Menu
2019-11-06T16:37:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Renda variável

Fundos atingem volume recorde de R$ 379 bilhões aplicado em bolsa

Apenas neste ano, a posição dos gestores em bolsa aumentou em R$ 86,8 bilhões, o equivalente a uma alta de 29,7%, de acordo com dados da consultoria Economatica

6 de novembro de 2019
16:37
bolsa com cotações de ações
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Nunca antes na história da indústria de fundos os gestores alocaram tantos recursos na bolsa. O volume líquido de recursos em renda variável dos fundos – excluindo as posições vendidas – atingiu R$ 379,1 bilhões no fim de setembro. Trata-se do maior valor já registrado historicamente, de acordo com dados da consultoria Economatica.

Apenas neste ano, a posição dos gestores em bolsa aumentou em R$ 86,8 bilhões, o equivalente a uma alta de 29,7%.

O aumento da alocação tem relação direta com o bom desempenho do Ibovespa e da captação dos fundos que podem investir na bolsa, como os de ações, que precisam deter pelo menos 66% do patrimônio em renda variável, e multimercados.

Incluindo as posições vendidas, o volume financeiro alocado em renda variável sobe para R$ 460,6 bilhões, também o maior patamar histórico, ainda segundo a Economatica.

E onde os fundos investem todo esse dinheiro? Em julho deste ano, as ações da Petrobras representavam a maior posição da indústria, com R$ 18 bilhões. Os dados da consultoria excluem os recursos da Litel – empresa dos fundos de pensão que investe em ações da Vale – e FIPs.

As gestoras dos quatro maiores bancos – Itaú Unibanco, Bram (Bradesco), BB DTVM (Banco do Brasil) e Caixa – são que as que possuem maior alocação na bolsa, em linha com o patrimônio total de cada uma. A maior surpresa é a presença no quinto lugar da Opportunity Asset, embora a gestora seja historicamente uma grande investidora em bolsa.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

acordo conveniente

BR Distribuidora e Lojas Americanas fecham parceria em lojas de conveniência

Empresas vão formar uma nova empresa para explorar negócio de lojas dentro e fora dos postos de combustíveis

PEC emergencial

Receita Federal pode ficar sem recursos com desvinculação de gastos da PEC emergencial, dizem auditores

O gasto mínimo com saúde, educação e administração tributária é um dos pontos que encontra resistência no Congresso

O melhor do Seu Dinheiro

O futuro dos fundos imobiliários e uma estreia no Seu Dinheiro

Em janeiro do ano passado, a redação do Seu Dinheiro havia acabado de deixar o “coworking” onde ficou praticamente desde a estreia do site para alugar um espaço em um prédio comercial. Mas nem deu tempo de curtir o “sonho da sala própria”. Com a pandemia da covid-19, dois meses depois já estávamos todos em […]

INFLAÇÃO DO ALUGUEL

IGP-M sobe 2,53% em fevereiro e acumula alta de 5,17% em 2021

Em janeiro, indicador utilizado para reajustar contratos de aluguéis avançou 2,58%, segundo dados da FGV-Ibre

carta do presidente

“Entregamos a recuperação da Petrobras prometida”, diz Roberto Castello Branco

O executivo reafirmou que o objetivo da companhia “é ser a melhor empresa de óleo e gás do mundo”, concluiu em sua (talvez) última Carta do Presidente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies