Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-09-27T14:24:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
hora do adeus?

Depois de entrar na lista de privatizações, Telebras avalia sair da bolsa

Empresa informou que vai consultar a União, hoje acionista controladora, para realizar OPA; hoje a companhia não tem recursos para fazer a operação

27 de setembro de 2019
14:11 - atualizado às 14:24
Antena da Telebrás
Brasil, Brasília, DF, 01/02/2016 . Antena do centro de controle do primeiro satélite geoestacionário, nacional da Telebrás, localizada no Sexto Comando Aéreo Regional (VI Comar) da Base Aérea, em Brasília (DF). - Imagem: Crédito:ANDRE DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Depois de entrar na lista do governo de estatais a serem privatizadas, a Telebras agora avalia fechar capital. A empresa decidiu consultar seu acionista controlador, a União, porque ela própria não tem dinheiro para tocar uma possível operação.

  • LANÇAMENTO: Pela primeira vez um curso completo de análise gráfica acessível para qualquer pessoa. Apenas 97 vagas no preço promocional. Veja agora.

As ações da Telebras sofrem uma alta volatilidade por conta dessa incerteza quanto ao seu destino. No ano, os papéis TELB4 acumulam alta de 58%, mas no último mês os ativos desvalorizaram 21%. Nesta sexta-feira, as ações caíam 2,1%, a R$ 35,92. Veja nossa cobertura de mercados.

Em análise preliminar, a empresa diz que o fechamento de capital ocorreria por meio de uma oferta pública de aquisição (OPA) de suas ações em circulação no mercado.

Olho nos números

No segundo trimestre deste ano, a Telebras registrou prejuízo de R$ 113,9 milhões, aumento de 85,7% em relação ao mesmo período de 2018.

O Ebitda (sigla para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi negativo em R$ 31,9 milhões.

Em outras palavras, a empresa opera no vermelho e não gera caixa - desempenho que tem se repetido a cada trimestre. A companhia tem um projeto do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

A Telebras ainda é dona de um satélite, o SGDC, cujo contrato para uso comercial com a americana Viasat pode render US$ 1 bilhão nos próximos 10 anos.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O MELHOR DA SEMANA

Ronaldo Fenômeno ficou maluco? Saiba como funciona a SAF, que permitiu ao craque pagar R$ 400 milhões pelo Cruzeiro

Conheça também os principais candidatos a Sociedade Anônima de Futebol e para que tipo de clube ela pode ser mais interessante

Dê o play!

Com a Selic acima de 10%, quais os próximos passos do BC? O podcast Touros e Ursos debate o futuro da taxa de juros

No podcast Touros e Ursos desta semana, a equipe do SD discutiu o cenário para a Selic e o BC em 2022. Até onde o Copom vai subir os juros?

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies