Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-06-07T18:40:25-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Quem são, como vivem… e o que farão com seu dinheiro?

26 de abril de 2019
10:12 - atualizado às 18:40
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

No tempo em que eu fui editora de economia do G1, eu tinha um certo pânico quando chegava o plantão de carnaval. Eu, que sempre trabalhei com jornalismo econômico, me sentia um peixe fora d’água na cobertura de escolas de samba e celebridades. “Ah, certamente será mais fácil do que cobrir o PIB ou o balanço da Vale”, pensei na primeira vez.

Mordi a língua no primeiro dia do carnaval quando um colega me perguntou na redação: “entrou a foto da Thaila Ayala?”. Eu só pensava “quem é essa?”. Simplesmente não conhecia os famosos que estavam na maioria das fotos que chegavam das ruas.

É possível que você tenha sentido o mesmo quando ouviu os nomes dos deputados escolhidos como presidente e relator da comissão especial da Câmara que vai avaliar a proposta de reforma da Previdência. Marcelo Ramos é um novato no Congresso e Samuel Moreira também não é exatamente uma figurinha carimbada...

Pois é bom você procurar saber quem são eles, como vivem, o que defendem... Isso porque esses deputados terão papel crucial na definição da sua aposentadoria e também no futuro da economia brasileira.

Para facilitar sua vida, eu pedi para o repórter Fernando Pivetti levantar o passado dos dois -e coloquei a foto deles aí embaixo. Veja o que se sabe sobre os dois deputados nesta reportagem.

Deputados Marcelo Ramos (esq.) e Samuel Moreira (dir.)

STF joga contra

Na mesma semana em que o Ministério da Economia mostrou o peso dos subsídios nas contas públicas (R$ 314 bilhões ou 4,3% do PIB de 2018), o Supremo Tribunal Federal (STF) abre uma brecha para aumentar esse número. Ontem a maioria dos ministros votou a favor de uma decisão que concede novos benefícios tributários na zona franca de Manaus. Quanto vai custar? R$ 50 bilhões em cinco anos. O Eduardo Campos explica os prós e os contra da medida nesta reportagem.

A queridinha só agrada

Na temporada dos balanços, uma queridinha do mercado mostrou seus números. A Lojas Renner conseguiu elevar em 45% o seu lucro líquido no primeiro trimestre, para R$ 161,6 milhões, um pouco acima do que os analistas esperavam.
Outra que mandou bem foi a Localiza, com lucros mais altos.

Dá para ir de Uber na bolsa

No que promete ser um dos maiores IPOs (oferta pública inicial de ações) dos últimos anos, a Uber anunciou hoje os detalhes da sua abertura de capital. A empresa irá oferecer 180 milhões de ações ao mercado e levantar até US$ 9 bilhões. Nada mal, não?

Já vai?

O executivo Ivan Monteiro, ex-presidente da Petrobras, mal chegou na BRF e já está de saída. O motivo informado pela empresa foi “indicação médica”. A companhia apresentou um substituto e disse que manterá os esforços para reduzir o endividamento. Saiba mais

Invista como um milionário

Capa do vídeo sobre como investir em fundos

É possível investir como um milionário mesmo tendo pouco dinheiro? Neste vídeo, a Julia Wiltgen prova que sim e aponta os caminhos para ingressar em bons fundos de investimento. Dá uma olhada!

A Bula do Mercado: 'sextou' por aqui e nos EUA tem PIB

O Congresso já “sextou” e muitos parlamentares já viajam hoje e vão emendar o feriado de quarta-feira da semana que vem. Não sei se sinto raiva ou inveja, mas vamos seguir... Por aqui, as discussões sobre a reforma da Previdência só devem voltar a ganhar força após o feriado.

Os investidores voltam os olhos para o cenário internacional. O destaque do dia fica com a divulgação do PIB americano no primeiro trimestre.

Por aqui, Jair Bolsonaro meteu o bedelho de novo nas estatais. Após o presidente vetar um vídeo publicitário do Banco do Brasil que aborda a diversidade racial e sexual, o diretor de marketing foi demitido. Isso dá um sinal amarelo sobre a postura intervencionista do governo nas estatais, especialmente depois do episódio sobre a Petrobras dias atrás.

Ontem, o Ibovespa fechou em alta de 1,59%, aos 96.552 pontos. O dólar encerrou com baixa de 0,78%, a R$ 3,9554. Consulte a Bula do Mercado para saber como devem se comportar bolsa e dólar hoje.

Um grande abraço e ótima sexta-feira!

Agenda

Índices
- Tesouro Nacional divulga dados da Dívida Pública Federal em março
- Banco Central publica dados de crédito relativos a março
- Estados Unidos divulgam primeira prévia do seu PIB no 1º trimestre

Balanços 1º trimestre
- No Brasil: Hypera e Smiles
- Teleconferências: Hering, Lojas Renner e Localiza
- Lá fora: Deutsche Bank, Chevron e ExxonMobil

Política
- Donald Trump recebe a visita do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Tela azul

O “selo Buffett” no Nubank, a falha da Coca-Cola com CR7 e uma fraude no setor de tecnologia; confira os destaques da edição #37 do Tela Azul

Richard Camargo, André Franco e Vinícius Bazan comentam os principais assuntos no mundo das techs em papo descontraído e reforçam o convite para o evento que vai revelar as ações de tecnologia mais promissoras do momento

Bola rebola

Show das poderosas: Nubank estreia dueto com Anitta e cala os críticos com primeiro lucro

Fintech que já vale US$ 30 bilhões tem primeiro resultado positivo na história e anuncia contratação da cantora para compor o conselho de administração

Temperatura subindo

Febraban: carteira de crédito continua em expansão e deve registrar melhor índice desde 2013

As concessões de empréstimos devem apresentar crescimento de 4,7% em maio, acumulando aumento de 6,9% nos últimos 12 meses

Fim de papo

Bolsonaro se irrita com questão de frete e termina conversa na saída do Alvorada

Antes, ao ser cobrado quais as propostas para atender a categoria, Bolsonaro repetiu que o “maior problema de vocês (caminhoneiros)” é o preço dos combustíveis e os tributos

Nova realidade?

UBS prevê queda nos preços de minério de ferro e rebaixa Rio Tinto

Para os analistas, problemas com oferta no Brasil, intensificados pela pandemia, e atuação do governo chinês devem pressionar cotação do insumo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies