Menu
2019-02-18T17:10:22-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Uma novela mexicana

Nem mesmo a troca de comando no conselho animou muito os investidores de Gafisa

Os papéis da incorporadora abriram o dia cotados a R$ 9,90, mas ficaram oscilando com alta ínfima ao longo do dia. Por volta das 16h50 de hoje, as ações estavam cotadas em R$ 9,61

18 de fevereiro de 2019
17:09 - atualizado às 17:10
Gafisa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Assim como em uma novela mexicana, a história da Gafisa parece não ter fim. Mesmo depois de divulgar um fato relevante ontem (17) sobre a troca de comando do conselho da empresa e consequente saída de Mu Hak You, os papéis ordinários da empresa não tiveram uma resposta muito positiva por parte dos investidores.

Por volta das 16h50 desta segunda-feira (18), a ação da empresa apresentava uma alta ínfima de 0,10%, cotada a R$ 9,61. Os papéis da companhia abriram o dia de hoje valendo R$ 9,90. Ao que tudo indica, os investidores ainda estão desconfiados e preferem esperar.

Ontem, em reunião extraordinária do conselho, a Gafisa (GFSA3) formalizou as saídas de Mu Hak You e de seu filho, Thiago You, da presidência e do conselho, respectivamente. Ambos são donos da gestora GWI, que era o principal acionista da companhia com 33,67% das ações ordinárias da incorporadora. Agora, o comando do conselho de administração da companhia estará nas mãos de Augusto Marques da Cruz.

Ele já foi diretor-presidente do grupo Pão de Açúcar e presidente do Conselho da BR Distribuidora, vice-presidente do conselho da BRF e conselheiro da JSL e da General Shopping.

Já a vaga do filho de Mu Hak, Thiago, ficou para Oscar Segall. Ele foi uma dos fundadores da Klabin Segall e responsável pela área de mercado imobiliário do BTG Pactual.

Mudanças à vista

Além das trocas no comando do conselho, a Gafisa informou sobre a aprovação de um comitê de reestruturação não estatutário. Segundo o documento publicado na B3, o comitê deverá funcionar de forma permanente até que o Conselho de Administração entenda pelo encerramento de suas atividades.

Na nota, também são destacados os nomes dos integrantes do comitê. Entre os escolhidos estão o novo presidente do conselho, Augusto Marques da Cruz, Oscar Segall e Ana Maria Loureiro Recart, que vai presidir o comitê e que é a atual presidente da Gafisa.

Entenda a história

De acordo com a repórter Ana Paula Raggazi, que vem acompanhando a história desde o início, Mu Hak, mais uma vez, “quebrou”. Ragazzi contou que ele estava alavancado nas ações da Gafisa, dando os próprios papéis em garantia; as ações caíram e ele não deu conta de arcar com as chamadas de margem da B3 e da corretora Planner, corretora utilizada por ele para o termo. Teve de vender as ações em leilão e o que se falava ontem era que “um grupo de investidores representado pela Planner” ficou com as ações.

Segundo o que ela apurou, quem se comprometeu com a Planner a ficar com a posição acionária da GWI foi a Iron Capital, uma casa de investimentos de ex-executivos de quase todos os bancos de investimentos que atuam no Brasil. Sua atuação é focada em três situações: private equity, real estate e empresas em dificuldades.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Acordo confirmado

Notre Dame Intermédica e Hapvida chegam a acordo para combinação de negócios

Ações da Notre Dame serão incorporadas pela Hapvida; acordo resultará em uma das maiores empresas de saúde do mundo

Sem trégua

Brasil passa de 254 mil mortes por covid-19

Número de casos da doença supera a marca de 10,5 milhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies