Menu
2019-12-26T20:03:42-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Acertando as contas

Rossi fecha acordo para quitar dívida de R$ 800 milhões com o Bradesco

A Rossi fechou um memorando de entendimento com o Bradesco, um de seus principais credores, para reestruturar parte relevante de sua dívida

26 de dezembro de 2019
20:03
Imagem de divulgação do Rossi Litorâneo, condomínio no Rio de Janeiro
Imagem de divulgação do Rossi Litorâneo, condomínio no Rio de Janeiro - Imagem: Rossi

A Rossi Residencial anunciou há pouco o fechamento de um memorando de entendimento com o Bradesco, um de seus principais credores, para reestruturar sua dívida corporativa.

Ao todo, a Rossi possui compromissos de cerca de R$ 800 milhões junto à instituição. Pelos termos do memorando, 100% dessa dívida será quitada através da alienação dos ativos que serviam como garantia para essas obrigações financeiras.

As partes agora tem 180 dias para concluir o processo e consumar a transferência dos bens — a lista de ativos incluída no acordo não foi revelada pela Rossi.

Ao fim do terceiro trimestre de 2019, a empresa possuía uma dívida líquida de R$ 1,54 bilhão, de acordo com os critérios contábeis do IFRS. Assim, com a reestruturação dos compromissos com o Bradesco, tanto o endividamento quanto a alavancagem da Rossi tendem a cair substancialmente nos próximos meses.

"A renegociação permitirá uma queda significativa nas despesas financeiras projetadas para os próximos anos, permitindo que a companhia direcione seu caixa para novos desenvolvimentos e para a retomada do ciclo de lançamentos", diz a Rossi, em comunicado.

Nesta quinta-feira (26), as ações ON da companhia (RSID3) dispararam 31,34%, a R$ 8,55. Em 2019, os papéis acumulam ganhos de 61,3%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

POLÍTICA

Bolsonaro grava para campanhas e aposta em 2º turno em RJ e SP

Presidente busca apoiar aliados para tentar formar base nos grandes colégios eleitorais para sua campanha de reeleição em 2022

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies