🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
um ano do seu dinheiro

Fausto Botelho explica por que espera queda na bolsa e alta no bitcoin

Em transmissão ao vivo no Seu Dinheiro, o especialista também explicou alguns conceitos de análise técnica; se você perdeu, dá uma olhada no resumo e na gravação

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
26 de setembro de 2019
6:27 - atualizado às 14:40

O colunista do Seu Dinheiro Fausto Botelho é um dos mais importantes especialistas em análise técnica do país. Se você andou acompanhando os vídeos mais recentes que ele publica por aqui, já sabe da visão que ele tem sobre a bolsa americana e as criptomoedas, sobretudo o bitcoin.

Segundo o Fausto, de uns tempos para cá, os gráficos têm mostrado que o S&P500, o principal índice da bolsa de Nova York, está entrando em um movimento de reversão, podendo, de cara, se desvalorizar entre 30% e 40%.

Isso muito provavelmente teria reflexos na bolsa brasileira. Apesar de as condições no Brasil apontarem para uma continuidade na alta nos preços das ações, o Ibovespa, principal índice da nossa bolsa, não deve passar ileso pelos problemas que vêm lá de fora.

Sendo assim, o Fausto acredita que o momento não é para tentar ganhar dinheiro com ações, pois este mercado está mais arriscado do que costuma ser. Mas nas suas análises, ele também avalia outros tipos de ativos, como ouro, dólar e commodities - afinal, a análise técnica não precisa ser aplicada somente no mercado de ações.

Mas o mercado que tem feito os olhos do analista brilharem mesmo é o de criptomoedas. Suas perspectivas para o bitcoin e outros criptoativos são muito positivas, não só pelo que mostram os gráficos, mas também com base na disrupção que a tecnologia traz.

Curso do Fausto Botelho no Seu Dinheiro

Nesta quinta-feira (26), o Fausto participou de uma transmissão ao vivo aqui no Seu Dinheiro para falar um pouco sobre essa sua visão, explicar alguns conceitos de análise técnica e também falar do curso on-line que ele está oferecendo em parceria com a gente.

O X-Trader será o primeiro curso on-line da carreira de mais de 40 anos do Fausto Botelho. Ele sempre deu aula presencial, mas desta vez nós o convencemos a vir para a internet e ensinar os princípios da análise técnica para os nossos leitores onde eles estiverem.

A análise técnica é um dos métodos mais comuns de avaliação daqueles ativos que compõem a parcela de risco da carteira de investimentos, como ações, moedas, derivativos e criptomoedas (você pode saber mais sobre análise técnica aqui).

No curso do Fausto, você vai aprender análise gráfica desde o início e também conhecer os indicadores mais importantes, para que, no final, você também se torne um analista técnico. O Fausto vai ensinar, ainda, o método que ele mesmo desenvolveu a partir dos gráficos para ganhar dinheiro nos mercados.

O que rolou na live

Se você perdeu a transmissão ao vivo do Fausto nesta quinta, você pode conferi-la novamente a seguir. Só não repare na minha cara de sono! Mais adiante, eu faço um resumo do que rolou, e das explicações do Fausto para a sua visão a respeito de S&P500 e bitcoin.

Por que o S&P500 reverteu a trajetória de alta

A análise técnica se baseia na média das opiniões dos agentes de mercado, que acaba se concretizando nos preços dos ativos.

Segundo Fausto Botelho, a tendência de alta do S&P500 que começou logo depois da crise das hipotecas subprime (2008) está sendo revertida.

Desde 2009, quando o mercado atingiu o fundo do poço devido à última crise, o S&P fez três movimentos de alta que totalizaram 360% de valorização (240% se descontar a inflação). De acordo com a Teoria de Dow e a Teoria de Elliot - duas teorias que se aplicam à análise gráfica -, esses três movimentos de alta ocorrem antes de uma reversão.

Tivemos também um processo que costuma acontecer nos topos de mercado, o chamado topo duplo, que indica a perda de força dos comprados (investidores bullish, que acreditam na alta) ou dos vendidos (investidores bearish, que acreditam na queda). O analista técnico deve sempre ficar de olho nessa “guerra” diária entre comprados e vendidos.

O topo duplo mostra que os comprados estão tentando romper o topo do mercado e não conseguem. É uma informação de que o movimento de compra (de alta) está fraco. O S&P500 chegou a bater no topo e voltar cinco vezes recentemente. Numa delas, chegou inclusive a romper o topo e voltar, o chamado “bull trap”, indicação mais importante de análise técnica, segundo Fausto Botelho.

Quando o mercado rompe o topo e não segue para um rali, isso indica que há algo errado: que o mercado está supercomprado, em níveis altos demais. A tendência de alta do S&P já foi revertida. A questão é que o exército dos comprados tem generais com bala na agulha - caso dos presidentes de bancos centrais, que continuam estimulando a alta.

A chance de a queda do S&P, daqui para frente, ser suave é nula. Assim que o mercado começar a cair, será forte como foi na crise dos subprime. A previsão sobre quanto vai cair é extraída da série Fibonacci, outro conceito aplicado em análise técnica.

A Teoria de Elliot, que trabalha com esse conceito, tem por base a ideia de que o mercado sobe em cinco movimentos: três movimentos de alta intercalados por dois de baixa. Já o mercado de baixa é composto de três movimentos: dois de queda, intercalado por um de alta. E o mercado é fractal - esses padrões se repetem entre uma onda e outra.

A queda do S&P será proporcional à alta desde 2009. Traçando as três ondas de alta deste movimento, o nível mais próximo do topo é o mínimo para o qual o S&P corrigiria no seu movimento de queda, e corresponde a uma retração entre 30% e 40% (dependendo do patamar em que o S&P500 começar o movimento de queda).

Isso representaria uma perda de cerca de um terço da riqueza do mundo, conforme o Fausto já falou neste vídeo.

E o Brasil?

O Brasil tem muito potencial econômico agora, mas o mundo está muito globalizado. Caíram as barreiras das línguas, do dinheiro, dos investimentos. Não há maneira de passar incólume por uma queda das bolsas americanas, pelo menos não enquanto elas forem as bolsas mais importantes do mundo.

Por isso, o Fausto acredita que o momento não é de estar comprado em ações. Parece estar arriscado demais.

Perspectivas de Fausto Botelho para o bitcoin

A queda recente do bitcoin pode se dever ao anúncio do Google sobre o lançamento do seu computador quântico, que poderia ser capaz de quebrar a criptografia da criptomoeda

Outra coisa que pode ter afetado o bitcoin foi o lançamento da Bakkt, a bolsa de criptomoedas, que teve menos operações que o esperado, e isso pode ter decepcionado um pouco o mercado.

Mas esses fatos não mudam a análise do Fausto, que é de uma forte alta dos bitcoins. Ele acredita que a criptomoeda pode substituir o padrão dólar existente hoje.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar