2019-05-16T11:13:24-03:00
Estadão Conteúdo
abaixo das estimativas

IGP-10 de maio fica em 0,70% ante alta de 1,00% em abril, revela FGV

Quanto aos três indicadores que compõem o IGP-10 de maio, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram avanço de 0,84% no mês ante uma elevação de 1,19% em abril.

16 de maio de 2019
11:13
Supermercado, mulher com carrinho fazendo compras
O varejo alimentar começa a divuglar os seus balanços - Imagem: Shutterstock

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) subiu 0,70% em maio, após ter aumentado 1,00% em abril, informou nesta quinta-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado ficou abaixo da mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, calculada em 0,77%, e dentro do intervalo das previsões, de 0,61% a 0,94%.

Quanto aos três indicadores que compõem o IGP-10 de maio, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram avanço de 0,84% no mês ante uma elevação de 1,19% em abril.

Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram crescimento de 0,47% em maio, após a elevação de 0,73% no mês anterior. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, teve aumento de 0,31% em maio, depois de um avanço de 0,35% em abril.

O IGP-10 acumulou um aumento de 3,27% no ano. A taxa em 12 meses ficou positiva em 8,02%. O período de coleta de preços para o indicador de maio foi do dia 11 de abril a 10 deste mês.

IPAs

Os preços agropecuários mensurados pelo IPA agrícola caíram 1,43% no atacado em maio, após um aumento de 1,86% em abril, dentro do IGP-10.

Já os preços dos produtos industriais medidos pelo IPA Industrial tiveram alta de 1,60% este mês, depois da elevação de 0,96% no atacado em abril.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 0,77% em maio, ante um avanço de 1,48% em abril.

Os preços dos bens intermediários subiram 0,95% em maio, após aumento de 0,62% no mês anterior.
Já os preços das matérias-primas brutas apresentaram aumento de 0,78% em maio, depois da expansão de 1,53% em abril.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies