Menu
2019-07-13T08:46:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Locadora de veículos

Após forte alta na bolsa, Movida confirma planos para realizar oferta de ações

Oferta da locadora de veículos controlada pelo grupo JSL pode chegar a quase R$ 1,078 bilhão, e haverá tanto a emissão de novas ações como a venda de papéis dos atuais acionistas

12 de julho de 2019
16:23 - atualizado às 8:46
Movida
Imagem: Divulgação

De carona na forte alta na bolsa, a empresa de locação de veículos Movida (MOVI3) confirmou nesta sexta-feira os planos de fazer uma oferta de ações. A operação pode movimentar quase R$ 1,078 bilhão, de acordo com um comunicado da empresa na madrugada deste sábado.

A oferta será primária, com a emissão de novas ações e cujos recursos vão para o caixa da empresa, no valor de R$ 585 milhões, com base nas cotações de fechamento dos papéis nesta sexta-feira (R$ 16,47).

O Grupo JSL, controlador da Movida, também vai aproveitar a oferta para vender parte de suas ações e pode embolsar pelo menos R$ 214 milhões. Mas se a demanda dos investidores fora alta, a JSL pode aumentar a quantidade de ações vendidas para até R$ 494 milhões.

As ações da locadora de veículos acumulam uma valorização de mais de 90% na bolsa apenas neste ano. Nos últimos 12 meses, o valor de mercado da companhia triplicou.

Em entrevista ao Seu Dinheiro em maio, o presidente da Movida, Renato Franklin, já havia falado sobre a possibilidade de fazer uma nova emissão no mercado brasileiro.

Mas a confirmação da oferta não foi bem recebida no mercado. No pregão de ontem, as ações fecharam em queda de 2,95%. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

A oferta de ações será coordenada por BTG Pactual, Itaú BBA, J.P. Morgan, XP Investimentos, BB Investimentos, Bradesco BBI e Santander.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PESSIMISMO

Risco fiscal impede Brasil de aproveitar bom momento dos mercados globais

Rogério Xavier, da SPX Capital, e Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos, criticam duramente falta de interesse em controlar contas públicas

Substituição barrada

Investidores de debêntures da Rodovias do Tietê rejeitam venda da empresa para Latache

Venda para fundo foi rejeitada pelos debenturistas da concessionária, que possui pelo menos R$ 1,5 bilhão em dívidas, a maior parte na mão de pequenos investidores

Termômetro da crise

Pedidos de auxílio-desemprego sobem 30 mil na semana nos EUA, a 778 mil

O total de pedidos da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 742 mil para 748 mil.

Número se manteve

PIB dos EUA sobe à taxa anualizada de 33,1% na 2ª leitura do 3º tri

A próxima leitura do BEA sobre o PIB americano será divulgada em 22 de dezembro, às 10h30 (de Brasília).

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies