria uma de suas marcas registradas.

3 - A força feminina do século XIX

David H. McConnell, fundador  da empresa, apostou em um modelo ousado de negócio lá no começo da empresa, em 1886. Para sua primeira consultora de vendas, chamou Persis F. Eames Albee, uma mulher. A estratégia da empresa, que nasceu em Nova York, foi um sucesso e a marca ganhou força entre as donas de casa. McConnell acreditava que o modelo era uma oportunidade para as mulheres em uma época que apenas 20% delas trabalhavam fora de casa . E isso tudo antes mesmo de terem o direito de votar.

4 - Independência feminina como bandeira

Mulheres sempre foram a força do negócio das empresas. Tanto Natura como Avon contam com um elevado número de mulheres entre suas consultoras e cargos de gestão. Com a união das empresas, serão mais de 6,3 milhões de consultoras em todo o mundo.

Desde sua fundação, a Avon trabalha com iniciativas para melhorar aspectos da independência e empoderamento feminino e promove temas de importância para a saúde da mulher, como o combate ao câncer de mama. Hoje, a companhia mantém o programa stand4her, com o objetivo melhorar a vida financeira e a saúde de 100 milhões de mulheres todos os anos.

5 - Primeira parada na América Latina: Venezuela

A Avon opera no Brasil desde 1958, mas o país não foi a primeira aventura latino-americana da empresa. Em um projeto ousado de expansão, a Venezuela foi o primeiro país da América Latina em que a companhia passou a operar.

Em 1992 foi a vez da Natura focar em uma forte expansão na América Latina, iniciando operações na Argentina no Peru.

Agora, com a fusão das duas empresas, a Natura & Co estará presente em 100 países.

6 - Cosmético para homem nos anos 70 

O público masculino também foi beneficiado com as inovações da empresa. Em 1979, a Natura lançou a linha SR N, com os primeiros produtos dedicados ao homem no mercado nacional.

Seguindo o DNA do pioneirismo, em 1983 a empresa foi a primeira a lançar embalagens refil, permitindo que os consumidores recarreguem os seus produtos.

7 - Existe beleza na bolsa de valores...

As companhias já são conhecidas dos investidores da Bolsa de longa data. Em 1946 a Avon abriu o seu capital e desde 1946 é uma das empresas listadas na NYSE, a bolsa de valores de Nova York.

Já a Natura, está próximo de comemorar 15 anos de presença na Bolsa de valores brasileira. A abertura de capital da companhia aconteceu em 26 de maio de 2004, na antiga Bovespa e foi considerada um marco no mercado de capitais brasileiro, abrindo caminho para mais de uma centena de ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês).

8 - Berjeaut, o primeiro nome da Natura

Fundada como Indústria e Comércio de Cosméticos Berjeaut, a Natura logo adotou o nome que conhecemos hoje para refletir os compostos vegetais que sempre fizeram parte da sua fórmula. Hoje, a empresa é reconhecida pelo seu compromisso com a preservação ambiental.

Além do uso das embalagens refil, que diminuem a quantidade de lixo produzido, a companhia também passou a criar linhas com menos uso de plástico.  Em 2006, a empresa baniu o testes de produtos em animais e em 2007 lançou o Programa Carbono Neutro, com a meta de reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Em 2013  a empresa já havia reduzido 1/3 de suas emissões.

9 - De volta às lojas só em 2016

A estratégia de venda direta foi a chave de sucesso da Natura, mas a estratégia de expansão da empresa parece ter mudado. Desde 2016 a empresa tem investido na inauguração de unidades físicas em todo o país. Além disso, a companhia também conta com outras seis lojas no exterior.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

INDO PARA A BOLSA

CSN autoriza IPO da parte de mineração e atualiza projeções

CSN decidiu pelo IPO da unidade de mineração “à luz das condições favoráveis e perspectivas positivas do mercado de minério de ferro”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements