Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-14T14:13:52-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
mitose das ações

Em busca de liquidez, Magazine Luiza anuncia desdobramento de ações

Proposta está sujeita a aprovação de acionistas em assembleia geral que ainda deve ser convocada

12 de julho de 2019
9:33 - atualizado às 14:13
Magazine Luiza
Imagem: Divulgação

O Magazine Luiza anunciou nesta sexta-feira, 12, que fará um desdobramento de ações, de um para oito. A proposta está sujeita a aprovação de acionistas em assembleia geral que ainda deve ser convocada.

Segundo a empresa a operação tem como principal objetivo tornar o valor das ações mais acessível aos investidores e aumentar a liquidez dos papeis. Os ativos do Magalu registravam alta de 3,38%, a R$ 238,56, por volta das 15h desta sexta.

Hoje, são negociados 190,5 milhões de ações da companhia. Após o desdobramento, o capital social do Magalu permanecerá no montante de R$1,7 bilhão, dividido em 1,5 bilhão de ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Se aprovada em assembleia, não será a primeira vez que o Magazine Luiza desdobra suas ações. Em 2017 a empresa realizou uma operação na mesma proporção, por conta da alta valorização dos seus ativos.

De R$1 para R$ 230

Na quinta-feira, 11, os papeis da companhia fecharam o dia cotados a R$ 230,77. A valorização, desde o início de 2017, é de 1,600% - naquele ano valia R$ 12,50. Em 2011, a ação chegou a ser negociada abaixo de R$ 1,00.

Mas, desde então, sob o comando de Frederico Trajano, a varejista se reinventou como uma plataforma multicanal. Em entrevista no dia 3 de julho para o jornal O Estado de S. Paulo, o presidente da companhia, disse que, no início, imaginava que a transformação digital do Magalu levaria até dez anos. Mas o ciclo foi concluído em 2018. "Agora, queremos digitalizar o varejo brasileiro", afirmou.

No mês passado, o Magazine Luiza comprou a Netshoes por US$ 115 milhões, após uma acirrada disputa com a Centauro. O movimento, em linhas gerais, foi visto por analistas como positivo porque ajudaria na diversificação da plataforma online da companhia. Mas as dificuldades enfrentadas pela Netshoes podem trazer "distrações" à empresa, segundo avaliaram.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Ensinando na bolsa

Aplicativo de idiomas Duolingo dispara 36% em estreia na Nasdaq

As ações da empresa chegaram a avançar 40% mais cedo, elevando seu valor de mercado para US$ 6,5 bilhões

balanço gringo

Facebook dobra lucro no 2º trimestre, a US$ 10,3 bilhões, mas prevê desaceleração

Empresa não deve manter o ritmo de crescimento de receitas e espera impacto mais forte de atualização no sistema iOS que limita anúncios personalizados

Reforma do IR

Lira confirma isenção de dividendos distribuídos por empresas do Simples Nacional

De acordo com o presidente da Câmara, essas companhias são um dos pilares da nossa economia e da geração de empregos

Mais do mesmo

Fed mantém taxa de juros e discurso inalterados, mas declarações de Powell animam o Ibovespa

Os investidores estavam em busca mudanças no discurso sobre os estímulos à economia norte-americana

varejo alimentar

Assaí e Carrefour têm forte crescimento em vendas, mas ações caem 2%

Baixa acontece em um momento em que o Assaí acumula ganhos de 22% na B3 desde o processo de cisão com o GPA; Carrefour teve queda no lucro e margens pressionadas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies