Menu
2019-07-16T20:00:08-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
De olhos bem abertos

CVM alerta que Robô Investe, página que possui mais de 22 mil seguidores no Facebook, possui atuação irregular

A comissão disse que recebeu uma série de denúncias em seu serviço de atendimento ao cidadão e verificou indícios de que os envolvidos vêm oferecendo serviço de análise de valores mobiliários

16 de julho de 2019
19:22 - atualizado às 20:00
Pessoa conta notas de dinheiro de 100 reais
Dinheiro - Imagem: Shutterstock

Em mais um caso de atuação irregular, a CVM informou hoje (16) que os donos da empresa Robô Investe, Jader José de Oliveira Junior e Farol Online Comércio de Produtos Eletrônico Eireli, não estão autorizados a exercer quaisquer atividade no mercado de valores mobiliários. Hoje, a página do Facebook do Robô Investe conta com mais de 22 mil seguidores.

A comissão disse que recebeu uma série de denúncias em seu serviço de atendimento ao cidadão e verificou "indícios de que os envolvidos vêm oferecendo publicamente no Brasil, por meio de vídeos publicados em redes sociais e outros sites, serviço de análise de valores mobiliários, atividade que depende de prévia autorização da Autarquia".

Com a decisão, a CVM determinou a imediata suspensão de veiculação de qualquer oferta de serviço de análise de carteira de valores mobiliários por parte de Jader Jose de Oliveira Junior e da Farol Online Comércio de Produtos Eletrônicos Eireli – ME (Robô Investe).

Em caso de descumprimento, estarão sujeitos à aplicação de multa cominatória diária no valor de R$ 5.000,00, sem prejuízo da responsabilidade pelas infrações já cometidas antes da publicação desta deliberação.

Quem é a Robô Investe?

Em seu site, a empresa se define como uma companhia que cria robôs investidores lucrativos para operar na bolsa de Valores e diz contar com as melhores estratégias disponíveis no mercado para elevar o patamar dos "trades" dos investidores.

A página ainda explica que "usa robôs automatizados na plataforma Smarttbot para fazer a análise de mercados, uma tendência que cresce no mundo todo. E não precisa ser especialista em economia e nem em tecnologia".

Evite problemas

Para não passar por tais, o investidor deve ficar atento a alguns aspectos antes de investir, como:

  1. Teste as plataformas das corretoras ou distribuidoras antes de fazer qualquer investimento. Lembre-se de que você não paga para abrir conta ou realizar testes. Por isso, aproveite para verificar à vontade se a oferta e os serviços oferecidos estão em linha com o que você deseja;
  2. Analise os riscos antes de aplicar seu dinheiro. Faça uma checagem da empresa em questão e compreenda bem a oferta e o risco em questão. Busque sempre referências. E, se for o caso, entre em contato com a CVM para verificar se a companhia realmente existe e se a oferta está dentro da lei;
  3. Desconfie de ofertas mirabolantes que garantam retornos muito além dos que o mercado costuma oferecer. Busque entender o porquê da discrepância;
  4. Registre sempre todas as ordens que você fizer dentro das plataformas de investimento. Se tiver algum problema, o primeiro passo é entrar em contato com a ouvidoria da própria corretora, distribuidora ou agente autônomo. No caso de falha técnica, é fundamental que você possa comprovar o erro e o consequente prejuízo para acionar o Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos (MRP). Ele assegura a devolução de até R$ 120 mil por investidor;
  5.  Se depois de acionar o intermediário a situação não for resolvida, você pode entrar em contato com a B3 pelo telefone (11) 3272-7373 ou com o ombudsman de lá (que funciona como um mediador entre investidores e participantes e está disponível para atender consultas e queixas relacionadas à negociação, custódia e liquidação de operações feitas na Bolsa de Valores) pelo telefone 0800 770 0149. Depois de apresentar uma reclamação, você receberá um protocolo para acompanhar o processo. O prazo para resposta é de até 15 dias, mas poderá ser prorrogado por mais 15 dias quando necessário.

Se a situação não for resolvida de forma mais “amigável” pelo ombudsman, apenas depois disso o investidor pode apelar para o MRP (instrumento que ressarce investidores no caso de perdas, caso a corretora tenha executado uma ordem de forma indevida). Ele deve pleitear o ressarcimento em até 18 meses, contados a partir da data de ocorrência do evento.

Caso a B3 opte por indeferir o ressarcimento, o investidor tem ainda a possibilidade de pedir que o recurso seja enviado à CVM para que seja instaurado um processo administrativo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

SOB NOVA DIREÇÃO

Em assembleia tensa, acionistas da Petrobras destituem Castello Branco

Minoritários chegaram a indicar quatro candidatos, mas mudaram de ideia e retiraram duas candidaturas, diante da falta de votos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Como ficam as ações dos países emergentes com a recuperação nos EUA?

Como as ações acompanham os lucros, há um fluxo de recursos para os EUA em detrimento do que foi verificado no final do ano passado

Entrevista exclusiva

PicPay chega aos 50 milhões de usuários e fundador fala dos planos para chegar aos celulares de todos os brasileiros

Com IPO no radar, aplicativo segue a trilha aberta pelo chinês WeChat e acelera crescimento com novos serviços e a contratação de pesos-pesados do mercado

IR 2021

Até quem já morreu precisa prestar contas ao Leão: como fazer declaração de espólio e informar herança no IR

Declarar espólio é obrigatório quando este se enquadra nas regras de obrigatoriedade e quando ocorre a conclusão do processo de inventário; herdeiros também precisam informar valores recebidos nas suas declarações

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies