Menu
2019-04-25T17:28:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Escolha feita hoje

Conselho da Lojas Renner elege Fabio Faccio como diretor presidente

Varejista de moda confirma o processo de transição que havia sido anunciado em novembro de 2018, com a saída de José Galló do cargo

18 de abril de 2019
20:23 - atualizado às 17:28
Fabio Adegas Faccio, presidente da Lojas Renner
Fabio Adegas Faccio, presidente da Lojas Renner - Imagem: Julio Bittencourt/Divulgação

A Lojas Renner anunciou na noite desta quinta-feira, 18, que seu conselho de administração elegeu Fabio Adegas Faccio como diretor presidente da companhia. O executivo substituirá José Galló, que esteve à frente dos negócios durante 27 anos e agora foi eleito presidente do conselho.

Em comunicado ao mercado, a varejista de moda confirma o processo de transição que havia sido anunciado em novembro de 2018. Na mesma reunião, Henry Costa foi escolhido como novo diretor de produto, cargo ocupado até então por Faccio.

O novo presidente da Renner, que entrou na empresa como estagiário 20 anos atrás, terá a missão de comandar uma gigante com mais de R$ 11 bilhões em faturamento e que vive um momento de grande mudança, tanto no mundo do varejo como nos próprios negócios.

Para muitos, o desafio de Faccio será acompanhar as novidades constantes nos hábitos de consumo dos brasileiros em meio ao avanço do comércio eletrônico. Ele também terá o papel de liderar o processo de internacionalização da rede de lojas.

Chefe de uma empresa sem controlador

A sucessão no comando sempre foi um dos pontos de maior preocupação em relação à Renner, avaliada na bolsa em mais de R$ 30 bilhões. Não que a varejista não esteja habituada a mudanças.

Do controle familiar, a empresa passou em 1998 para as mãos da americana J.C. Penney, que apenas sete anos depois decidiu se desfazer da companhia. Na falta de um comprador direto, tomou um caminho inusitado: vendeu suas ações diretamente na bolsa.

Desta forma, a Lojas Renner se tornou a primeira “corporation”, ou seja, empresa sem um acionista controlador, no mercado brasileiro. E foi um caso de extremo sucesso.

Como a Lojas Renner não possui a figura de um controlador com mais de 50%, a escolha de quem vai ocupar a cadeira de presidente é ainda mais importante do que na maioria das empresas listadas na bolsa. Mas o processo vem sendo em geral encarado de forma tranquila pelo mercado.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

FECHAMENTO DA SEMANA

Ufa! Ibovespa avança quase 5% em semana de alta volatilidade, mas dólar vai a R$ 5,68

A PEC emergencial e a disparada dos títulos públicos norte-americanos monopolizaram o noticiário, pressionando o câmbio e a bolsa

Regime especial

STF forma maioria para manter sigilo das informações do programa de repatriação

A análise tem origem em uma ação proposta pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 2017.

Algo não agradou

Guedes vê perda estrutural em PEC do auxílio

O sentimento na equipe de Guedes foi de perda da possibilidade de acionamento dos gatilhos em caso de calamidade por mais dois anos seguintes

DIÁRIO DE BORDO

À procura de um porto seguro para seu dinheiro em tempos turbulentos no Brasil? Veja onde investir

Se “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, o que aprendi nesses meus 25 anos de mercado financeiro é que em momentos de ruídos e turbulências precisamos ser ainda mais persistentes e consistentes em nossos investimentos.

Suspeita de crime

CVM confirma processo para investigar suposto ‘insider trading’ na Petrobras

A suspeita de que alguém pode ter lucrado R$ 18 milhões com o vazamento de informações sobre o que ocorreria na estatal vieram à tona no início da semana e mexeram com os ânimos do mercado.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies