Menu
2019-12-12T07:27:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
dinheiro no caixa

Notre Dame Intermédica define ação a R$ 57 em nova oferta e movimenta R$ 5 bilhões

Companhia faz a oferta para levantar recursos para novos investimentos, liquidar debêntures e para pagar a aquisição do grupo Clinipam

12 de dezembro de 2019
7:25 - atualizado às 7:27
plano de saúde notre dame intermédica
Imagem: Shutterstock

A operadora de saúde Notre Dame Intermédica informou nesta quinta-feira (12) que o preço por ação em sua mais recente oferta subsequente (follow on) foi definida em R$ 57. Com isso, a operação alcançou R$ 5 bilhões.

A Notre Dame faz a oferta para levantar recursos para novos investimentos, liquidar debêntures e para pagar a aquisição do grupo Clinipam - anunciada recentemente por R$ 2,6 bilhões, numa tentativa da operadora consolidar sua plataforma verticalizada, com a entrada em uma nova região de atuação.

A distribuição primária, que soma R$ 3,7 bilhões, vai para o caixa da companhia. Já as ações secundárias tiveram como vendedor Alkes II - Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia.

Os bancos coordenadores foram Itaú BBA (líder), JPMorgan, Bradesco BBI, Citi, Morgan Stanley, Santander, Credit Suisse e UBS. O início das negociações das ações será nesta sexta (13).

As ações ON da Notre Dame (GNDI3) terminaram a quarta-feira (11) a R$ 57,97. No ano, a valorização dos papéis é da ordem de 100%.

Novata

A Notre Dame Intermédica estreou há pouco tempo na bolsa brasileira: as ações ordinárias da companhia chegaram à B3 em abril do ano passado, ao valor unitário de R$ 16,50. E, desde então, os papéis já deram um salto expressivo.

Somente em 2019, a empresa já comprou ao menos outros três ativos: o hospital AMIU, no Rio de Janeiro; a operadora de planos odontológicos Belo Dente, sediada em Minas Gerais; e o grupo Ghelfond, rede especializada em exames de imagem que atua na região de São Paulo.

A Notre Dame Intermédica também fez neste ano outra oferta pública secundária de 60 milhões de ações ordinárias, ao preço unitário de R$ 39,50, numa operação que gerou R$ 2,37 bilhões aos cofres da empresa. A ação da companhia estreou em setembro no Ibovespa.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O melhor do Seu Dinheiro

A vida da renda fixa após a alta da Selic, o Telegram do Seu Dinheiro e outros destaques

A tribo dos investidores mais conservadores foi dormir um pouco mais contente ontem, após a decisão do Banco Central sobre a Selic. Como esperado, a taxa básica de juros subiu mais 0,75 ponto percentual, para 3,5% ao ano. No comunicado, o Comitê de Política Monetária (Copom) voltou a encarnar o “falcão” — mais duro no […]

Abertura

Bolsa abre sem direção definida, sem apoio do exterior e com cenário interno dividido

Confira os principais eventos e indicadores para o dia de hoje

análise dos balanços

Juntos, Santander, Itaú e Bradesco têm salto no lucro, mas saúde financeira não tranquiliza mercado

Um contraste fica visível na comparação entre Santander e Itaú, principalmente: o comportamento da margem financeira das operações com clientes

Desmatamento em foco

Varejistas europeus ameaçam boicote a produtos do Brasil por risco à Amazônia

O movimento foi visto como “precipitação” por empresários brasileiros que acompanham dois projetos de lei que tramitam no Congresso sobre o tema

CÉU DE BRIGADEIRO

No pós-Copom, Ibovespa tem tudo para amanhecer com céu azul e sol brilhante

Com o Banco Central fora da cena principal, bolsa brasileira tem tudo para acompanhar o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies