Menu
2019-09-04T10:50:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
só na conversa

MRV estuda negócio com AHS, controlada pela família Menin

Empresa diz que aporte financiaria o crescimento da AHS sem desembolso para os atuais acionistas, que não venderiam suas participações

4 de setembro de 2019
9:07 - atualizado às 10:50
Eduardo Fischer, copresidente da MRV
Eduardo Fischer, Diretor Presidente da MRV - Imagem: Leo Martins

A MRV, construtora brasileira focada no segmento residencial de baixa renda, confirmou que estuda investir na AHS Residential LLC, empresa que atua no segmento de imóveis multifamiliares nos Estados Unidos, controlada pela família Menin.

O comunicado, divulgado ao mercado nesta terça-feira, 3, é uma resposta uma notícia veiculada pela Bloomberg. Segundo o portal, a construtora brasileira está em estágio final de compra da AHS. Nesta quarta-feira (04),as ações da MRV chegaram a liderar as quedas do Ibovespa após a confirmação. Por volta das 10h25, as ações apresentavam baixa de 4,33%. Confira nossa cobertura dos mercados.

Segundo a MRV, os estudos de negociação com a AHS foram motivados pela lucratividade e retorno do mercado de incorporação, aluguel e venda para o segmento americano de workforce para a companhia brasileira. "Esta rentabilidade é fruto do modelo de contínua reciclagem de ativos, que garante baixa necessidade de capital".

A empresa esclarece que o aporte financiaria o crescimento da AHS sem desembolso para os atuais acionistas, que não venderiam suas participações. "Estar no mercado americano (que possui enorme potencial) é uma importante estratégia de diversificação para a MRV", diz empresa.

No entanto, a brasileira diz que não há ainda qualquer documento que vincule a companhia e qualquer eventual decisão a respeito da realização do investimento e que essa avaliação está sujeita à avaliação de um colegiado independente designado pela administração da companhia e posterior submissão aos acionistas.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Estamos em um novo ciclo de alta de commodities?

Por que está se falando tanto em commodities? Isso é o que Matheus Spiess te explica no vídeo de hoje. Observando o histórico de ciclos de alta de commodities, presenciamos ciclos de altas de preços nas matérias primas. E estudos dizem que estamos na beira de um SUPERCICLO. Vamos ao passado: Início de 1900: 2º […]

Controle total

Petrobras: Cade aprova venda da participação da estatal em eólica para FIP Pirineus

Após a assinatura do acordo de R$ 32,97 milhões, o FIP Pirineus passa a deter o controle unitário do empreendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies