Menu
2019-05-15T20:54:03-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Acusações contra o filho do presidente

MP do Rio aponta indícios de que Flávio Bolsonaro comprou 19 imóveis no Rio para lavar dinheiro

Informações do site VEJA apontam que, entre os anos de 2010 e 2017, o então deputado estadual lucrou R$ 3,089 milhões em transações imobiliárias

15 de maio de 2019
20:54
Flávio Bolsonaro
Imagem: Reprodução

O site Veja.com publicou na noite desta quarta-feira, 15, uma série de informações sobre o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, que podem azedar de vez o humor dos investidores nesta semana.

De acordo com informações do Ministério Público do Rio de Janeiro, obtidas após a quebra de sigilo autorizada pelo juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27º Vara Criminal, Flávio Bolsonaro teria se utilizado dos processos de compra e venda de imóveis para promover lavagem de dinheiro.

Desde cedo, boatos de que haveriam novas denúncias envolvendo a família Bolsonaro já circulavam no mercado financeiro. Os investidores passaram então a especular sobre a veracidade das informações.

Especula-se também se esses dados fariam parte do "tsunami" anunciado por Bolsonaro no começo da semana. O próprio irmão de Flávio, Carlos Bolsonaro, havia tuitado a respeito de notícias que, segundo ele, "podem derrubar o capitão eleito".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Lucros extraordinários

A Veja aponta que entre os anos de 2010 e 2017 o então deputado estadual lucrou R$ 3,089 milhões em transações imobiliárias. O rendimento teria ocorrido pelo subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas dos imóveis. Os dados da Justiça mostram ainda que, nesse mesmo período, Flávio teria investido R$ 9,425 milhões na compra de 19 imóveis.

O documento sigiloso do MP carioca afirma também que a suposta fraude teria como função "simular ganhos de capital fictícios". Esse processo serviria de fachada para “o enriquecimento ilícito decorrente dos desvios de recursos” da Assembleia Legislativa do Rio.

Em janeiro de 2018, a imprensa já havia circulado notícias sobre as transações envolvendo o nome de Flávio. Na época, o jornal Folha de S. Paulo publicou que o senador tinha realizado transações relâmpago com os mesmos 19 imóveis.

Caso a caso

O documento do MP divulgado pela Veja também detalha os casos em que teria havido uma valorização excessiva no preço dos imóveis.

Em 2012, Flávio comprou um imóvel em Copacabana por R$ 140 mil e, 15 meses depois o vendeu por R$ 550 mil - um lucro de 292%. Para se ter uma ideia, o índice Fipezap, que calcula os preços no mercado imobiliário, aponta que a valorização de imóveis no bairro foi de 11% no período.

Também em 2012, Flávio comprou outro imóvel em Copacabana por R$ 170 mil. Um ano depois, vendeu por R$ 573 mil (lucro de 237%).

Já entre dezembro de 2008 e setembro de 2010, Flávio efetuou a compra de dez salas comerciais na Barra da Tijuca por R$ 2,662 milhões.

De acordo com a Veja, em outubro de 2010 todos os imóveis foram vendidos para a empresa MCA Exportação e Participações por R$ 3,167 milhões de reais. Os promotores ressaltam que o comprador tem, entre os sócios, a Listel S.A., sediada no Panamá, um paraíso fiscal.

*Com informações do site Veja.com.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Seu mentor de investimentos

Estamos diante de um novo ciclo de alta das commodities?

No passado, dois bull markets de commodities deram enorme força à economia do Brasil. E, para o Ivan Sant’Anna, um novo ciclo de alta desses produtos está se desenhando no horizonte — o que abre enormes possibilidades de investimento

Parceiros

Brasil fecha acordo de cooperação técnica com a Alemanha na agricultura

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, assinou um acordo de cooperação com a Alemanha para o desenvolvimento do setor — a parceria durará, ao menos, três anos

APOSENTE-SE AOS 40 OU O QUANTO ANTES

3 Erros que vão ATRASAR sua aposentadoria

Aproveitando o clima de começo de ano, em que listas e regras para alcançar objetivos se proliferam mais rápido que o mosquito da dengue, decidi dar a minha contribuição numa lista diferente.

Enxugando

Bancos públicos devem acelerar vendas de ativos em 2020

Juntos, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES devem vender, só no primeiro semestre de 2020, mais de R$ 60 bilhões em ativos

Obras a todo vapor

A economia brasileira segue patinando, mas o setor de construção dá sinais de força

O segmento de construção continua aquecido, com a retomada nos lançamentos e um crescimento no volume de vendas. E as prévias operacionais da Helbor, Direcional e MRV dão suporte ao otimismo do mercado

Aval do presidente

Bolsonaro aprova fundo eleitoral de R$ 2 bilhões em orçamento para 2020

O presidente Jair Bolsonaro aprovou a inclusão do fundo eleitoral no Orçamento do governo de 2020 — um mecanismo que prevê gastos de R$ 2 bilhões para as campanhas das eleições municipais

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: Bolha? Que bolha?

A matéria que discute uma suposta bolha nos fundos imobiliários foi a mais lida desta semana. Oi, aposentadoria e bolsa também estiveram entre os assuntos de destaque

Em busca de investidores

Guedes vai a Davos para ‘vender’ o Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, será a principal autoridade brasileira no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça

LIÇÕES DO PAI RICO, PAI POBRE

Ganhando bem, mas longe de ser rico?

Robert Kiyosaki, autor do best seller Pai Rico, Pai Pobre, escreve aos sábados sobre suas lições de finanças

DE OLHO NOS EMPRÉSTIMOS

BNDES aprova empréstimos a exportações de Embraer, Marcopolo, Mercedes e Scania

A maior das operações foi para a fabricante de aviões Embraer, que tomou empréstimo de US$ 285 milhões para financiar a exportação de 11 aeronaves modelo E175 para a American Airlines, nos Estados Unidos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements